“Violência? Do quê?”: reflexões sobre a violência obstétrica a partir de uma ação extensionista

Paula Land Curi, Natália Lucena Guimarães

Resumo


Este trabalho objetiva discutir a violência obstétrica, a partir de uma ação extensionista realizada em uma Unidade Básica de Saúde, no município de Niterói, em comemoração ao Dia Internacional da Mulher. Com usuárias do sistema de saúde, em idades diversas, a Roda de Conversa proposta teria a intenção de orientá-las sobre a rede de assistência e proteção para os casos de exposição à violência sexual e/ou doméstica. Contudo, o que se apresentou foi a tão naturalizada violência obstétrica. Embora não conseguissem nomear as violências vividas, as mulheres deixavam claro que, em nome da assistência ao parto, elas eram desassistidas e expostas a muito sofrimento e dor. 

 

 


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2447115125563

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Experiência - Revista Científica de Extensão

Universidade Federal de Santa Maria, Brasil

http://www.ufsm.br/experiencia

E-mail: experienciaufsm@ufsm.br

ISSN: 2447-1151

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.