Seduzindo Desdêmona. Reflexões sobre as narrativas da “descoberta” da América

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2179219435272

Palavras-chave:

história das ideias linguísticas, discurso sobre a colônia, diários de Colombo

Resumo

Este artigo pretende analisar a narrativa fundadora do descobrimento da América sob as luzes das teorias literárias dedicadas a estudar a literatura medieval, transportando os valores éticos dos protagonistas das prosas cavalheirescas para o texto histórico-científico dos diários de Colombo. Percebo que a produção literária do Renascimento do século XVI serviu como transição entre o modelo medieval, no qual ficção e realidade dialogavam em estruturas alegóricas intencionais, e o modelo descritivo de cunho científico utilizado pelos naturalistas no século XVIII.

Biografia do Autor

Laísa Fernandes TOSSIN, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Linguística pelo Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas

Referências

ANGHIERA, Pietro Martire d'. De orbe novo decades. Primeira década. Espanha, 1530.

BARTRA, Roger. El mito del salvaje. México: Fondo de Cultura Económica, 2011.

CEBALLOS, Javier Guijarro. Edad de oro, tomo 21. p. 205-223 Madrid: Departamento de Filología Española, Ediciones de la Universidad Autónoma de Madrid, 2002.

ECO, Humberto. Arte e beleza na estética medieval. 2 ed. Rio de Janeiro: Globo, 1989. Trad. Mario Sabino Filho

JABLONKA, Ivan. L’Histoire est une littérature contemporaine. Manifeste pour les sciences sociales. Paris: Seuil, 2014. Coleção Librairie du xxie siècle

JAHODA, Gustav. Images of savages. Ancients roots of modern prejudice in western culture. London; New York: Routledge, 1999.

GOODY, Jack. “Da oralidade à escrita – Reflexões antropológicas sobre o ato de narrar.” p. 35-68 In: MORETTI, Franco (Org.). A cultura do romance. São Paulo: Cosacnaify, 2009. Trad. Denise Bottmann

MEIRELLES FILHO, João. Grandes Expedições à Amazônia Brasileira. 1500-1930. São Paulo: Metalivros, 2009.

SHAKESPEARE, William. Otelo, o Mouro de Veneza. Rio de Janeiro: Lacerda, 1999. Trad. Barbara Heliodora

TEYSSIER, Paul. La langue de Gil Vicente. Paris: Klincksieck, 1959.

TODOROV, Tzvetan. A conquista da América. A questão do outro. São Paulo: Martins Fontes, 2003. Trad. Beatriz Perrone-Moisés

Downloads

Publicado

2019-09-15

Como Citar

TOSSIN, L. F. (2019). Seduzindo Desdêmona. Reflexões sobre as narrativas da “descoberta” da América. Fragmentum, (53), 107–127. https://doi.org/10.5902/2179219435272