FORMAÇÃO, ATUAÇÃO, REGULAMENTAÇÃO E ASSOCIATIVISMO PROFISSIONAL DO ARQUIVISTA BRASILEIRO

Eliseu dos Santos Lima, Fernanda Kieling Pedrazzi

Resumo


O artigo tem por objetivo discorrer sobre a trajetória do ensino de Arquivologia e a formação e a atuação do arquivista no Brasil. Com base na revisão de literatura são abordados temas que permeiam o perfil do arquivista, o ensino de Arquivologia, a formação do arquivista, o mercado de trabalho, as tecnologias da Informação e Comunicação no fazer do arquivista, a regulamentação e o associativismo profissional. Através da análise teórica concluiu-se que aspectos relacionados à formação e capacitação profissional necessitam ser revistos, a formação deve preparar o arquivista para atuar como um gestor da informação, sendo que este profissional deve investir na formação continuada e no aperfeiçoamento como forma de melhorar suas habilidades. Apesar de ainda ser insuficiente a quantidade de profissionais inseridos no mercado, constata-se que novas opções de atuação para o arquivista têm surgido e que os arquivistas devem estar atentos às Tecnologias da Informação e Comunicação, pois tudo se encaminha para a obrigatoriedade de sua utilização, principalmente no gerenciamento e na preservação de documentos digitais, bem como no desenvolvimento de Sistemas Informatizados de Gestão Arquivística de Documentos.

Palavras-chave


Ensino de Arquivologia; Formação do arquivista; Mercado de trabalho; Regulamentação profissional; Associativismo profissional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2317175811279



 

Revista Sociais e Humanas (ISSN online 2317-1758)

Universidade Federal de Santa Maria | Centro de Ciências Sociais e Humanas

Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil.

E-mail: revistaccsh@gmail.com | Telefone: (55) 32208522


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.