Entender a educação como um acto de cultura: estratégias de formação artística

Anabela Moura

Resumo


É confiada ao sistema escolar Português a função primordial de contribuir para a compreensão e preservação do património, sendo que a educação patrimonial é uma componente importante da Educação Artística em Portugal. Um problema central no seu estudo é a falha do sistema escolar na consecução das finalidades atrás descritas, porque o seu ensino é feito de uma forma muito etnocêntrica*, ignorando as culturas minoritárias e as culturas não Europeias. Este artigo explora diversas abordagens educativas e apresenta estratégias utilizadas por professores de Cursos de Arte da Formação Inicial e Mestrado, que têm trabalhado com o Departamento de Educação Artística da Escola Superior de Educação, do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (ESEVC), Portugal. Os presentes Projectos tiveram as seguintes finalidades: (1) reflectirsobre educação artística usando literatura predominantemente Anglo-Saxónica; (2) desenvolver uma prática reflexiva; e (3) utilizar os princípios fundamentais da investigação educativa. No final apresentam-se algumas conclusões e implicações para o contexto da educação em geral e especificamente para o Projecto Internacional em curso entre a ESEVC e Universidades de Ensino Superior do Brasil (e.g. Belo Horizonte, Uberaba & Campinas), intitulado Experiências D'Além Mar: Estudos Luso-Brasileirossobre Cultura, Educação e Educação em Arte.

Palavras-chave


Educação Artística; Educação Patrimonial

Texto completo:

PDF

Referências


ALLISON, B. (1972). Art Education and Teaching About the Art of Asia and Latin America. London: VCOAD Education Unit.

ALLISON, B. (1992). A Global Perspective to Curriculum Development in Art Education, comunicação integrada na 1ª Conferência Internacional sobre Educação Artística International perspectives in art education, Viana do Castelo: Escola Superior de Educação, Instituto Politécnico de Viana do Castelo.

ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA (1986). Lei 46/86 de 14 de Outubro (Lei de Bases do Sistema Educativo). Lisboa: DR.

BANKS, J. (1994). Multiethnic Education, Theory and Practice. United States: Allyn and Bacon.

BARBOSA, P.G. (1982). ‘Património Cultural’, In Cadernos FAOJ, Series A, (20), Lisboa: Edições FAOJ.

BARRETO, J. (2002) Provérbios Populares, Portugal, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

BERNARDO, F. (2002) Graffitis na Cidade de Viana do Castelo, Portugal, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

BLANCO, A.G. (1988). Didáctica del Museu: el Descubrimiento de los Objectos. Madrid: Ediciones de la Torre.

BOUGHTON, D. (1999) Framing Art Curriculum and Assessment Policies in Diverse

Cultural Settings, In BOUGHTON, D. & MASON, R. (eds). Beyond Multicultural Art Education: International Perspectives. Germany: Waxmann Verlag GmbH, pp.331-348.

BOXER, C.R. (1988). Relações Raciais no Império Colonial Português, 1415-1825. Porto: Afrontamento.

BRAGA, R. (2003) Máscaras dos Índios de Jurupixuna, Brasil, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

CARVALHO, H. (2005).Valores Estéticos na Vida do Quotidiano: Investigação na Região Rural de Carrazeda de Ansiães, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/Roehampton University.

CHALMERS, G. (1996). Celebrating Pluralism: Art, Education and Cultural Diversity. Los Angeles: Getty Institute for Education in the Arts.

COWLISHAW, T. (1988). ‘Multicultural Curriculum: a Personal Approach’, In MASON, R. (ed.). Readings in art and design curriculum. Leicester: de Montfort University.

CURRÍCULO NACIONAL DE E.V.T. (1991). Programa do 2º Ciclo do Ensino Básico. Lisboa: Ministério da Educação.

DASH, P. (1996). ‘Addressing Stereotyping and Prejudice in Visual Images’, In Reading visual texts: New Directions in Art Education: Conference Proceedings. London: Centre for Art Education and International Research, London: Roehampton University.

DIAS, J. (1992). África. Lisboa: Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses.

EISNER, E. (1985). The Educational Imagination. New York: Macmillan.

FAUSTINO, P.S. (2001). Introdução do Estudo das Arte de Culturas Não-Ocidentais na Disciplina de Educação Visual e Tecnológica, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/Roehampton University

FELDMAN, E.B. (1982). Varieties of Visual Experience (2nd edit.). New York: Harry, N. Abrams, Inc. Publishers.

FERREIRA, M.R. (2001). Análise das Pinturas do Tecto da Igreja de S. Miguel: Investigação-Acção numa Escola de 1º Ciclo no Nordeste Português, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/Roehampton University.

GUMBE, J. (2005) Rituais como Conteúdo de Ensino Aprendizagem Através da Educação Artística em Escolas do 1º Ciclo Angolanas, In Actas da I Semana das Artes - Perspectivas Internacionais na Educação Artística. Viana do Castelo: Departamento de Comunicações e Expressões Artísticas, 2 a 6 de Maio de 2005

______(2003). Uma Análise às Praticas e Organizações Sociais e Culturais da Comunidade da Ilha de Luanda e suas Implicações no Currículo de Arte do Ensino Primário Angolano, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/Roehampton University.

KENDALL, F.F. (1996). Diversity in the classroom: new approaches to the education of young children. New York: Teachers College Press.

LEÃO, M. (2004). Formação Vocacional de Técnicos para Apoiar a Criação Artística: Um Estudo de Caso na Comunidade Portuguesa de Vila Nova de Cerveira, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/Roehampton University.

LEITE, C. (1997a). As palavras mais do que os actos? O multiculturalismo no sistema educativo Português, tese policopiada. Porto: Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação.

LEITE, C. (1997b). Multiculturalismo e educação escolar- cenários do passado e do presente, In Contributos da Investigação Científica para a Qualidade do Ensino. I Volume. Lisboa: Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação.

LIMA, A. C. (2004). Investigação sobre Artesanato: Bordado Regional de Viana do Castelo, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/ Roehampton University.

LOPES, S. (2003) Marionetes Japonesas do Teatro de Bunrako, Japão, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

KENDALL, F.F. (1996). Diversity in the Classroom: New Approaches to the Education of Young Children. New York: Teachers College Press.

MACEDO, J. (2005). Investigação sobre Artesanato: Rendas de Bilros de Vila do Conde, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/ Londres: Escola Superior de Educação/Roehampton University.

MACEDO, A. (2002). Mitos e Heróis, Guiné, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

MACHADO, J.P. (1996). O grande livro dos provérbios. Lisboa: Editorial Notícias.

MARCOUSÉ, R. (1974). Using Objects. New York: Van Nostrand and Reinhold.

MARTINS, P (2002).Artes e Religiões no Mundo, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

MASON, R. (1990). ‘Art and multicultural education: the new ethnicity in U.K.’, in Journal of Art and Design Education, 9 (3), pp. 327-337.

MASON, R. (1991). ‘Art teaching and research’, in Journal of Art and Design Education, 10 (3), pp. 261-271.

______(1992). ‘Art education for cultural diversity, developments in the United Kingdom’, paper presented at Issues III seminar DBAE and cultural diversity, Austin: Getty Center.

______(1995). Art Education and Multiculturalism. Corsham: NSEAD.

______(1996). ‘International perspectives on multicultural art education’, unpublished paper presented in the Conference at Institute of Art Education Tsukuba, University and Faculty of Education Utsunomiya University.

______(1997a). ‘Teacher based inquiry and art education’, paper presented at the Educational research conference at Escola Superior de Educação, Viana do Castelo Polytechnic, Portugal.

______(1997b). ‘International perspectives on multicultural art education’. Acta Conference Hawthorne Institute, Melbourne.

______(2001). Por uma Arte-Educação Multicultural. Campinas: Mercado das Letras.

MATOS REIS, A. (2000). Experiência de utilização dos multimédia no Museu Municipal de Viana do Castelo, In Museos y Museología en Portugal- una ruta ibérica para el futuro. Associación Española de Museólogos, pp. 13-1

MCFEE, J. & DEGGE, R. (1977) Art, Culture & Environment a Catalyst for Teaching. Wordsworth. Califórnia.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO (1993). Organização curricular dos programas, 2º Ciclo. Lisboa: DGEBS.

MIRANDA, M. (2002). Direitos da Criança, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

MOURA, A. (2010) ‘Percepção dos estudantes Portugueses sobre identidade nacional’, In Revista Evidência; olhares e pesquisa em saberes educacionais, do Instituto Superior de Educação do UNIARAXÁ- Centro Universitário do Planalto de Araxá- número 6, pp.173 – 185, indexada na Edubase (Faculdade de Educação/Unicamp), ISSN 1808 -2327.

MOURA, A. (2009) Educação Cívica, Artes e Formação de Professores, In MOURA, A.;

COQUET, E.(coords) Diálogos com a Arte. Braga, CESC – Minho University, pp. 127-146. ISBN 978-972-8952-14-3

MOURA, A. (2008). Art education as social intervention, In International Journal of Education through Art, Vol.4 (1), pp.29 – 43, Intellect Ltd. ISSN 1743 – 5234

MOURA, A. (1993). The effects of prior learning and a specialist art course on the acquisition of art vocabulary by Portuguese teacher training students. Tese de mestrado policopiada, Leicester: Universidade de Montfort.

______(1999). ‘Art Patrimony in Portuguese Middle Schools: Problems of Cultural Bias’, In BOUGHTON, D. & MASON, R. (eds). Beyond Multicultural Art Education: International Perspectives. Germany: Waxmann Verlag GmbH, 115-133.

______(2000). Prejudice Reduction in Teaching and Learning Portuguese Cultural Patrimony.Tese de Doutoramento, Londres: Universidade de Surrey-Roehampton.

______(2002). ‘Uma Crítica Multicultural ao Ensino do Património Artístico nas Escolas do 2º Ciclo’, In Revista Galega do Ensino, 34, 191-213.

NYARKOH, E.C. (1984) Ghana Cultural Renaissance. I n Ort and Al Hurwitz . Africa.

OLIVEIRA SANTOS, R. (2003). Investigação sobre Arte Religiosa: A Festa das Cruzes, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/Roehampton University.

OLIVEIRA S. & PEREIRA, R. (2005). O meu herói, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

PACHECO, H. (1977). ‘Um Povo, uma Cultura: Cultura Popular e Socialismo. Tentativa de uma Clarificação Necessária’, In Revista o Professor, 3, 37-39.

______(1984). ‘Renovação Pedagógica’, In Revista O Professor, 69, 27-54

______(1985). Património Cultural Popular: Ambiente dos Homens. Porto: Areal Editores

______(1993). ‘Repensar a Ideia de Património’, In Revista a Razão, 34, 55-57

______(1995). ‘A Etnografia Portuguesa é Preconceituosa’, Revista Matosinhos, 10, 2-16

PATRÍCIO, M.F. (1997). A escola cultural e os valores. Porto: Porto Editora.

PERAFITA, A. (1999). A Comunicação e a Literatura Popular. Lisboa: Plátano Eds Técnicas, Lda.

ROCHA-TRINDADE, M.B. (1993). Migrações e multiculturalismo, In Escola e sociedade multicultural. Lisboa: Ministério da Educação. Secretariado Coordenador dos Programas de Educação Multicultural.

SANTOS, M.A.M. (1999). Dicionário dos provérbios, adágios, ditados, máximas, aforismos e frases feitas. Porto: Porto Editora.

SILVA, R. (2003) Máscaras Yaka, Unidade Didáctica, documento policopiado. Viana do Castelo: ESEVC.

SIMÕES, F.; PALMA, I.; MARQUES, J. (2002) Projecto Expo-Festa da Educação. Viana do Castelo:FBM/ CMVC/ICE

SOMJEE, S. (1999) Learning to be indigenous and being taught to be modern: The ethnography of lessons in art and material culture in Kenya. In Mason, R. & Boughton, D. (Eds) Beyound Multicultural Art Education. International Perspectives. Munster. Waxmann,pp.199-211.

STUHR, P, PETROVICH-MWANIKI, L. AND WASSON, R. (1992). Curriculum Guidelines for the Multicultural Art Classroom, In Art Education, 45, pp. 16-24.

TAYLOR, R. (1986). Educating for art: critical response and development. London: Longman.

TEIXEIRA, V.L. (2000). O Carnaval do ‘Pai Velho’ na Comunidade do Lindoso: Etnografia Educativa, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/ Roehampton University.

TELMO, I.C. (1986). O Património e a Escola, do Passado ao Futuro. Lisboa: Texto Editora

VAN-DÚNEM, F. (2003). Introdução da Escultura Tradicional (o Caso YAKA)no Currículo de Educação Artística no Secundário em Angola: uma Experiência Curricular, tese de Mestrado policopiada, Viana do Castelo/Londres: Escola Superior de Educação/ Roehampton University.

VIEIRA, F. (1993). Supervisão: uma Prática Reflexiva de Formação de Professores. Rio Tinto:Ed. ASA

WELCH, G. (1998). Research Methods and Issues in Music Education. Segunda Conferência Iberoamericana de Investigação Musical, Argentina: Buenos Aires.

WILLIAMS, R. (1983). Keywords: a vocabulary of culture and society. London: Fontana.




DOI: https://doi.org/10.5902/198373482137

 
 
 
DOI: Digital Object Identifier 10.5902/19837348

Qualis B1

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 (CC BY 4.0).

Acessos a partir de 17/09/2015

CopySpider - Software Anti-plagio