Qualidade de vida e engajamento no trabalho: Uma análise em uma cooperativa de assistência à saúde

Mitally Nazario, Kálien Alves Klimeck

Resumo


A busca pela melhoria do bem estar dos funcionários nas organizações impulsiona estudos sobre a qualidade de vida no trabalho, assim, este estudo teve como objetivo avaliar a qualidade de vida e o envolvimento com o trabalhado dos colaboradores dos setores administrativos de uma cooperativa de assistência à saúde. Para isso, realizou-se uma pesquisa descritiva, quantitativa, com 35 funcionários do setor administrativo da cooperativa de assistência em saúde. O questionário utilizado baseou-se no modelo Walton (1973) para analisar a qualidade de vida no trabalho, e no modelo de Salanova (2005), para avaliar o envolvimento do trabalhador. A análise de dados indicou que, em geral, os trabalhadores apresentam altos índices de satisfação em relação aos indicadores de qualidade de vida no trabalho e um alto grau de envolvimento com o trabalho. Além disso, observou-se que as características do perfil dos trabalhadores influenciam na sua percepção sobre esses fatores.

Palavras-chave


Gestão de pessoas; Qualidade de vida no trabalho; Envolvimento do trabalhador; Cooperativa

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, M. M. Introdução à metodologia do trabalho científico. 7. Ed. São Paulo: Atlas, 2005.

BITENCOURT, C. Gestão contemporânea de pessoas: novas práticas, conceitos tradicionais. 2. Ed. Porto Alegre, 2010.

BOM SUCESSO, E. P. Trabalho e qualidade de vida. Rio de Janeiro: Dunya, 1998.

CHIAVENATO. I. Gestão de Pessoas. 3.Ed. São Paulo: Ed. Campus, 2002.

CHIAVENATO. I. Gestão de pessoas : o novo papel dos recursos humanos nas organizações 3.ed.- Rio de Janeiro: Elsevier, 2010.

DANCEY, C. P; REIDY, J. Estatística sem Matemática para Psicologia usando SPSS para Windows. 3. Ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

DAVIS, K; NEWSTROM, J. Comportamento Humano no Trabalho. São Paulo: Pioneira, 1992.

FERNANDES, E. C. Qualidade de vida no trabalho. São Paulo: Salvador, 1996.

FERNANDES, E.C .; GUTIERREZ, L . H. Qualidade de vida no trabalho (QVT): uma experiência brasileira. Revista de Administração da USP, v. 23, n. 4, p. 29-31-32, Out./Dez. 1998.

FIELD, A. Descobrindo a estatística usando o SPSS. 2. Ed. Porto Alegre: Artmed, 2009.

GIL, A. M. Gestão de pessoas: enfoque nos papéis profissionais 5. Ed. São Paulo: Atlas, 2013.

HANDY, C. B. Como compreender as organizações. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

LAKATOS, E. M; MARKONI, M. A. Fundamentos de metodologia científica. 7. Ed. São Paulo: Atlas, 2010.

LAWLER, Edward E. & HALL, Douglas T. Relationship of job characteristics to job involvement, satisfaction, and intrinsic motivation. Journal of Applied Psychology, v. 54, n. 4, p. 305-312, August, 1970.

MARANHÃO. M; MACIEIRA. M. O processo nosso de cada dia: modelagem de processos de trabalho. 2. Ed. Rio de Janeiro, Qualitymark Editora, 2014.

MASLOW, A.H. Maslow no gerenciamento. Rio de janeiro : Qualitymark Ed., 2000.

OCB - Organização das Cooperativas Brasileiras. Disponível em: http://www.ocergs.coop.br/cooperativismo/conceitos/princípios. Acesso em 12/10/2015.

OLIVEIRA, N. B. Cooperativismo: guia prático. 2. ED. rev. Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul, 1984.

OLIVEIRA, O. J. Gestão da Qualidade. São Paulo: Cengage Learning, 2009.

ROBBINS, S. P. Comportamento Organizacional. 9. Ed. São Paulo: Prentice hall, 2002.

SALANOVA, M.; SCHAUFELI, W. B. El engagement en el trabajo. Madrid: Alianza, 2009.

SARTURI, F. Nível de stress do enfermeiro hospitalar frente as suas competências [monografia]. Santa Maria: UFSM, 2009.

.

SCHNEIDER, J. O. Democracia, participação e autonomia cooperativa. 2. ed. São Leopoldo: UNISINOS, 1999. 496 p.

SILVA, E. KIRST, S. A conquista do consumidor através da responsabilidade social. Reflexão Cooperativista, v.1, p. 25-38, 2012.

WALTON, R. E. Quality of working life: what is it? Sloan Management Review, : v. 15, n.1, p. 11-21, 1973.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2359043221493

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional. 

     

   

   

 

ISSN Eletrônico: 2359-0432

ISSN Impresso: 2446-7103