Sustentabilidade no setor hoteleiro: desafios no gerenciamento de resíduos sólidos em uma pousada de Belo Horizonte/MG

Ana Paula Moreira Venturatto Matos, Mario Luiz Trevisan

Resumo


A gestão dos resíduos sólidos não é aplicada de forma eficiente nos meios de hospedagem no Brasil, observando-se muitas irregularidades em relação ao gerenciamento dos resíduos sólidos. Um ótimo método para a mudança desta realidade, pensando na conservação no âmbito ambiental, social e econômico, é por meio da educação ambiental, a qual busca sensibilizar a todos no que diz respeito à importância de se aplicar o gerenciamento dos resíduos corretamente, de forma que promova a redução, o reaproveitamento e a reciclagem em todos os meios de produção e na rotina dos cidadãos. Diante destes desafios, o presente trabalhou buscou realizar um estudo de caso em uma pousada de Belo Horizonte/MG a fim de aplicar a educação ambiental aos funcionários e propor medidas de boas práticas no gerenciamento de resíduos sólidos no local. No decorrer deste estudo de caso, foram desenvolvidas atividades ambientalmente sustentáveis, principalmente relacionadas aos resíduos, e ao final diagnosticou-se que apesar do estabelecimento promover a destinação correta dos resíduos, os próprios funcionários não estavam aderindo à ideia da forma correta, o que implica que a educação ambiental aplicada durante o estudo de caso foi relevante para o aumento da percepção ambiental de todos, acerca do assunto trabalhado.


Palavras-chave


Educação Ambiental; Gerenciamento de resíduos sólidos; setor hoteleiro; sustentabilidade

Texto completo:

PDF

Referências


ABNT. NBR ISO 14.001:2004. Sistemas da Gestão Ambiental – Requisitos com orientações para uso. Rio de Janeiro, 2004.

ABNT NBR ISSO 10.004: 2004. Resíduos sólidos – classificação. Rio de Janeiro, 2004.

ABNT. NBR ISO 15.401:2006. Meios de hospedagem – Sistema de gestão da sustentabilidade – Requisitos. 2006.

BRASIL, Lei nº 6.938/1981. Política Nacional do Meio Ambiente. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L6938.htm>. Acesso em: 02 mar. 2017.

BRASIL. Lei nº 9.795/1999. Política Nacional de Educação Ambiental. Disponível em: . Acesso em: 01 mar. 2017.

BRASIL. Lei nº 12.305/2010. Política Nacional de Resíduos Sólidos. Disponível em: , acesso em: 02 mar. 2017.

CARPI JUNIOR, S.; SILVA, A. C. A.; LINDER, C. E. Contribuição da percepção e educação ambiental à área de uso público da Floresta Estadual de Avaré-SP (Capítulo 6. p. 85-98). In: DIAS, L. S. (Org.). Educação ambiental em foco. 1ed. Tupã - SP: Associação Amigos da Natureza - ANAP, 2014, v. 1, p. 156-180

CHOU, C. -J. Hotels’ environmental policies and employee personal environmental beliefs: Interactions and outcomes. Tourism Management. 2014; 40: p. 436-446. DOI: https://doi.org/10.1016/j.tourman.2013.08.001.

CONAMA nº 275/2001. Estabelece o código de cores para os diferentes tipos de resíduos, a ser adotado na identificação de coletores e transportadores, bem como nas campanhas informativas para a coleta seletiva. Disponível em: http://www.mma.gov.br/port/conama/legiabre.cfm?codlegi=273 , acesso em 10 de junho de 2017.

CORRÊA, L. B.; CORRÊA, E. K.; PERUCHIN, B.; FERRÃO, A. L. L. C.; GUIDONI, L. L. C. Sustentabilidade no Turismo: estudo da Gestão Ambiental em empreendimento hoteleiro da Região Sul do Brasil. Rosa dos Ventos - Turismo e Hospitalidade. 2014; v. 6, n. 4: p. 583-602. Disponível em: http://www.ucs.br/etc/revistas/index.php/rosadosventos/article/view/2723/pdf_333

COSTA, M. F. O lixão de posse-goiás: impactos ambientais e a questão do lixo. Trabalho de conclusão de curso apresentado à Universidade de Brasília. Departamento de Geografia. Brasília. 2013.

DE ALENCAR S. O. M., e ROSSETTO, A. M. A visão dos gestores de empreendimentos de hospedagem certificados em sustentabilidade pela NBR 15401: 2006. Revista de Administração da Universidade Federal de Santa Maria. 2014; 7.3. DOI: 10.5902/198346598907

DIAS-ANGELO, F.; JABBOUR, C. J. C.; CALDERARO, J. A. Greening the work force in Brazilian hotel: The role of environmental training. Work. 2014; V. 49, n. 3: p. 347-356. DOI: 10.3233/WOR-141873

DIAS, L. S.; MARQUES, M. D. e DIAS, L. S. Educação, Educação Ambiental, Percepção Ambiental e Educomunicação. Capítulo 1- pgs. 12 a 37. In: DIAS, L. S.; LEAL, A. C. e CARPI, S. J. (Org). Educação Ambiental: conceitos, metodologia e práticas. Tupã: ANAP, São Paulo/SP, 1º Edição. 2016; p.187. 347. DOI 10.3233/WOR-141873.

GOOGLE MAPS. Localização Pousada Sossego da Pampulha. [2017]. Disponível em: https://www.google.com.br/maps/place/Pousada+Sossego+da+Pampulha/@19.860985,43.9736176,16.13z/data=!4m5!3m4!1s0xa6905836709e4b:0xa84ce673c760f8bb!8m2!3d19.860654!4d-43.97098, Acesso em 09 de julho de 2017.

GOVERNO DO BRASIL. ONU define 2017 como Ano Internacional do Turismo Sustentável. 2017. Disponível em: http://www.brasil.gov.br/turismo/2017/01/onu-define-2017-como-ano-internacional-do-turismo-sustentavel, acesso em: 11 set. 2017.

INMETRO. “Histórico dos certificados válidos”. De empresas nacionais e estrangeiras dentro e fora do SBAC emitidos no período de 2012 a 2017. In: http://certifiq.inmetro.gov.br/Grafico/HistoricoCertificadosValidos, acesso em 13 de dezembro de 2017.

LAMAS, S. A. Gestão De Resíduos Sólidos Em Meios De Hospedagem: Diagnóstico Da Atuação De Hotéis Cariocas. In: II Simpósio Nacional sobre gestão ambiental de empreendimentos turísticos em 11 a 13 de maio de 2015ª [Internet]. Canela/RS. 2015. Disponível em: http://docplayer.com.br/2642547-Gestao-de-residus-solidos-em-meios-de-hospedagem-diagnostico-da-atuacao-de-hoteis-cariocas.html.

LAMAS, S. A. Gestão de Resíduos Sólidos em Meios de Hospedagem: Um Estudo de Caso do Projeto Lixo Mínimo do Hotel Bühler em Visconde de Mauá, RJ. Revista Rosa dos Ventos – Turismo e Hospitalidade. 2015b; n. 7, v.1: p. 147-161, jan-mar. DOI: http://dx.doi.org/10.18226/21789061.v7iss1p147

LIMA, C.S. e COSTA, A.J.S.T. A importância da educação ambiental para o sistema de coleta seletiva: Um estudo de caso em Curitiba. Rev. Geogr. Acadêmica. 2016; v. 10: p.129-137. Disponível em: https://revista.ufrr.br/rga/article/download/3312/pdf

MINISTÉRIO DO TURISMO. Sistema Brasileiro de Classificação de Meios de Hospedagem - Portaria n.º 100 de 21/06/2011. Disponível em: . Acesso em: 02 abr. 2017.

OTOMA, S.; HOANG, H.; HONG, H.; MIYAZAKI, I. DIAZ, R. A survey on municipal solid waste and residentes’ awareness in Da Nang city, Vietnam. J. Mater Cycles Waste Manag. 2013; v. 15:187-194. DOI 10.1007/s10163-012-0109-2.

PERUCHIN, B. Estudo dos aspectos ambientais e do gerenciamento dos resíduos sólidos de um empreendimento hoteleiro. Trabalho de conclusão de curso apresentado à Universidade Federal de Pelotas. Curso de Engenharia Ambiental e Sanitária. Pelotas, 2015.

POUSADA SOSSEGO DA PAMPULHA. Site disponível em: http://sossegodapampulha.com.br/, acesso em 23 de maio de 2017.

PRADO, I. L.; SANTOS, M. E. E. dos; FARIAS, M. V. M. ;e GRECHI, I. S. F. Sustentabilidade nos meios de hospedagem: um estudo das práticas desenvolvidas no município de Balneário Camboriú. In: Mostra Nacional de Iniciação Científica e Tecnológica Interdisciplinar nos dias 11 e 12 de novembro de 2015. Instituto Federal [Internet]. Disponível em: http://eventos.ifc.edu.br/wp-content/uploads/sites/5/2015/10/SUSTENTABILIDADE-NOS-MEIOS-DE-HOSPEDAGEM-um-estudo-das-pr%C3%A1ticas-desenvolvidas-no-munic%C3%ADpios-de Balne%C3%A1rio-Cambori%C3%BA.pdf

QUERINO, L.A.L.; PEREIRA, J.P.G. Geração de resíduos sólidos: A percepção da população de são sebastião de Lagoa de Roça, Paraíba. Revista Monografias Ambientais – REMOA. 2016; v. 15: p. 404-415. DOI:10.5902/22361308.

SANTOS, R. dos e LEAL, A. Z. Educação Ambiental e Gestão Ambiental participativa. Capítulo 4 - pgs. 99 a 110. In: DIAS, L. S.; LEAL, A. C. e CARPI, S. J. (Org). Educação Ambiental: conceitos, metodologia e práticas. Tupã: ANAP, São Paulo/SP, 1º Edição. 2016; p. 187p.

SILVA, R. S.; SOUZA, R. V.de.; ARAÚJO, M. F.; PEREIRA, R. da SILVA, e BARROS, F. E. F. Avaliação da gestão ambiental no setor hoteleiro: um estudo nos hotéis do extremo norte brasileiro. Revista da Faculdade de Administração e Economia. 2013; v. 4, n2: p. 249-271. DOI: http://dx.doi.org/10.15603/2176-9583/refae.v4n2p249-271




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130831871

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.