Leiam, meninos! Uma análise das materialidades do livro e do conteúdo dos best-sellers para crianças e pré-adolescentes do sexo masculino, entre 8 e 12 anos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2763938X63762

Palavras-chave:

Produção Editorial, Edição, Literatura infanto-juvenil, Leitura, Leitor, Best-sellers

Resumo

Este artigo investiga, a partir da materialidade e do conteúdo dos livros de um corpus composto por best-sellers infantojuvenis, quais são os elementos editoriais que potencialmente contribuem para o sucesso editorial de um livro para meninos na faixa etária entre 8 e 12 anos. A pretensão deste estudo é contribuir para uma compreensão maior das motivações dessas crianças e pré-adolescentes do sexo masculino para a leitura, no intuito de subsidiar a curadoria de títulos estrangeiros para publicação no mercado brasileiro e a produção de títulos nacionais para esse público.

Biografia do Autor

Marcelo Amaral Moraes, Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais, Minas Gerais, MG

Marcelo Amaral é consultor e professor nas áreas de edição, estratégia, marketing e vendas desde 1995. É bacharel em Administração, especialista em marketing, mestrado em estratégia e marketing e completou parcialmente seu doutorado na mesma área. Em 2020 ingressou no Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Estudos de Linguagens (POSLING) do CEFET-MG  na linha IV, de pesquisas sobre Edição , Linguagem e Tecnologia. Marcelo também trabalha como editor, publisher, tradutor, preparador de textos e revisor técnico. É o editor responsável pelo selo Autêntica Business, do Grupo Editorial Autêntica.

Referências

ANDRADE, C. D. DE et al. Crônicas 1. 28ª edição ed. São Paulo: Ática, 2000.

Behind the Scenes with Jeff Kinney, 6 nov. 2014. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=dS4slnQMeio. Acesso em: 4 dez. 2020

CARRANCA, A. Malala, a menina que queria ir para a escola. 1. edição ed. São Paulo, Brazil: Companhia das Letrinhas, 2015.

EMICIDA. Amoras. 1ª edição ed. São Paulo: Companhia das Letrinhas, 2018.

INSTITUTO PRÓ-LIVRO, Retratos da Leitura no Brasil. São Paulo: Instituto Pró-Livro, 2020.

KINNEY, J. Diário de um banana 1. 31ª edição ed. Cotia, SP: VR Editora, 2008.

Kids & Family Reading Report Home. Disponível em: <https://www.scholastic.com/readingreport/home.html>. Acesso em: 4 dez. 2020.

LOVELESS, T. How well are american students learning? With sections on the gender gap in reading, effects of the common core, and student engagement. The 2015 Brown Center Report on American Education. Volume 3, Number 4. [s.l.] Brookings Institution, 2015.

Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1990 – Estatuto da Criança e do Adolecente. Disponível em: <http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l8069.htm>. Acesso em: 4 dez. 2020.

MARINAK, B.; GAMBRELL, L. Reading motivation: exploring the elementary gender gap. literacy research and instruction, v. 49, p. 129–141, 11 mar. 2010.

PINHEIRO, M. P.; TOLENTINO, J. M. A. Literatura infantil e juvenil: campo, materialidade e produção. 1ª edição ed. Belo Horizonte: Moinhos, 2019.

REY, M. O rapto do garoto de ouro. 12ª edição ed. São Paulo: Global Editora, 2005.

SILVA, F. L. E; PENNA, J. Diário de Pilar na Grécia. 2ª edição ed. Rio de Janeiro: Pequena Zahar, 2010.

TYRE, P. The trouble with boys: a surprising report card on our sons, their problems at school, and what parents and educators must do. Illustrated ed. New York: Harmony, 2009.

Publicado

2021-07-23

Como Citar

Moraes, M. A. (2021). Leiam, meninos! Uma análise das materialidades do livro e do conteúdo dos best-sellers para crianças e pré-adolescentes do sexo masculino, entre 8 e 12 anos. Gutenberg - Revista De Produção Editorial, 1(1), 55–75. https://doi.org/10.5902/2763938X63762