PLANEJAMENTO TERRITORIAL AMBIENTAL DO MUNICÍPIO DE ARCOS (MG) POR UNIDADES DE PAISAGEM

Erick de Oliveira Faria, Lucas de Lima Fernandes Padoan

Abstract


O planejamento em torno das políticas públicas ambientais é importante para que as atividades se deem de forma sustentável. Estudos sobre as unidades de paisagem vêm ganhando espaço no meio acadêmico por ser um estudo que leva em considerações variáveis ambientais importantes para uma melhor caracterização da área de estudo. Este tipo de estudo serve também de subsídios para uma gestão eficiente a fim de obter um melhor aproveitamento das potencialidades de cada unidade de paisagem. Este trabalho então buscou identificar e caracterizar o espaço geográfico do município de Arcos, tendo como base na integração e interação dos componentes biofísicos dos ecossistemas e suas respectivas potencialidades e limitações múltiplas para o planejamento do desenvolvimento sustentável

Keywords


Planejamento; Unidade de Paisagem; Gestão.

References


BAMBERG, S. M.; FERNANDES, M. R. Estratificação de ambientes para gestão ambiental. Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v.30, n.252, p.XX-XX, set./out. 2009Ferrari, S. L. P., Cribari-Neto, F. (2004). Beta regression for modelling rates and proportions. Journal of Applied Statistics, 31(7), 799–815.

CURI, N.; CARMO, D. N.; BAHIA, V. G.; FERREIRA, M. M.; SANTANA, D. P. Problemas relativos ao uso, manejo e conservação do solo em Minas Gerais Informe Agropecuário, Belo Horizonte, v. 16, n. 176, p. 5-16, 1992.

DARDENNE, A. (1978) Síntese sobre a estratigrafia do Grupo Bambuí no Brasil Central. In: Anais XXX CBG, Recife-PE,Recife: SBG, v.2. p. 597-610.

INSTRUTEC (2003), Estudo e Relatório de Impacto Ambiental - Plano de Controle Ambiental - Mineração Garoca Ltda., Sítio Boqueirão do Cavalo – Pains. Belo Horizonte: Protocolo FEAM.

SANTANA, H. M. P. et al. Unidades Pedoambientais da região de Santa Tereza, estado do Tocantins, Pesq. Agropec. Trop., Goiânia, v. 40, n. 1, p. 8-19, jan./mar. 2010.

RESENDE, M. et al. Pedologia: base para distinção de ambientes. Lavras: UFLa, 2007.

SCHOBBENHAUS, C.; GONÇALVES, J.H.; SANTOS, J.O.S.; ABRAM, M.B.; LEÃO NETO, R.; MATOS, G.M.M.; VIDOTTI, R.M.; RAMOS, M.A.B.; JESUS, J.D.A. 2004. Carta Geológica do Brasil ao Milionésimo, Sistema de Informações Geográficas - SIG e 46 folhas na escala 1:1.000.000. Programa Geologia do Brasil. CPRM, Brasília. 41 CD ROMs.

TEIXEIRA, P. S. D.; DIAS, M. S. Levantamento espeleológico da região cárstica de Arcos, Pains, Doresópolis, Córrego Fundo e Iguatama, frente às atividades degradadoras. Anais XXVII CBE. Januária, SBE: 2003




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236117018974



DEAR AUTHORS,

PLEASE, CHECK CAREFULLY BEFORE YOUR SUBMISSION:

- IF ALL AUTHORS "METADATA" (ORCID, LINK TO LATTES, SHORT BIOGRAPHY, AFFILIATION) WERE ADDED,

- THE CORRECT IDIOM YOUR SECTION,

- IF THE HIGHLIGHTS WERE ADDED,

- IF THE GRAPHIC ABSTRACTS WAS ADDED,

- IF THE REVIEWERS INDICATION WAS DONE,

- IF THE REFERENCES FORMAT ARE CORRECT(ABNT)

- IF THE RESOLUTION YOUR FIGURES (600 DPI) ARE SUITABLE

*******************************

PREZADOS AUTORES,

POR FAVOR, VERIFIQUE ATENTAMENTE ANTES DA SUBMISSÃO: 
- SE OS METADADOS (ORCID, LINK PRO LATTES, CURTA BIOGRAFIA E AFILIAÇÃO) DE "TODOS" OS AUTORES FORAM ADICIONADOS, 
- IDIOMA, 
- SE OS HIGHLIHTS FORAM ADICIONADOS, 
- SE O GRAPHICAL ABSTRACT FOI ADICIONADO, 
- SE A INDICAÇÃO DOS REVISORES FOI FEITA, 
- SE O FORMATO DAS REFERÊNCIAS ESTÁ ADEQUADO (ABNT) 
- SE A RESOLUÇÃO SUAS FIGURAS (600 DPI) ESTÁ ADEQUADA.

 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

**************************************************

WE ARE ON FACEBOOK! (You are our guest!)

 

Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/22361170

Contact: reget.ufsm@gmail.com

...................................................................................


Accesses since 19/06/2012

...................................................................................

Sponsors: