OS PILARES DA CRISTANDADE: HISTORIOGRAFIA DO CONCEITO DE PALAVRA DE TOMÁS DE AQUINO A WILHELM VON HUMBOLDT

Laísa Fernandes Tossin

Resumo


Este artigo pretende investigar as bases científicas estabelecidas pelas teorias linguísticas vigentes na descrição das línguas, apoiadas nas teorias desenvolvidas por Wilhelm von Humboldt no século XVIII, comparando-a às investigações sobre a palavra humana e a palavra divina realizadas por Tomás de Aquino no século XIII. Exploro a possibilidade de identificar as influências da produção de Santo Tomás de Aquino a respeito da palavra como descrita na Suma Teológica e em De differentia verbi divini et humani, na elaboração das teorias linguísticas de Wilhelm von Humboldt descritas em Ueber die Verschiedenheit des menschlichen Sprachaues u. ihren Einfluss auf die geistige Entwicklung des Menschengeschlechts e Schriften zur Sprachphilosophie.

Palavras-chave


história das ideias linguísticas; história dos conceitos; história das palavras; Wilhelm von Humboldt; Tomás de Aquino

Texto completo:

PDF

Referências


ACOSTA, Joseph de. Historia natural y moral de las Indias. 2ª edición, 1a. reimp. Organização Edmundo O’Gorman. México: Fondo de Cultura Econômica, 1979.

AQUINATIS, Sancti Thomae. Summa Theologiae. 2a. ed. La Editorial Catolica S.A.: Matriti (Madri), 1951. v. II, Prima Secundae. Biblioteca de Autores Cristianos

AQUINATIS, Sancti Thomae. De differentia verbi divini et humani. São Paulo, Revista da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo XIX, n. 1, jan.-jun. 1993. Introdução, notas e tradução Luis Jean Lauand

AUROUX, Sylvain; HORDE, T. Les grandes compilations el les modèles de mobilité. In: AUROUX, Sylvain. (Org.). Histoire des idées linguistiques. Le développement de la grammaire occidentale. vol. II. Lièges/Bruxelas: Mardaga, 1992.

AUROUX, Sylvain. A questão da origem das línguas seguido de A historicidade das ciências. Campinas: RG, 2008. Trad. Mariângela Pecciolli Gali Joanilho

AUROUX, Sylvain. A revolução tecnológica da gramatização. 3 ed. Campinas: Editora da Unicamp, 2014. Trad. Eni Puccinelli Orlandi

CAMPBEL, Lyle. American Indian Languages. The historical linguistics of Native America. New York: Oxford University Press, 1997. Oxford Studies in Anthropological Linguistics

CURTIUS, Ernest Robert. Literatura europeia e Idade Média Latina. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2013. Trad. Teodoro Cabral (com colaboração de Paulo Rónai)

DESCARTES, René. Regulae ad directionem ingenii. Leipzig: Verlag der Dürrschen Buchhandlung, 1907. Reedição do original de 1701

DESCARTES, René. Discurso do método. Para bem conduzir a razão e procurar a verdade nas ciências. 2a. ed. São Paulo: Difel – Difusão Européia do Livro, 1973. Trad. Jacob Guinsburg e Bento Prado Jr.

FOUCAULT, Michel. Las palabras y las cosas. Una arqueología de las ciencias humanas. México: Siglo XXI, 2010. Trad. Elsa Cecilia Frost

GUIMARÃES, Eduardo. História da Semântica. Sujeito, sentido e gramática no Brasil. Campinas: Pontes, 2004.

GUIMARÃES, Eduardo. Espaço de enunciação, cena enunciativa, designação. Santa Maria, Fragmentum, n. 40, p. 49-68, jan./mar. 2014. Laboratório corpus: UFSM.

HAβLER, Gerda. La vision linguistique du monde: mythe et réalité de l’utilisation d’une notion humboldtienne au XXe siècle. Dossiers d’HEL, SHESL, 2014. Linguistiques d’intervention. Des usages socio-politiques des savoirs sur le langage et les langues. Disponível em:. .

HUMBOLDT, Alexander von. Quadros da Natureza. 1o volume. Rio de Janeiro; São Paulo; Porto Alegre: W. M. Jackson Inc. Editores, 1965. Prefácio de F. A. Raja Gabaglia. Trad. Assis Carvalho

HUMBOLDT, Wilhelm von. Schriften zur Sprachphilosophie. v. III. Berlin: Rütten und Loening, 1963.

HUMBOLDT, Wilhelm von. Ueber die Verschiedenheit des menschlichen Sprachaues u. ihren Einfluss auf die geistige Entwicklung des Menschengeschlechts. Introdução, edição e notas A. F. Pott. 2a. ed. Berlin: Verlag von S. Calvary & Co., 1880 [1836].

HUMBOLDT, Wilhelm von. On language. On diversity of human language construction and its influence on the mental development of the human species. Editado por Michael Losonsky. Cambridge: Cambridge University Press, 1999. Trad. Peter Heath

HUMBOLDT, Wilhelm von. Linguistic variability and intellectual development. Philadelphia: University of Pennsylvania Press, 1972. Trad. George C. Buck e Frithjof A. Raven

HUMBOLDT, Wilhelm von. Escritos politicos. México: Fondo de Cultura Economica, 1943. Trad. Wenceslao Roces

HUMBOLDT, Wilhelm von. Sobre a Organização Interna e Externa das Instituições Científicas Superiores em Berlim. In: CASPER, G.; HUMBOLDT, W. von. Um mundo sem Universidades?. Rio de Janeiro: Editora da UERJ, 1997.

JESPERSEN, Otto. Language. Its natures, development and origin. New York: Norton Library, 1964.

KOSELLECK, Reinhart. Uma História dos conceitos: problemas teóricos e práticos. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 5, n. 10, 1992, p. 134-146.

KOSELLECK, Reinhart. Futuro passado. Contribuição à semântica dos tempos históricos. Rio de Janeiro: Editora da PUC, 2006.

LIPINER, Elias. As letras do Alfabeto no criação do mundo. Contribuição à pesquisa da natureza da linguagem. Rio de Janeiro: Editora Imago, 1992.

ORLANDI, Eni. A natureza e os dados (A constituição histórica de um modelo de pesquisa de campo). Cadernos de Estudos Linguísticos, Campinas, (27):47-57, Jul./Dez. 1994.

OZ, Amós; OZ-SALZBERGER, Fania. Os judeus e as palavras. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. Trad. George Schlesinger

PINEDA, Roberto. El derecho a la lengua. Una historia de la política linguística en Colombia. Bogotá: Ediciones Uniandes, 2000. Estudios antropológicos n. 4.

SAUSSURE, Ferdinand. Curso de linguística geral. São Paulo: Cultrix, 1995.

SCHAMA, Simon. A história dos judeus. À procura das palavras 1000 a.C. – 1492 d.C. 1a ed. 1a reimpr. São Paulo: Companhia das Letras, 2015. Trad. Donaldson M. Garschagen

SÉRIOT, Patrick. Ethnos e demos: a construção discursiva da identidade coletiva. Campinas, Rua, 7, p. 11-20, 2001.

STAROBINSKI, Jean. As palavras sobre as palavras. Os anagramas de Ferdinand de Saussure. São Paulo: Perspectiva, 1974. Trad. Carlos Vogt

STAROBINSKI, Jean. Ação e reação. Vida e aventuras de um casal. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. Trad. Simone Perelson

VALVERDE, Jose Maria. Guillermo de Humboldt y la Filosofia del Lenguaje. Madrid: Editorial Gredos, 1955. Biblioteca Romanica Hispanica




DOI: https://doi.org/10.5902/2179219433152



ISSN Versão Impressa: 1519-9894
ISSN Versão Digital: 2179-2194
DOI 10.5902/21792194
Endereço Eletrônico: www.ufsm.br/fragmentum

Fragmentum possui caráter público e gratuito, dessa forma, NÃO são cobrados custos ou taxas para submissão, processamento, publicação e leitura dos artigos.

Todo o conteúdo do periódico Fragmentum está licenciado com uma Licença Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

REDES SOCIAIS
Página da Revista no Facebook