A gíria: a comunicação de adolescentes usuários de substâncias psicoativas

Zaléia Prado Brum, Débora Schlotefeldt Siniak

Resumo


O estudo teve como objetivo compreender a comunicação utilizada pelos adolescentes, usuários de substâncias psicoativas (SPA) através da decodificação do tipo de linguagem adotada por eles. Pesquisa qualitativa, descritiva, realizada com adolescentes do sexo masculino, residentes em uma comunidade terapêutica do interior do RS, em fevereiro de 2010. Os dados foram coletados por meio de Grupo Focal. A análise dos resultados ocorreu por meio da Análise de Conteúdo, originando as categorias temáticas: designação de pessoa, expressão de sentimento, termos dados a objetos e situações, codinomes dados as SPA, termos originários do código penal. Os dados sinalizaram que a gíria utilizada pelos adolescentes faz-se um recurso importante, principalmente para expressar sentimentos como ironia, desprezo, humor, crítica, dentre outros. Conclui-se que este estudo trouxe uma melhor compreensão sobre a comunicação utilizada entre os adolescentes em seu cotidiano e o quanto isto contribui para o cuidado de enfermagem e na promoção da saúde.

Palavras-chave


Adolescente; Vulnerabilidade; Comunicação; Promoção da saúde

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/217976923556



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.