A PESQUISA NO ENSINO DE GEOGRAFIA COMO POSSIBILIDADE DE DIÁLOGOS TRANS E INTERDISCIPLINARES

Maíra Suertegaray Rossato, Dirce Maria Antunes Suertegaray

Resumo


Este artigo faz uma análise de práticas educativas em Geografia originadas nos novos caminhos de pensar o processo de ensino-aprendizagem. Esta abordagem fundamenta-se em propostas trans e interdisciplinares desenvolvidas no Projeto Amora, experiência de ensino desenvolvida na quinta e sexta séries do Ensino Fundamental no Colégio de Aplicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (CAp/UFRGS) em 2008. Duas propostas pedagógicas são descritas e analisadas, explicitando o significado de trans e interdisciplinaridade presentes em cada uma delas. Os mapas conceituais que resultaram dos projetos e os conceitos e/ou definições elaboradas através da oficina permitem avaliar o significado dessas práticas. Estas foram facilitadoras do aprendizado porque que resultam do interesse dos alunos e são geradoras de curiosidade e criatividade. Apresenta-se, então, uma possibilidade de ensino que associa a investigação e permite o trânsito disciplinar e uma interdisciplinaridade pensada como transversalidade, envolvendo professores e alunos em processos de interação e ambiente escolar mais dinâmico.

 

Palavras-chave: Ensino de Geografia, trans e interdisciplinaridade, projetos de investigação, Ensino Fundamental.

 

DOI: 10.5902/2236499411033

 


Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL, SECRETARIA DE EDUCAÇÃO FUNDAMENTAL. Parâmetros Curriculares Nacionais - Geografia. Brasília: MEC/SEF, 1998. 156p.

CASTROGIOVANNI, A.; ROSSATO, M. S.; CÂMARA, M. A.; SILVA, R. R. Ensino de Geografia: caminhos e encantos. Porto Alegre: Editora PUCRS, 2007. 148p.

CARR, W; KEMMIS, S. Teoria critica de la enseñanza. Barcelona: Ediciones Martinez Roca, 1988.

ESTRÁZULAS, M. B. P. GOULART, L. B. (Organizadoras) Projeto Amora - Relatório bi-anual 1997-1998.

DUTRA, I. M.; CAMARGO, F. B.; VALENTINI, N. C.; MIGNONI, R. P. L.; MERG, Y. M. G. Projeto Amora 2000. 1999. 29p.

FREIRE, P. Pedagogia do Oprimido. Edições Afrontamento, 1975.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia – Saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.

GARDNER, H. Inteligências Múltiplas: a teoria na prática. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

HERNÁNDEZ, F.; VENTURA, M. A organização do currículo por projetos de trabalho. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

INSTITUTO PAULO FREIRE. Inter-transdisciplinaridade e tranversalidade. Programa de Educação Continuada. Projetos e Textos. Acesso em 19 de março de 2009. Disponível em: http://www.inclusao.com.br/projeto_textos_48.htm

LEFF, E. Saber Ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. Petrópolis/RJ: Editora Vozes, 2001.

MORIN , E . Introdução ao Pensamento Complexo. 2 Edição. São Paulo: Instituto Piaget, 1990.

PIAGET, J. Problemas gerais da investigação interdisciplinar e mecanismos comuns. Lisboa: Ed. Bertrand, 1973.

ROSSI, D. R.; ROSSATO, M. S. Geografia (em)canto. In: Encontro Estadual de Geografia, 27, 2007, Santa Maria. Anais do XXVII Encontro Estadual de Geografia AGB/Porto Alegre: Santa Maria, 2007.

SANTOMÉ, J. T. Globalização e interdisciplinaridade: o currículo integrado. Porto Alegre: Artes Médicas, 1998.

SERRANO, M. da G. P. Investigación- acción; aplicaciones al campo social y educativo. Madrid: Dykinson,1990.

SILVA P. K. da Educação Ambiental: Vivências no Urbano. Relatório Final da bolsa BIC/FAPERGS. Orientadora profa. Dra. Dirce Maria Antunes Suertegaray. Porto Alegre, 2008. Inédito

SUERTEGARAY, D. M. A. Pesquisa e Educação de professores. In PONTUSCHKA, N. N.; OLIVEIRA, A. U. Geografia em perspectiva. São Paulo: Editora Contexto, 2002. P. 119-114.

SUERTEGARAY, D. M. A. Geografia e Interdisciplinaridade. Espaço geográfico: interface natureza e sociedade. Geosul, Florianópolis, v. 18, UFSC, p. 43 – 54, 2003.

VIGOTSKY, L. A formação social da mente. São Paulo: Martins Fontes, 1984.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236499411033

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Indexações e Bases Bibliográficas