Avaliação do grau de dependência de cuidados de enfermagem dos pacientes internados em pronto-socorro

Letícia Pieniz Zimmermann, Tânia Solange Bosi de Souza Magnago, Janete de Souza Urbanetto, Patrícia Bitencourt Toscani Greco, Natieli Cavalheiro Viero, Marinez Diniz da Silva Ceron, Tainara Genro Vieira

Resumo


Objetivo: identificar o grau de dependência de cuidado de Enfermagem dos pacientes internados em um pronto-socorro. Método: estudo transversal, envolvendo 144 pacientes internados por seis ou mais dias no pronto-socorro adulto de um Hospital Universitário do Rio Grande do Sul. Utilizou-se como instrumento de avaliação o Sistema de Classificação de Pacientes de Perroca. Resultados: dos participantes, 44% foram classificados na categoria cuidados intermediários. Os escores medianos mais elevados dos indicadores críticos ocorreram no cuidado corporal e na locomoção. Quanto às especialidades, a Cirurgia Geral e Doenças Infecciosas tiveram maior percentual para cuidados mínimos; a Traumatologia para cuidados intermediários e semi-intensivos e a Neurologia para cuidados intensivos. Conclusões: os achados permitem a tomada de decisões gerenciais de enfermagem. Novos estudos poderão agregar mais informações para o planejamento da assistência de enfermagem em unidade de pronto-socorro.

Palavras-chave


Cuidados de enfermagem; Serviço hospitalar de emergência; Pacientes internados; Classificação; Determinação de necessidades de cuidados de saúde

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/217976922449



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.