AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL: METODOLOGIAS APLICADAS NO BRASIL

Filipe Eliazar Cremonez, Paulo André Cremonez, Michael Feroldi, Mariele Pasuch de Camargo, Felipe Fernandes Klajn, Armin Feiden

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/22361308 14689

A constatação dos efeitos, em geral negativos, causados ao meio ambiente através de atividades antrópicas, fez com que fossem criadas normas e condições básicas para que um empreendimento possa apropriar-se de uma área em determinado espaço, visando que não cause significativas modificações ao meio ambiente, tal como preserve os recursos naturais. Neste contexto, formularam-se os métodos de Avaliação de Impacto Ambiental (AIA), que por excelência se dedicam a fazer predições dos efeitos de um determinado empreendimento a curto, médio e longo prazo. O presente trabalho aborda as principais metodologias de avaliação de impacto ambiental, em especial as metodologias: AD HOC, Método Checklist, Matrizes de Interação, Redes de Interações, Superposição de Cartas, Modelos de Simulação, Metodologias Quantitativas e AMBITEC – AGRO. As informações técnicas sobre cada um dos métodos disponíveis pode auxiliar profissionais da área de avaliação de impacto ambiental na escolha ou na fusão destes, visando que sejam compatíveis com a natureza do empreendimento ou fator causador de alterações ambientais que se deseja estudar. A escolha segura da metodologia a ser aplicada permite a obtenção de uma avaliação mais precisa e confiável que mitigue os impactos negativos ao meio ambiente.

Palavras-chave


Efeitos antrópicos; gestão ambiental; desenvolvimento sustentável.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130814689

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.