Considerações sobre a temática ambiental em Geografia.

Ivaine Maria Tonini, Deina Farenzena, Roberto Cassol

Resumo


Este artigo fundamenta-se em um resgate bibliográfico sobre a evolução do pensamento geográfico, desde a institucionalização e consolidação da Ciência quando à natureza era designado um elevado valor econômico-material; o segundo período, ambientalista, de meados do século XX (décadas de 50/60) até a atualidade, quando a deterioração do meio ambiente atinge níveis preocupantes e de relevante importância social.

Texto completo:

PDF

Referências


ANDRADE, M. C. de (Org.) Élisée Reclus. São Paulo:

Ática, 1985.

________. Geografia, ciência da sociedade. São Paulo:

Atlas, 1987.

________. Caminhos e Descaminhos da Geografia. São

Paulo: Papirus,1993.

CRHISTOFOLETTI, A. Perspectivas da Geografia. São

Paulo: Difel, 1985.

GOMES, P. C. da. Geografia e Modernidade. Rio de

Janeiro: Bertrand Brasil, 1996.

GOODEY, B. & GOLD, J. Geografia do comportamento

e da percepção. Belo Horizonte, Departamento de

Geografia da Universidade Federal de Minas Gerais,

MENDONÇA, F. Geografia e meio ambiente. São Paulo:

Contexto, 1993.

MORAES, A. C. R. A Gênese da Geografia Moderna.

São Paulo: Hucitec,1997.

________. Geografia: pequena história crítica. São

Paulo: Hucitec,1997.

________. Meio ambiente e ciências humana. São

Paulo: Hucitec, 1997.

OLIVEIRA, A. U. de. Educação e ensino de Geografia

na realidade brasileira. In: Para onde vai o ensino de

Geografia? São Paulo: Contexto, Edusp, 1989.

VESENTINI, J. W. Geografia, natureza e sociedade.

São Paulo: Contexto, 1989.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236499424110

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Indexações e Bases Bibliográficas