Avaliação do conhecimento dos candidatos a transplante de fígado

Priscilla Caroliny de Oliveira, Heloísa Barboza Paglione, Samantha Mucci, Vanessa Silva e Silva, Janine Schirmer, Bartira de Aguiar Roza

Resumo


Objetivo: verificar a consistência interna de um questionário de avaliação de conhecimento sobre o processo de transplante de fígado e avaliar o conhecimento dos candidatos em fila de espera para transplante de fígado, bem como, sua percepção sobre o próprio conhecimento. Método: estudo quantitativo, descritivo/exploratório, com pacientes em lista de espera para transplante de fígado. Resultados: 62 pacientes constituíram a amostra, tempo médio de fila de 5,7 anos. A média de acertos no questionário foi de 7,4 com desvio padrão de 2,5. As questões relativas à fase pós-transplante tiveram os piores índices de acerto. 43% apontaram ter recebido informações sobre doença e 77,4% não as consideraram suficientes. Com relação à compreensão da doença e transplante, 37,1% e 45,2% apontaram respectivamente compreensão insuficiente. A consistência interna do questionário, verificada por meio do alpha de Cronbach foi 0,813. Conclusão: o questionário desenvolvido apresentou consistência interna suficiente para avaliar o conhecimento dos candidatos a transplante de fígado e apontou déficit de informação em relação ao período pós-operatório do transplante. 


Palavras-chave


Transplante de fígado; Educação em Saúde; Avaliação em enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769223175



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.