Os partidos políticos e a formação de capital social mediante a sociabilidade política

Melina Mörschbächer

Resumo


O presente artigo visa resgatar elementos teóricos que localizamas instituições partidárias como centrais na constituição deum modelo democrático de Estado. A partir desse entendimento, sãodestacados estudos no campo da cultura política com ênfase no conceitode capital social. A proposta que emerge do resgate conceituale teórico exposto é a de apresentar de que modo os partidos políticospodem vir a legitimar e justificar a sua existência por meio da promoçãode valores e de atitudes que se configuram no âmbito da confiança,da cooperação e da ampliação da participação política. Postoque o nível de capital social de uma sociedade reflete na qualidade desua democracia, há uma reflexão acerca da carência de determinadaspráticas no modo de fazer política dos partidos brasileiros para queuma nova cultura política instaure-se.

Palavras-chave


Partidos políticos; cultura política; capital social; sociabilidade política.

Texto completo:

PDF

Referências


AGULHON, M. 1989. Depoimento. In: P. NORA (org), Ensaios de

ego-história. Lisboa, Difel, pp. 13-62.

BAQUERO, M. A vulnerabilidade dos partidos políticos e a criseda

democracia na América Latina. Porto Alegre: Ed. Universidade/

UFRGS, 2000.

BAQUERO, M.; BORBA, J. A (re)valorização dos partidos políticos

no Brasil via capital social. Revista de Estudos e Pesquisas sobre as

Américas, Brasília, v. 2, n. 1, jan./jun. 2008.

BAQUERO, M.; PRÁ, Jussara Reis. A democracia brasileira e a

cultura política no Rio Grande do Sul. Porto Alegre: Ed UFRGS,

CARVALHO, José Murilo de. Mandonismo, Coronelismo,

Clientelismo: Uma Discussão Conceitual. Dados [online]. 1997, vol.40,

n.2 ISSN 0011-5258. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.

php?pid=S0011-52581997000200003&script=sci_abstract.

Acesso em: 13 de abril de 2011.

DALTON, R. J. Value change and democracy. In.: PHARR, Susan J.; PUTNAM, Robert D. (eds.). Disaffected Democracies: what’s

troubling the trilateral countries? Princeton: Princeton University Press,

INGLEHART, Ronald e WELZEL, Christian. Modernização,

mudança cultural e democracia. São Paulo: Ed. Verbena, 2009.

KIRCHHEIMER, Otto. The Transformation of Western European

Party System. In LAPALOMBARA, Joseph e WEINER, Myron

(eds.). Political Parties and Political Development. Princeton: Princeton

University Press, 1966.

LIJPHART, Arend. Modelos de democracia. Rio de Janeiro:

Civilização Brasileira, 2003.

LIMA Jr. O. B. de. Os Partidos Políticos Brasileiros: a experiência

federal e regional - 1945/1964. Rio de Janeiro, Graal, 1983.

MOISÉS, José Álvaro. A Desconfiança Nas Instituições

Democráticas. Opinião Pública (UNICAMP), Campinas, v. XI, n. 1, p.

-63, 2005.

NICOLAU, J. M. Multipartidarismo e Democracia: Um Estudo

Sobre O Sistema Partidário Brasileiro (1985-94). Rio de Janeiro: Ed.

FGV, 1996.

NORRIS P. Democratic Phoenix: political activism worldwide.

Cambridge: Cambridge University Press, 2002.

PUTNAM, Robert D. Comunidade e democracia: a experiência da

Itália moderna. Tradução de Luiz Alberto Monjardim. Rio de Janeiro:

Fundação Getúlio Vargas (FVG) 2007.




DOI: https://doi.org/10.5902/2357797512708

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



Twitter | Facebook