Capacidade funcional e suporte familiar em idosos longevos residentes em domicílio

Autores

  • Sara Souza Vilas Bôas Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH
  • Claudinéia Matos de Araújo Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH
  • Rahab Vieira Prates Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH
  • Marta Moreira Novais Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH
  • Daniela de Souza Pinto Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH
  • Luciana Araújo dos Reis Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH http://orcid.org/0000-0002-0867-8057

DOI:

https://doi.org/10.5902/2236583434375

Palavras-chave:

Idoso, Família, Envelhecimento, Funcionalidade.

Resumo

Objetivo: avaliar a capacidade funcional e o suporte familiar de idosos longevos residentes em domicílio. Métodos: Trata-se de uma pesquisa do tipo descritiva, com delineamento transversal e observacional realizada no município de Jequié com 117 idosos longevos cadastrados em cinco unidades de saúde da família. O instrumento de coleta de dados foi constituído de caracterização sociodemográfica, condições de saúde, Índice de Barthel, Escala de Lawton e Inventário de Percepção de Suporte Familiar, sendo realizada análise descritiva das variáveis de estudo. Resultado: Constatou-se uma maior frequência de idosos do sexo feminino (59,0%), faixa etária de 80 a 84 anos (57,3%) não alfabetizados (51,3%), independentes nas atividades básicas de vida diária (59,0%), dependentes nas atividades instrumentais de vida diária (80,3%), com pontuação alta (62,4%) no domínio Afetividade-Consistência, pontuação alta (53,0%) no domínio Adaptação Familiar e pontuação alta (60,7%) no domínio Autonomia. Constatou-se em relação a capacidade funcional que houve uma predominância de independência para realização das ABVD, enquanto para realização das AIVD foi observada uma dependência. Conclusão: Quanto ao suporte familiar ficou evidenciado que os idosos do estudo possuem comprometimento nos domínios Afetividade-Consistência e Autonomia. Na avaliação das ABVD, verificou- se que a maioria dos idosos foram classificados como independentes e como dependentes nas AIVD.

Biografia do Autor

Sara Souza Vilas Bôas, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH

Acadêmica de fisioterapia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Colaboradora do Núcleo de Pesquisa e Estudos sobre Envelhecimento e Obesidade. Jequié, Bahia - Brasil.

Claudinéia Matos de Araújo, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH

Mestre do Programa de Pós-graduação Enfermagem e Saúde/UESB. Pós-graduação em gerontologia/UESB. Docente da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Colaboradora do Núcleo de Pesquisa e Estudos sobre Envelhecimento e Obesidade. Jequié, Bahia - Brasil.

Rahab Vieira Prates, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH

Acadêmica de fisioterapia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Colaboradora do Núcleo de Pesquisa e Estudos sobre Envelhecimento e Obesidade. Jequié, Bahia – Brasil.

Marta Moreira Novais, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH

Acadêmica de fisioterapia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Colaboradora do Núcleo de Pesquisa e Estudos sobre Envelhecimento e Obesidade. Jequié, Bahia – Brasil. 

Daniela de Souza Pinto, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH

Acadêmica de fisioterapia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia. Colaboradora do Núcleo de Pesquisa e Estudos sobre Envelhecimento e Obesidade. Jequié, Bahia – Brasil.

Luciana Araújo dos Reis, Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, Gandu, BH

Fisioterapeuta, Pós-doutora em Saúde Pública, Doutora e Mestre  em Ciências da Saúde/UFRN, docente adjunta da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia e da Faculdade Independente do Nordeste.

Referências

Sposito G, Neri AL, Yassuda MS. Cognitive performance and engagement in physical, social and intellectual activities in older adults: The FIBRA study. Dement neuropsychol [Internet]. 2015;9(3):270-78.

Pinto AH, Lange C, Albereci Pastore C, de Llano PM, Przylynski Castro D, dos Santos F. Capacidade funcional para atividades da vida diária de idosos da Estratégia de Saúde da Família da zona rural. Cienc Saude Colet 2016; 21(11): 3545-3555.

Barbosa BR, Almeida JM, Barbosa MR, Rossi-Barbosa LAR. Avaliação da capacidade funcional dos idosos e fatores associados à incapacidade. Cienc Saude Colet 2014;19(8): 3317-3325.

Figueiredo IM, Sampaio RF, Mancini MC, Silva FC, Souza MA. Teste de força de preensão utilizando o dinamômetro Jamar. Acta Fisiatr 2016; 14(2):104-10.

Pavasini R, Guralnik J, Brown JC, di Bari M, Cesari M, Landi F, Vaes B, Legrand D, Verghese J, Wang C, Stenholm S, Ferrucci L, Lai JC, Bartes AA, Ferrer JEM, Lim Jae-Y, Ensrud KE, Cawthon P, Turusheva A, Frolova E, Rolland Y, Lauwers V, Corsonello A, Kirk GD, Ferrari R, Volpato S, Campo G. Short Physical Performance Battery and all-cause mortality: systematic review and meta-analysis. BMC Med 2016; 14: 215.

Busch TA, Duarte YA, Nunes DP, Lebrão ML, Naslavsky MS, Rodrigues AS, Amaro E. Factors associated with lower gait speed among the elderly living in a developing country: a cross-sectional population-based study. BMC Geriatr, 2015;15: 35-43.

Possatto JM, Rabelo DF. Ansiedade e depressão em idosos: associações com idade, sexo, capacidade funcional e suporte social. Rev Kairos 2017; 20(2):45-58.

Miranda GMD, Mendes AC, Silva ALA. O envelhecimento populacional brasileiro: desafios e consequências sociais atuais e futuras. Rev Bras Geriatr Gerontol 2016; 19(3): 507-519.

Berlezi EM, Farias AM, Dallazen F, Oliveira KR, Pillatt AP, Fortes CK. Como está a capacidade funcional de idosos residentes em comunidades com taxa de envelhecimento populacional acelerado? Rev Bras Geriatr Gerontol 2016; 19(4):643-652.

Bertolucci PH, Brucki SM, Campacci SR, Juliano Y. O mini-exame do estado mental em uma população geral: impacto da escolaridade. Arq Neuropsiquiatr. 1994;(52):1-7

Mahoney FI, Barthel DW. Functional evaluation: the Barthel Index. Maryland State Med J. 1965;(14):61-65.

Lawton MP, Brody EM. Assesment of older people: self-maintaining and instrumental activities of daily living. Gerontologist. 1969;(9):179-85

Wendt CJK, Aires M, Paz AA, Fengler FL, Paskulin LMG. Famílias de idosos na Estratégia de Saúde no Sul do Brasil. Rev Bras Enferm [Internet]. 2015;68(3):406-13.

Nunes JD, Saes MO, Nunes BP, Siqueira FCV, Soares DC, Fassa MEG et al. Indicadores de incapacidade funcional e fatores associados em idosos: estudo de base populacional em Bagé, Rio Grande do Sul. Epidemiol. Serv. Saúde [Internet]. 2017; 26(2): 295-304.

Lopes MCBT, Lage JSS, Vancini-Campanharo CR, Okuno MFP, Batista REA. Fatores associados ao comprometimento funcional de idosos internados no serviço de emergência. Einstein (São Paulo). 2015;13(2):209-14.

Silva AG, Queirós A, Sa-Couto P, Rocha NP. Self-Reported Disability: Association With Lower Extremity Performance and Other Determinants in Older Adults Attending Primary Care. Phys Ther. 2015; 95(12):1628-37.

Medeiros KKAS, Junior EPP, Bousquat A, Medina MG O desafio da integralidade no cuidado ao idoso, no âmbito da Atenção Primária à Saúde. Saúde Debate. 2017; 41(3):288-295.

Veloso MV. et al. Functional Dependence in Institutionalized Elderly People and Memory Deficit. Revista ibero-americana de saúde e envelhecimento, 2016; 2(3).

Nogueira PSF, Marques MB, Coutinho JFV, Maia JC, Silva MJ, Moura ERF. Factors associated with the functional capacity of older adults with leprosy. Rev Bras Enferm 2017; 70(4):711-8.

Brito KQD, Menezes TN, Olinda RA. Functional disability and socioeconomic and demographic factors in elderly. Rev Bras Enferm 2015; 68(4):633-41.

McGrath RP, Ottenbacher KJ, Vincent BM, Kraemer WJ, Peterson MD. Muscle weakness and functional limitations in an ethnically diverse sample of older adults. Ethn Health 2017; 26:1-12.

Pereira LC, Prestes J, Melo GF, Neto LS, Funghetto SS, Pires AB, Boff G, Alves AT, de Oliveira Karnikowski MG. A influência da composição corporal na força de homens idosos brasileiros. Rev Bras Med Esporte, 2015; 21(3):196-9.

Chaves RN et al. Perda Cognitiva e Dependência Funcional em Idosos Longevos Residentes em Instituições de Longa Permanência. Revista cogitaire enfermagem, 2017; 22 (1).

Margutti KMM, Schuch NJ, Schwanke CHA. Marcadores inflamatórios, sarcopenia e seus critérios diagnósticos em idosos: uma revisão sistemática. Rev Bras Geriatr Gerontol 2017; 20(3): 444-456.

Lopes GL, Santos MIPO. Funcionalidade de idosos cadastrados em uma unidade da Estratégia Saúde da Família segundo categorias da Classificação Internacional de Funcionalidade. Rev. bras. geriatr. gerontol, 2015;18(1): 71-83.

Downloads

Publicado

2020-04-06

Como Citar

Bôas, S. S. V., Araújo, C. M. de, Prates, R. V., Novais, M. M., Pinto, D. de S., & Reis, L. A. dos. (2020). Capacidade funcional e suporte familiar em idosos longevos residentes em domicílio. Saúde (Santa Maria), 46(1). https://doi.org/10.5902/2236583434375

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)