Condições de acesso à atenção ginecológica em serviços primários: perspectiva das usuárias

Maira Rossetto, Dora Lucia Leidens Correa de Oliveira, Helga Geremias Gouveia, Maria Luiza Paz Machado, Rafaela Roque Queiroz

Resumo


Objetivo: analisar as condições de acesso aos serviços ginecológicos na rede de cuidados primários. Método: estudo qualitativo exploratório-descritivo, desenvolvido em dois municípios, com 22 mulheres que realizaram consulta ginecológica. A coleta de dados foi de agosto de 2013 a abril de 2014. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo temática. Resultados: em ambos os municípios existem fragilidades na promoção do acesso e na atenção integral à saúde das mulheres. As usuárias que buscam as consultas ginecológicas são conduzidas pela rede de atenção de acordo com fluxos previamente pactuados pelos gestores. Os itinerários percorridos não são, portanto, necessariamente, resultado de escolhas pessoais, o que pode limitar a eficiência das respostas às demandas das usuárias. Conclusão: quanto às ofertas no âmbito da atenção ginecológica, ficou evidenciado que as usuárias conseguem acessar algumas tecnologias de cuidado, como é o caso da consulta ginecológica e dos procedimentos que a constituem. 


Palavras-chave


Saúde da mulher; Acesso aos serviços de saúde; Ginecologia; Enfermagem

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769224275



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.