Sinais sugestivos de dor durante a punção venosa periférica em prematuros

Luciano Marques dos Santos, Taisa Pereira Cruz Costa Silva, Rosana Castelo Branco de Santana, Khésia Kelly Cardoso Matos

Resumo


Objetivo: identificar os sinais sugestivos de dor em recém-nascidos prematuros de uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do interior da Bahia durante a punção venosa periférica através da aplicação da escala de NIPS. Método: estudo descritivo e quantitativo, realizado em uma Unidade de Terapia Intensiva Neonatal do interior da Bahia e realizado com 29 recém-nascidos. Resultados: A idade gestacional média foi de 31,9 semanas e o peso médio ao nascer, de 1.718 g. 93,1% dos recém-nascidos eram do sexo feminino. Os dados apontaram que 69% apresentaram sinais sugestivos de ausência de dor. Os sinais sugestivos de dor foram face contraída, choro, braços e pernas fletidos e padrão respiratório alterado. Conclusões: A avaliação e o manejo da dor no recém-nascido necessitam ser vistos como um foco do cuidado integral da enfermagem.

Palavras-chave


Enfermagem neonatal; Dor; Prematuro; Cateterismo periférico

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/217976923510



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.