Prescrição de enfermagem e qualidade do cuidado: um estudo documental

Larissa Gutierrez da Silva, Denise Albieri Jodas, Simone Cristina Baggio, Dagmar Willamowius Vituri, Laura Misue Matsuda

Resumo


Objetivo: analisar o indicador de qualidade Prescrição de Enfermagem de um Hospital Universitário Público do Norte do Paraná. Método: Estudo documental e retrospectivo. Foram analisadas 11.663 Prescrições de Enfermagem de unidades de internação médico-cirúrgica, referentes ao período de 2001 a 2008. Resultados: Em relação ao padrão de 80%, os itens referentes à “realização da prescrição pelo mesmo enfermeiro que admitiu o paciente”; “indicação de cuidados pré-cirurgias/exames” e “indicação de cuidados pós-cirurgias/exames” foram os que apresentaram os menores percentuais de preenchimento “Correto” (respectivamente 60,8%; 62,4% e; 57,1%). O item “presença de uma prescrição diária para cada paciente” obteve o melhor resultado em relação ao preenchimento “Correto” (88,5%). Considerações: Na instituição investigada, a prática da Prescrição de Enfermagem necessita ser rediscutida e melhorada porque, se constatou que dos 10 itens avaliados, apenas três alcançaram o padrão estabelecido.

Palavras-chave


Indicadores de Qualidade em Assistência à Saúde; Auditoria de Enfermagem; Registros de Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/217976924546



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.