Absurdo e limite na filosofia de Schopenhauer

Ruy de Carvalho Rodrigues Júnior

Resumo


O ponto de partida do trabalho foi a inquietante e surpreendente leitura de Rosset da filosofia schopenhaueriana. Inicialmente, inclina-se mais na direção crítica em relação à tese de Rosset sobre a filosofia do absurdo, que sobre a tese, de resto talvez bem mais polêmica, da intuição genealógica. Aceitando a diferenciação radical estabelecida por Schopenhauer entre os planos metafísico e empírico defende-se a hipótese de que há, nos textos deste, uma relação possível entre ambos: uma relação que chamamos de hermenêutica. É no seu nascedouro, portanto, que a filosofia de Schopenhauer recebe a cicatriz que a fará alvo daqueles que tentarão forçá-la a adequar-se a uma das alternativas: saber ou filosofia, sabedoria ou teoria, visão de mundo ou doutrina. Em todo caso, defendemos que o importante é a clara consciência dos limites que parecem estar em jogo na relação entre Representação e Vontade. Portanto, o problema da realidade e da idealidade aponta, finalmente, para a necessidade de impormos limites à filosofia e, assim, tornar possível a caracterização da metafísica de Schopenhauer como filosofia do limite.


Palavras-chave


Absurdo; Limite; Hermenêutica; Sabedoria; Teoria; Doutrina

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Poética. In.: Aristóteles, Horácio, Longino. A poética clássica. São Paulo: Cultrix.

BRUM, J. T. O pessimismo e suas vontades. Schopenhauer e Nietzsche. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

PHILONENKO, A. Schopenhauer. Una filosofia de la tragédia. Barcelona: Antrhopos, 1989.

ROSSET, C. Escritos sobre Schopenhauer. Valencia: Pré-textos, 2005.

ROSSET, C. Schopenhauer, philosophe de l’absurde. Paris: Quadrige/PUF, 1994.

SCHOPENHAUER, A. Sämtliche Werke. Editadas e comentadas por Wolfang Frhr. von Lohneysen. Suhrkamp taschenbuch wissenschaft, 2003. 5 vols.

TEIXEIRA, L. Bergson e a história da filosofia. Cadernos Espinosanos. Estudos sobre o século XVII, São Paulo, Nº X.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179378633637

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Voluntas: Revista Internacional de Filosofia

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-Não Comercial-Compartilha Igual 4.0 Internacional.