Qualidade da celulose kraft-antraquinona de Eucalyptus dunnii plantado em cinco espaçamentos em relação ao Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna.

Giovanni Willer Ferreira, Jorge Vieira Gonzaga, Celso Edmundo B. Foelkel, Teotônio Francisco de Assis, Edvins Ratnieks, Maria Cladis Mezzomo da Silva

Resumo


Este trabalho analisou o efeito de cinco espaçamentos de Eucalyptus dunnii (3 m x 1 m; 3 m x 1,5 m; 3 m x 2 m; 3 m x 3 m; 3 m x 4 m), para produção de celulose kraft-antraquinona, comparados com Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna (ambos no espaçamento 3 m x 2 m). Avaliaram-se a densidade básica e composição química da madeira original, analisando-se extrativos em diclorometano, pentosanas, lignina, solubilidade em NaOH8% e cinzas. Os cavacos foram submetidos a cozimento kraft-antraquinona com álcali ativo variando de 18,5 a 21% para obter um número kappa 17± 1,5; sulfidez a 8%, antraquinona base madeira 0,05%, relação licor/madeira 4:1, tempo até temperatura máxima 60 minutos, tempo à temperatura máxima 45 minutos. A celulose marrom resultante do cozimento kraft-antraquinona foi caracterizada e analisada em seus aspectos físico-químicos (rendimentos, rejeitos, número kappa, viscosidade intrínseca, alvura e solubilidade em NaOH5%). Uma parte desta sofreu refinação em moinho Jökro ao nível de 35°SR e, juntamente com a polpa não-refinada, foram submetidas a testes físico-mecânicos e óticos (resistência à tração, alongamento, estouro, rasgo, volume específico, alvura, resistência ao ar Gurley e ascensão capilar Klemm). O maior consumo de álcali ativo (20,5%) ocorreu em espaçamento 3 m x 4 m, proporcionando maior degradação da polpa. Todos os espaçamentos caracterizados apresentaram viabilidade para a produção de celulose kraft-antraquinona, podendo proporcionar redução nos custos de produção de celulose, devido aos menores consumos apresentados de álcali ativo e madeira quando comparados com Eucalyptus grandis e Eucalyptus saligna. Os valores de extrativos e cinzas mostraram-se elevados para Eucalyptus dunnii, potencializando possíveis impactos em termos de incrustações e fechamento de circuito no processo fabril. Diante dos resultados obtidos, a celulose de Eucalyptus dunnii atende às exigências do mercado consumidor.


Palavras-chave


Kraft pulp, pulp of quality, pulp of Eucalyptus.

Texto completo:

PDF

Referências


BACKHAUS, R.C. Relatório de estágio: departamento de pesquisa e desenvolvimento. Guaíba: Riocell, [19--]. 37 p.

BARRICHELO, L.E.G., BRITO, J.O. A madeira das espécies de eucalipto como matéria-prima para a indústria de celulose e papel. Brasília: PNUD/FAO/IBDF/BRA., 1976. 145 p. (Série Divulgação, 13).

BARRICHELO, L.E.G., FOELKEL, C.E.B., LEITE, N.B., et al. Aproveitamento industrial para a produção de celulose de madeiras de eucaliptos adaptados à regiões susceptíveis à geada. Piracicaba: IPEF, 1976. 13 p.

CAMARGO, F.R.A. de, BARRICHELO, L.E.G., AMARAL, W.A.N. do. Caracterização tecnológica da madeira de povoamentos de E. grandis Hill ex Maiden. In: CONGRESSO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA CELULOSE E PAPEL, 20., 1987, São Paulo. Anais ... São Paulo: Associação Brasileira Técnica de Celulose e Papel, 1987. 502 p., p. 1-15.

FOELKEL, C.B., BARRICHELO, L.E.G. Tecnologia de celulose e papel. Piracicaba: ESALQ/USP, ESALQ, 1975. 207p.

FOELKEL, C.E.B., BARRICHELO, L.E.G., MILANEZ, A.F. Estudo comparativo das madeiras de E. saligna, E. paniculata, E. citriodora, E. maculata e E. tereticornis para produção de celulose sulfato. In: SEMINÁRIO DE INTEGRAÇÃO: FLORESTA-INDÚSTRIA, 1975, São Paulo. Anais... São Paulo, Instituto de Pesquisas Florestais: Grupo Suzano Feffer, Departamento de Silvicultura ESALQ/USP, 1975. 180 p. p. 69-110.

FOELKEL, C.E.B., MARENGO, J.V., MENDONÇA, C.A.A., et al. Acerca da solubilidade em álcalis de materiais celulósicos. I. Madeiras do eucalipto e da acácia-negra e polpas comerciais de fibras curtas. In: CONGRESSO ANUAL DA ABCP, 13., 1980, São Paulo: Anais... São Paulo, ABCP, 1980. 298 p. p. 43-53.

FOELKEL, C.E.B., SANI, A. Presente, passado e perspectivas futuras na utilização do eucalipto pela indústria de celulose no Brasil. Monte Alegre: Celulose Nipo-Brasileira, 1977. 55 p.

FOELKEL, C.E.B., ASSIS, T.F. de New pulping technology and E. wood: the role of soil fertility, plant nutrition and wood ion content. In: CRC FOR TEMPERATE HARDWOOD FORESTRY, 1995, Hobart. Anais... Hobart: CRC, 1995. 487 p. p. 10-14.

GONZAGA, J.V. Qualidade da madeira e da celulose kraft de treze espécies de E.. Viçosa: UFV. 1983. 119 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais). Universidade Federal de Viçosa, 1983.

LIMA, A.F., OLIVEIRA, G., FRANCO, L.C., et al. Avaliação do E. dunnii como matéria-prima alternativa para a RIOCELL. Guaíba: Riocell, 1993. 13 p. (Relatório Técnico, 596).

MACHADO, F.J.J., GOMIDE, J.L., CAMPOS, W.O., et al. Estudo comparativo das madeiras de Eucalyptus torelliana e Eucalyptus grandis para produção de polpa kraft. O Papel, São Paulo, v. 48, n. 8, p. 56-60, ago. 1987.

MARADEI, D., REPETTI, R., ZILLI, N. E. dunnii, un nuevo recurso forestal para la industria. ATIPCA, Buenos Aires, v. 27, n. 4, p. 43-53, ago. 1988.

OLIVEIRA, E., VITAL, B.R., GOMIDE, J.L., et al. Correlações entre parâmetros de qualidade da madeira de E. grandis (W. Hill ex-Maiden). Viçosa: SIF, 1990. 23 p. (Boletim Técnico, 18)

RATNIEKS, E. Alterações no refino e no teor de hemicelulose da polpa. Guaíba: Riocell, 14 p. 1993. (Relatório Técnico, 630)

RATNIEKS, E., ASSIS, T.F., LIMA, A.F. Análise tecnológica de madeiras potenciais para celulose na Riocell. Guaíba: Riocell, 14 p. 1992. (Relatório Técnico, 519)

RATNIEKS, E., BUSNARDO, C.A., FOELKEL, C.E.B.,et al.. Influência do espaçamento entre árvores sobre a qualidade da madeira e polpa de E. dunni. Guaíba: Riocell, 1987. 115 p. (Relatório Técnico, 132)

RATNIEKS, E., SANSÍGOLO, C.A. Estudo comparativo das qualidades de madeira e polpa de árvores jovens de E. saligna e E. grandis. Guaíba: Riocell, 66 p. 1986. (Relatório Técnico, 43)

RIOCELL. Análise dos licores kraft e soda. Guaíba: [19--], 12 p.

SANTOS, R.David. Relatório de visita técnica. Guaíba: Riocell, 1996. 5 p.

SPELTZ, R.M., MONTEIRO, R.F.R. E. dunnii perspectivas de sua introdução no segundo planalto paranaense. In: CONGRESSO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA CELULOSE E PAPEL - SEMANA DO PAPEL, 15., 1982, São Paulo. Anais... São Paulo: ABCP, 1982. 435 p. 5-19.

WEHR, R.T. Variações nas características da madeira de E. grandis Hill Ex Maiden e suas influências na qualidade de cavacos em cozimentos kraft. Piracicaba: ESALQ, 1991. 84 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais). Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, 1991.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19805098338