Entrevista com Luís Moita

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2357797568977

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luís Moita, Universidade Autónoma de Lisboa/Instituto Universitário Militar

Nascido em 11 de Agosto de 1939. Doutorado em Ética pela Universidade Lateranense (Itália), em 1967, com a classificação “summa cum laude” (10/10) – grau académico reconhecido pela Universidade Católica Portuguesa. Atualmente é Professor Catedrático de “Teorias das Relações Internacionais”, Director do Departamento de Relações Internacionais e membro do Conselho Científico da Universidade Autónoma de Lisboa. Entre 1992 e 2009 foi Vice-reitor desta Universidade. Dirige a unidade de investigação OBSERVARE (Observatório de Relações Exteriores) que edita uma colecção de livros e duas publicações periódicas: o anuário JANUS (publicado desde 1997) e a revista científica semestral JANUS.NET, e-journal of International Relations (publicada desde o Outono de 2010). Durante 15 anos, entre 1974 e 1989, dirigiu o CIDAC, organização não-governamental portuguesa de cooperação para o desenvolvimento. Entre 1989 e 1997 leccionou a Cadeira de “Filosofia e Deontologia do Serviço Social” no Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa. Leccionou a Cadeira de “Globalização e Relações Internacionais de África” no Mestrado e Doutoramento em Estudos Africanos do ISCTE-IUL. Foi Professor Associado Convidado da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (até Outubro de 1998). Desde 1998, é conferencista regular do Curso de Defesa Nacional promovido pelo Instituto de Defesa Nacional. Nos anos lectivos de 2004 a 2007 leccionou no Instituto de Altos Estudos da Força Aérea e desde 2006 até 2011 no Curso de Estado-maior Conjunto do Instituto de Estudos Superiores Militares. Atualmente, coordena os Mestrados em “Estudos da Paz e da Guerra” e em “Relações Internacionais” e lecciona no “Doutoramento em Relações Internacionais: Geopolítica e Geoeconomia” na Universidade Autónoma de Lisboa. No Instituto Universitário Militar coordena a Pós-Graduação em Dinâmicas Sociais e Organizacionais integrada no Curso de Promoção a Oficial Superior da Força Aérea portuguesa. Em 10 de Junho de 1998 foi condecorado pelo Presidente da República portuguesa com a Grande Cruz da Ordem da Liberdade e em 7 de Janeiro de 2005 foi condecorado pelo Presidente da República italiana como Grande Oficial da Ordine della Stella della Solidarietá Italiana.

José Renato Ferraz da Silveira, Universidade Federal de Santa Maria

É Professor Associado III do Departamento de Economia e Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) desde 2009. Doutorado em Ciências Sociais (Política) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2009). Mestrado em Ciências Sociais (Política) pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2005). Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (2001). Graduação em andamento no curso de História na Universidade Luterana do Brasil. Graduação incompleta no curso de Filosofia na Universidade de São Paulo. Coordenador do curso de Relações Internacionais - de 2012-2018 - da Universidade Federal de Santa Maria. Pesquisador do núcleo de Arte, Mídia e Política (NEAMP) da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Colunista digital do Diário de Santa Maria. Articulista do Blog Obvious. Articulista do espaço Reflexões docentes da Seção Sindical dos Docentes da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), vinculada ao ANDES-SN. Editor chefe da Revista InterAção - Revista de Relações Internacionais da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) (ISSN 2357- 7975) Parecerista ad hoc da Revista Aurora, Revista de Ciências do Estado, revista Lua Nova, revista Drama em Foco. Membro do grupo de estudos avançados sobre Paz e Conflitos Internacionais (GEAPCI) Representante do Conselho editorial da Editora da UFSM. Membro da Associação Brasileira de Estudos de Defesa (ABED). Sócio pleno da Associação Profissional de Relações Internacionais (ABRI). Membro da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP). Membro da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Membro efetivo da World Academy of Human Sciences. Membro da Academia Internacional de Artes, Letras e Ciências - Alpas 21. Autor de seis livros (A tragédia da política em Ricardo III, A tragédia da política em Ricardo II, Sob o Signo da Fênix, Sob o Signo das Valquírias, Sob o signo das Fúrias, Flora). Organizador da obra A Tragédia da política (Relações Internacionais). Embaixador honorário de São Paulo - Brasil - referendando pela Organização das Nações Unidas e pela Comissão Europeia. 

Marcos Pascotto Palermo , UERJ/UFN/FADISMA

Doutorando em Direito pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Possui graduação em Ciências Sociais - Bacharelado (2005) e mestrado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Santa Maria (2014); graduação em Direito (2007), pelo Centro Universitário Franciscano, atual Universidade Franciscana; especialização em Direito Internacional Público e Privado e Direito da Integração, junto ao Curso de Pós - Graduação Lato Sensu "O Novo Direito Internacional"(2009) e mestrado em Direito (2013) pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente, é professor da Faculdade de Direito de Santa Maria e da Universidade Franciscana, sendo graduando no Curso de História desta última instituição, afastado de ambas para a conclusão de Doutorado. Realizou mobilidade acadêmica internacional na Universidade de Lisboa (Portugal), durante o segundo semestre de 2018, sendo também investigador integrado do OBSERVARE- Observatório de Relações Exteriores da Universidade Autónoma de Lisboa (Portugal).

Filipe Vasconcelos Romão, Universidade Autónoma de Lisboa

Professor auxiliar da Universidade Autónoma de Lisboa. Professor convidado no ISCTE-IUL e na Universidade ORT do Uruguai. Investigador integrado do OBSERVARE. Comentador de política internacional da Antena 1 e da RTP. Presidente da Câmara de Comércio Portugal – Atlântico Sul e consultor para a internacionalização de empresas nos mercados latino-americanos. Doutorado em Relações Internacionais pela Universidade de Coimbra, com a tese “Nacionalismos centrípetos e centrífugos e conflitualidades: o caso espanhol” (2013). Diploma de Estudos Avançados em Política Internacional e Resolução de Conflitos (2007) e licenciado em Relações Internacionais pela Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra (2005). Investigador na Universidade de Deusto (2008/2009), ao abrigo do European Doctorate Enhancement in Peace and Conflict Studies (EDEN). Bolseiro de doutoramento da Fundação para as Ciências e Tecnologias (2008-2011). Auxiliar de investigação no Instituto de Estudos Estratégicos e Internacionais (2006-2007). Estagiário no Instituto da Defesa Nacional (2005).

Downloads

Publicado

2022-01-07

Como Citar

Moita, L., Ferraz da Silveira, J. R., Pascotto Palermo , M. ., & Vasconcelos Romão, F. . (2022). Entrevista com Luís Moita. Revista InterAção, 12(2), 7–12. https://doi.org/10.5902/2357797568977

Edição

Seção

Entrevista