Uma análise do desempenho econômico e financeiro das cooperativas agropecuárias

Paola Richter Londero, Anelise Krauspenhar Pinto Figari

Resumo


Esta pesquisa tem como objetivo verificar se variáveis como setor, sistema agroindustrial e região estão relacionadas com o desempenho econômico e financeiro das cooperativas agropecuárias. Para tanto, empregou-se testes de diferença de médias nos dados de 31 cooperativas agropecuárias dos estados de São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul nos anos de 2008 a 2012. Como resultado, observou-se que as cooperativas apresentam desempenho econômico e financeiro distintos, e que as variáveis selecionadas podem afetar seus resultados. Quando a amostra foi estratificada por região os índices de rentabilidade, valor adicionado e liquidez geral demonstraram diferença significativa. Já quando o setor é analisado as diferenças estatísticas encontram-se nos índices de valor adicionado, o que está de acordo com a literatura. O sistema agroindustrial foi o fator que levou a maiores diferenças dos índices analisados. Ademais, verificou-se que as cooperativas são homogêneas no que se refere a estrutura de capital.

Palavras-chave


Cooperativas agropecuária; desempenho; fatores.

Texto completo:

PDF

Referências


ALIANÇA INTERNACIONAL DE COOPERATIVAS - ACI. What is a cooperative? 2017. Disponível em: Acesso em: 16/02/2017.

ALTMAN, M. Cooperative organizations as an engine of equitable rural economic development. Journal of Co-operative Organization and Management 3, 14-23, 2015.

BIALOSKORSKI NETO, S. Economia e Gestão de Organizações Cooperativas (2a ed.). São Paulo: Atlas, 2012.

BIALOSKORSKI NETO, S.; PINTO, A. K. Evolução do Agronegócio e do Cooperativismo Agropecuário: uma análise comparativa de desempenho e impacto econômico. In: ENCONTRO BRASILEIRO DE PESQUISADORES EM COOPERATIVISMO, 2, 2012, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre, 2012.

BRASIL. Lei n.º 5.764 de 16 de dezembro de 1971. Define a Política Nacional de Cooperativismo, institui o regime jurídico das sociedades cooperativas, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília (DF), 16 dez. 1971.

BROWN, L.; NOVKOVIC, S. Introduction. In Brown, L. et al. Co-operatives for Sustainable Communities: Tools to Measure Co-operative Impact and Performance. Cambridge: Peabody Museum Press, cap. 2, p. 10-15, 2015

CARVALHO, F. L. Indicadores de avaliação de desempenho de cooperativas agropecuárias: um estudo em cooperativas paulistas. Revista de Organizações Rurais & Agroindustriais, Lavras, v.10, n.3, p. 420-437, 2008.

CONSOLI, M. A.; MARINO, M. K. Distribuidores e Cooperativas: análises e impressões (parte 2). 2013b. Disponível em: Acesso em: 20/07/2013.

EXAME. Anuário Melhores e Maiores. São Paulo: Abril, edição especial 40 anos, 07/2013.

FENG, L. Motivation, Coordination and Cognition in Cooperatives. PhD. Thesis, Erasmus Research Institute of Management, Erasmus University Rotterdam, Rotterdam, Netherlands, 2010.

GEYSER, M.. LIEBENBERG, I.. Creating a new valuation tool for south african agricultural co-operatives. Working Paper. University of Pretoria. 2002. Disponível em: http://ageconsearch.umn.edu/bitstream/18068/1/wp020021.pdf. Acesso em: 15 jun. 2014.

GIMENES, R. M. T; GIMENES, F. M. P. Um ensaio sobre o desempenho econômico de cooperativas agropecuárias a partir do economic value added. Enfoque Reflexão Contábil. Maringá, 25 (2), 26-40, 2006.

HALL, John H. GEYSER, J.M. The financial performance of farming co-operatives: Economic value added vs traditional measures. Working Paper. University of Pretoria. 2004. Disponível em: http://ageconsearch.umn.edu/handle/18084. Acesso em: 15 jun. 2014.

HOULE, M. Economic Value Added. Liberty University, Spring, 2008.

HUETH, B.; REYNOLDS, A. A lyfe-cycle perspective on governing cooperative enterprises in agriculture. Choices, 26(3), 2011.

KASSAI, J. R.; KASSAI, S.; ASSAF NETO, A. Índice de especulação de valor agregado: IEVA. Revista de Contabilidade e Finanças, Universidade de São Paulo, v. 13, n. 30 (2002).

LAZZARINI, S. G.; BIALOSKORSKI NETO, S.; CHADDAD, F. R. Decisões financeiras em cooperativas: fontes de ineficiência e possíveis soluções. Revista Gestão & Produção, v.6, n.3, p. 257-268. 1999

LONDERO, P. R.; BIALOSKORSKI NETO, S.. Identificação de Características das Cooperativas Agropecuárias que Influenciam a Geração de Valor Adicionado. Revista de Gestão e Organizações Cooperativas - RGC, v. 1, p. 01-11, 2014.

MATARAZZO, D. C. Análise Financeira de Balanços: Abordagem básica e gerencial. 7ª edição. São Paulo: Atlas, 2010.

NOVKOVIC, S. The balancing act: Reconciling the economic and social goals of co-operatives. In International Summit of Cooperatives, Quebec, 2014. Disponível em: . Acesso em: 16/02/2017.

ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS. Relatório OCB 2013. 2014. Disponível: < http://srvrepositorio.brasilcooperativo.coop.br/arquivos/gecom/relatorio_gestao_OCB_2013.pdf> Acesso em: 05/06/2015.

ORGANIZAÇÃO DAS COOPERATIVAS BRASILEIRAS – OCB. 2017. Ramo Agropecuário: O ouro verde do Brasil. Disponível: Acesso em: 16/02/2017.

REYNOLDS, A. Defining the value of the cooperative business model: an introduction. 2013. Disponível em: . Acesso em 15 de novembro de 2016.

SANTOS, A.; GOUVEIA, F. H. C.; VIEIRA, P. S. Contabilidade das Sociedades Cooperativas: Aspectos gerais e prestação de contas. 2a ed. São Paulo: Atlas, 2012.

SHAH, R. B. S.; HALDAR, A.; RAO, S. V. D. N. Economic Value Added: A Financial Flexibility Tool . Corporate Ownership and Control, 12(1), 703-708, 2014.

SANTOS, E. Criação de valor econômico em cooperativas agroindustriais. Organizações Rurais e Agroindustriais, 4 (1), 2002.

SEXTON, R. J. Cooperatives and the forces shaping agricultural marketing. American Journal of Agricultural Economics. Menasha, vol. 68, n. 5, p. 1167-1172, 1986.

ULIANA, C.; GIMENES, R. M. T. Avaliando o desempenho econômico de cooperativas agropecuárias a partir do EVA – economic value added: resultados de uma investigação empírica. In Congresso Brasileiro de Contabilidade. Rio Grande do Sul, Gramado, 18, 2008.

ZYLBERSTAJN, Décio. Administração de sistemas de base agrícola: análise de fatores críticos. Revista de Administração. São Paulo, v. 48, n. 2, p. 203-207, 2013.




DOI: https://doi.org/10.5902/2359043226142

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 

     

   

   

 

ISSN Eletrônico: 2359-0432

ISSN Impresso: 2446-7103