Apontamentos sobre o conceito de essência humana em Marxismo e Antropologia, de György Márkus

Autores

Resumo

Primeiro livro de György Márkus (1934-2016) voltado ao público internacional, Marxismo e Antropologia: o conceito de ‘essência humana’ na filosofia de Marx é uma referência incontornável no debate marxista sobre o tema. Neste artigo situo o texto de Márkus na produção da Escola de Budapeste, grupo de intelectuais organizados em torno de György Lukács ao longo dos anos 1960, exploro a sua relação com a reflexão do Lukács maduro, e a partir de elementos mobilizados desta reflexão apresento uma reapreciação crítica de Marxismo e Antropologia. Como principais conclusões, destaco o conceito de substância móvel subjacente à  caracterização de essência humana presente em ambos os autores, além do fato da extrapolação das tendências de desenvolvimento do ser social tipificadas por Lukács apontarem para a caracterização do ser humano como ser natural, social, consciente e tendencialmente universal proposta por Márkus. Assim espero contribuir para avançar em uma compreensão adequada da relação entre a obra de Márkus e a Escola de Budapeste e mapear os ecos da influência de seu mentor Lukács.

Biografia do Autor

Filipe Leite Pinheiro, Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal Fluminense (PPGE-UFF).

Atualmente é doutorando do Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal Fluminense. Possui mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Economia da Universidade Federal Fluminense (2016) e graduação em Ciências Econômicas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2013). Tem experiência na área de Economia, com ênfase em: Economia Política, História do Pensamento Econômico, Pensamento Econômico Brasileiro e interpretações do Brasil. É pesquisador do Núcleo Interdisciplinar de Estudos e Pesquisas Sobre Marx e o Marxismo - NIEP-Marx/UFF.

Downloads

Publicado

2021-12-20

Como Citar

Leite Pinheiro, F. (2021). Apontamentos sobre o conceito de essência humana em Marxismo e Antropologia, de György Márkus. Século XXI: Revista De Ciências Sociais, 10(2), 139–164. Recuperado de https://periodicos.ufsm.br/seculoxxi/article/view/36018

Edição

Seção

Artigos