O TOQUE TERAPÊUTICO E A EDUCAÇÃO AMBIENTAL: UM ENCONTRO RIZOMÁTICO

Aline Cristina Calçada de Oliveira, Alfredo Guillermo Martin Gentini, Marlene Teda Pelzer

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/223613086956

Trata-se de uma tese de doutorado em andamento cujo tema central é minimizar a iatrogenia hospitalar a partir do Toque Terapêutico. Busca redescobrir a relação entre a enfermagem e as pessoas hospitalizadas. Formulam-se três hipóteses: a construção de um espaço ecosófico é capaz de superar a iatrogenia; o hospital enquanto ambiente pedagógico propicia a formação de um novo olhar e o hospital enquanto espaço clínico deve ir além da patologia, valorizando o ser humano de forma integral. Através da cartografia analisa tais hipóteses e propõe intervenções institucionais embasadas em experimentações socioambientais, incluindo o ambiente acadêmico, o espaço clínico hospitalar bem como local afastado do perímetro urbano. O campo de intervenção desta pesquisa é composto de diversos lugares, os quais contemplam o próprio campo empírico, onde os sujeitos constroem juntos seus itinerários. Algumas experimentações envolvem um grupo de doutorandos constituído por três pesquisadores do Programa de Pós- Graduação em Educação Ambiental- PPGEA da Universidade Federal do Rio Grande- Furg, denominado de comunidade pesquisadora. A última contempla três áreas do conhecimento articuladas no propósito da Educação Ambiental- quais sejam: a enfermagem, a arte/educação e a sociologia. Outras buscam uma experimentação direta com pessoas hospitalizadas numa unidade de clínica médica. Em conjunto, utilizam das artes cênicas e visuais para provocar processos capazes de impulsionar um devir criativo, quer no hospital, quer na academia ou mesmo em ambiente junto a mata atlântica. Esses espaços se constituem cartograficamente de acordo com um conjunto de possibilidades que formam fluxos de acontecimentos atuais que são atravessados pelas vicissitudes dos envolvidos. As experimentações socioambientais que tem se proposto a presente tese tem demonstrado outras possibilidades de cuidado em saúde. A Esquizoanálise permite a criação de mecanismos protetores em nossas rotinas de trabalho. O Toque Terapêutico é um dos caminhos que podem ser trilhados nesse sentido. A prática do mesmo tem levado a uma ideia de pertencimento ao entorno capaz de conduzir a uma nova relação com a vida, elo indispensável defendido por todas as correntes de Educação Ambiental.


Palavras-chave


Descritores: Educação Ambiental, Toque Terapêutico, Cuidado, Iatrogenia.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/223613086956

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.