A valorização das artes visuais africanas em escolas

Caroline Fagundes da Silva, Claudia de Souza Teixeira

Resumo


Neste trabalho, buscamos mostrar como o ensino de Artes Visuais pode contribuir para uma maior compreensão e aceitação das artes africanas. Levando em consideração as dificuldades para promover uma educação que valorize o multiculturalismo e as diversidades culturais, defendemos que a adoção da abordagem triangular de Barbosa (1998) pode ajudar a diminuir estereótipos e preconceitos em relação à cultura africana. Para comprovar essa ideia, relatamos uma experiência didática com uma turma de Ensino Fundamental I de uma escola municipal de Duque de Caxias (RJ), em que, numa sequência de atividades pautada no alfabetismo visual, foram observados os elementos básicos da linguagem visual das máscaras africanas, traçando paralelos com pinturas cubistas de Pablo Picasso. A partir do referencial teórico e das atividades realizadas, evidenciou-se a necessidade de ações educativas permanentes que valorizem o multiculturalismo, as diversidades e, em especial, as artes africanas.


Palavras-chave


Multiculturalismo; Artes africanas; Preconceito; Alfabetismo visual

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, M.; MATTOS, H. Em torno das “Diretrizes curriculares nacionais para a educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana”: uma conversa com historiadores. Revista Estudos Históricos, Fundação Getúlio Vargas, v.21, n.41, p.5-20, 2008. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0103-21862008000100001&lng=en&nrm=iso&tlng=pt . Acesso em: 21 abr. 2019.

ARGACHOY, M. Ensino de história e cultura afro-brasileira ainda enfrenta resistência nas escolas. Jornal Rudge Ramos, São Paulo, p.1, 27 mar. 2015. Disponível em: http://www.metodista.br/rronline/noticias/educacao/2015/03/ensino-de-historia-e-cultura-africana-tem-aprofundamento-irregular-nas-escolas. Acesso em: 21 abr. 2019.

ARBOLEYA, V.J. Arte africana no currículo escolar: novos olhares e novas reflexões. Revista África e Africanidades: arte educação, ano 2, n. 7, p. 1-8, nov. 2009. Disponível em: http://www.africaeafricanidades.com.br/documentos/Arte-africana-no-curriculo-escolar.pdf. Acesso em: 20 abr. 2019.

BARBOSA, A.M. Tópicos utópicos. Belo Horizonte: C/ Arte, 1998.

BOURDIEU, P. Habitus, code et codification. Actes de la Rechercheen Sciences Sociales, n. 64, p. 40-44, Sept. 1986. Disponível em: https://www.persee.fr/doc/arss_0335-5322_1986_num_64_1_2335. Acesso em: 30 mar. 2019.

BOURDIEU, P. La distinction: critique sociale du jugement. Paris: les Éditions de Minuit, 1979.

BRASIL. Casa Civil. Lei nº 11.645. Brasília: Presidência da República, 2008. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato20072010/2008/Lei/L11645.htm. Acesso em: 15 out. 2018.

BRASIL. Casa Civil. Lei nº 10.639. Brasília: Presidência da República, 2003. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm. Acesso em: 2 fev. 2019.

BRASIL. Casa Civil. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Presidência da República,1988. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituicao.htm. Acesso em: 31 mar. 2019.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: arte. Brasília: MEC/SEF, 1997a.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: apresentação dos temas transversais e ética. Brasília: MEC/SEF, 1997b.

BRASIL. Casa Civil. Lei nº 9394/96. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Presidência da República, 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9394.htm. Acesso em: 1 jun. 2019.

DONDIS, D. A. Sintaxe da linguagem visual. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

EINSTEIN, C. Negerplastik. Floriánópolis: UFSC, 2011.

LARAIA, R.B. Cultura: um conceito antropológico. 14. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2009.

LECANSTRE, J.A; CHAVES, J.H. A imagem como linguagem. In: CONGRESSO INTERNACIONAL GALEGO-PORTUGUÊS DE

PSICOPEDAGOGIA. 2007, Corunã. Libro de Actas do...Coruña, Universidade da Coruña, 2007. p. 1162-1173. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/26093/1/Lencastre_A_imagem_como_linguagem_Galaico2007.pdf . Acesso em: 1 jun. 2019.

LOPES, N. A cor da cultura brasileira. A cor da cultura, Fundação Roberto Marinho, 30 jul. 2013. Disponível em: http://www.acordacultura.org.br/artigos/30072013/a-cor-da-cultura-brasileira. Acesso em: 15 abr. 2019.

MARCONI, M. de A.; PRESSOTO, Z. M. N. Antropologia: uma introdução. 7. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

MANGUEL, A. Lendo imagens. São Paulo: Companhia das Letras, 2001.

MORAIS, R. O preconceito é fruto da ignorância, instrua-se e livre-se dele. Jornal Polo Paulistano, São Paulo, 27 set. 2017, p.2. Disponível em: https://jornalpolopaulistano.com.br/o-preconceito-e-fruto-da-ignorancia-instrua-se-e-livre-se-dele/. Acesso em: 10 maio 2019.

MUNANGA, K. Prefácio. In: CONDURU, R; O’NEILL, E. Carl Einstein e a arte da África. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2015.

MUNANGA, K; AJZENBERG, E. Arte moderna e o impulso criador da arte africana. Revista USP, São Paulo, n.82. p.189-192, 2009. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/13757. Acesso em: 10 maio 2019.

NOGUEIRA, M. A.; NOGUEIRA, C. M. M. Bourdieu & a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2004. (Pensadores e educação, v. 4)

OLIVEIRA, D. Um breve balanço dos dez anos da lei 10.639/03. A cor da cultura, Fundação Roberto Marinho, 29 out. 2013. Disponível em: http://www.acordacultura.org.br/artigos/29102013/um-breve-balanco-dos-dez-anos-da-lei-1063903. Acesso em: 25 abr. 2019.

OLIVEIRA, A. M. A; CANEN, A. Multiculturalismo e currículo em ação: um estudo de caso. Revista Brasileira de Educação, Rio de Janeiro, n. 21, p.61-169, 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/n21/n21a05. Acesso em: 15 mar. 2019.

PRICE, S. Arte primitiva nos centros civilizados. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2000.

PRISCO, M. C. Religiosidade: as religiões de matriz africana e a escola. A cor da cultura, Fundação Roberto Marinho, 18 out. 2013. Disponível em: http://www.acordacultura.org.br/artigos/18102013/religiosidade-as-religioes-de-matriz-africana-e-a-escola. Acesso em: 17 abr. 2019.

READ, H. A educação pela arte. São Paulo: WMF Martins Fontes, 2013.

RIBEIRO, N. M; NUNES, A.L.R. Leitura de imagem em artes visuais na escola: o olhar e o ver do aluno da 6ª série. Portal dia a dia educação. Paraná: Secretaria da Educação do Paraná, 2010. Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/portals/pde/arquivos/1530-8.pdf. Acesso em: 25 mar. 2019.

SILVA, A. C. A discriminação do negro no livro didático. Salvador: Ced – Centro Editorial Didático/Ceao – Centro de Estudos Afro-Orientais, 1995.

SILVEIRA, D. Ensino da cultura afro-brasileira nas escolas depende da “boa vontade”. A cor da cultura, Fundação Roberto Marinho, 08 out. 2014. Disponível em: http://www.acordacultura.org.br/artigos/08012014/ensino-da-cultura-afro-brasileira-nas-escolas-depende-de-boa-vontade. Acesso em: 21 out. 2018.

SIQUARA, C.A. Ensino de cultura e história afro e indígena ainda enfrenta obstáculos no Brasil. Revista Educação, ed. 235, dez. 2016. Disponível em: https://www.revistaeducacao.com.br/ensino-de-cultura-e-historia-afro-e-indigena-ainda-enfrenta-obstaculos-no-brasil. Acesso em: 13 mar. 2019.

SIQUARA, C.A.. Ensino da cultura africana e afro-brasileira nas escolas ainda encontra resistências. A cor da cultura, Fundação Roberto Marinho, 16 dez. 2013. Disponível em: http://www.acordacultura.org.br/artigos/16122013/ensino-da-cultura-africana-e-afro-brasileira-nas-escolas-ainda-encontra-resistencias. Acesso em: 5 nov. 2018.

SOUZA, J. A modernização seletiva: uma reinterpretação do dilema brasileiro. Brasília: Unb, 2000.

VAZ, H.C.L. Cultura e universidade. Petrópolis: Vozes, 1966.




DOI: https://doi.org/10.5902/1983734839808

 
 
 
DOI: Digital Object Identifier 10.5902/19837348

Qualis B1

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

Acessos a partir de 17/09/2015

CopySpider - Software Anti-plagio