Desigualdade de renda no Brasil: a influência do diferencial público-privado, aposentadorias e pensões

Raphael Gomes Brasil, Joel de Jesus Macedo

Resumo


O trabalho investiga o impacto do diferencial nos rendimentos dos trabalhadores do setor público e privado e do diferencial do valor de aposentadorias e pensões superiores ao teto do Regime Geral de Previdência Social (RGPS) sobre a desigualdade de renda. Para tal, utilizam-se o método de decomposição do Índice de Gini, proposto por Lerman e Yitzhaki (1985), e os dados da PNAD do período entre 2004 e 2013. Os resultados apontam que a elevada remuneração dos funcionários públicos foi responsável, em média, por 2,84% da desigualdade de renda no período. Os rendimentos de aposentadorias e pensões oficiais acima do teto foram responsáveis por 1,66% do total do Índice de Gini. Por meio da decomposição foi possível verificar que as parcelas de rendimento atreladas a empregados com maior qualificação são mais regressivas do que as referentes à empregados com menos escolaridade. Outra constatação importante foi a tendência crescente do hiato público-privado, ao longo do período investigado, motivada principalmente pelo crescimento médio real superior dos rendimentos do funcionalismo público em comparação ao privado. Em relação aos rendimentos de aposentadorias e pensões a desigualdade de renda foi atenuado pelo menor crescimento real dos rendimentos acima do teto da RGPS.


Palavras-chave


Desigualdade de Renda; Rendimentos do Funcionalismo Público; Rendimentos dos Trabalhadores do Setor Privado

Texto completo:

PDF

Referências


AMADEO, E. e NERI, M. “Macroeconomic policy and poverty in Brazil”. Rio de Janeiro, PUC - Departamento de Economia. Texto para Discussão, n° 383, 1997.

BACHA, E. L. “Além da Curva de Kuznets: Crescimento e Desigualdade”. Economia, v.2, n.2, p. 173-200, 1978.

BAPTISTELLA, J. C. F.; SOUZA, S. C. I.; FERREIRA, C. R. “A contribuição dos programas de transferência monetária na queda da desigualdade de renda no Brasil: uma análise a partir do rendimento domiciliar per capita no período 2001-2006”. In: IV Jornada Internacional de Políticas Públicas, 2009, São Luís-MA. Anais da IV Jornada Internacional de Políticas Públicas, 2009.

BARROS, H. R. e MENDONÇA, R. "Pelo fim das décadas perdidas: educação e desenvolvimento sustentado no Brasil". In HENRIQUES, R. (Org.). In: Desigualdade e Pobreza no Brasil. Rio de Janeiro: IPEA, pp. 405-423, 2000.

BARROS, H. R., CARDOSO, E., URANI, A. “Inflation and Unemployment as Determinants of Inequality in Brazil: The 1980s”. Rio de Janeiro: IPEA. (Texto para Discussão, n° 298), 1993.

BELLUZZO, W.; ANUATTI-NETO, F.; PAZELLO, E. T. Distribuição de salários e o diferencial público-privado no Brasil. Revista Brasileira de Economia. Vol. 59, n. 4, p. 511-533, 2005.

BRAGA, B. G. “Capital Humano e o Diferencial de Salários Público-Privado no Brasil”. Anais do XXXV Encontro Nacional de Economia [Proceedings of the 35th Brazilian Economics Meeting] (pp. 1–15). ANPEC-Associação Nacional dos Centros de Pós-graduação em Economia, 2007.

DE CASTRO, F; SALTO, M; STEINER, H. The gap between public and private wages: new evidence for the EU. Directorate General Economic and Financial Affairs, European Commission, 2013.

FERREIRA, C. R. e SOUZA, S. C. I. S. “Previdência Social e desigualdade: a participação das aposentadorias e pensões na distribuição da renda no Brasil - 1981 a 2001”. In: XXXII encontro nacional de economia, 2004, João Pessoa. XXXII encontro nacional de economia, 2004.

FISHLOW, A. “Brazilian Size Distribution of Income”. American Economic Review, v.62, n.2, p. 391-402, 1972.

FISHLOW, A . “Distribuição de renda no Brasil: um novo exame”. Dados - Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v.11, p. 10-80, 1973.

FOGUEL, M. N., GILL, I., MENDONÇA, R., & BARROS, R. P. de. “The public-private wage gap in Brazil”. Revista Brasileira de Economia nº 54, 2000.

FREITAS E BARBOSA (2015) A previdencia social e as distorções na distribuição da renda

PESQUISA & DEBATE, SP, volume 26, número 1(47) pp.173-197, jan-mar 2015

GANDRA, R. M. “O debate sobre a desigualdade de renda no Brasil: da controvérsia dos anos 70 ao pensamento hegemônico nos anos 90”. Texto para Discussão Nº001, 2004.

GIORDANO, R. “The public sector pay gap in a selection of Euro area Countries”. European Central Bank Working Paper Series n. 1406, p. 42, 2011.

HOFFMANN, R. “Desigualdade da distribuição da renda no Brasil: a contribuição de aposentadorias e pensões e de outras parcelas do rendimento domiciliar per capita”. In: Economia e Sociedade, v. 18, n. 1, p. 213-231, 2009.

LANGONI, C. G. “Distribuição da renda e desenvolvimento econômico do Brasil”. FGV Editora, 2005.

LEBOUTTE, C. “A queda recente da desigualdade na distribuição de renda no Brasil: uma análise da importância do Programa Bolsa Família”, 2012.

LERMAN, R.I.; YITZHAKI, S. “Income inequality effects by income source: a new approach and applications to the United States”. In: The Review of Economics and Statistics, p. 151-156, 1985.

LIMA, G. P. P. de; MOREIRA, T. B. S. “Fatores determinantes da desigualdade de renda no Brasil: Uma Análise Empírica”. In: Revista de Desenvolvimento Econômico, v. 16, n. 30, 2015.

LUCIFORA, C.; MEURS, D. The public sector pay gap in France, Great Britain and Italy. Institute for the Study of Labor (IZA), Bonn, Discussion Paper, n. 1.041, 2004.

MACEDO, R. Diferenciais de salários entre empresas privadas e estatais no Brasil. In: Revista Brasileira de Economia, v.3, n. 2, p. 437-448, 1985.

MARCOS, R. P. AZZONI, C. R.; GUILHOTO, J. J. M. “Decomposição da queda na desigualdade de renda no Brasil: Uma análise via Matriz de Contabilidade Social para os anos de 2004 e 2009”, 2014.

MEDEIROS, M.; BRITTO, T.; SOARES, F. “Transferência de renda no Brasil”. In: Novos Estudos - CEBRAP, n. 79, p. 5-21, 2007.

MEDEIROS, M.; SOUZA, P. “Gasto público, tributos e desigualdade de renda no Brasil”, Texto para Discussão n. 1844. Brasília: IPEA, 2013.

MEDEIROS, M.; SOUZA, P. “Previdências dos Trabalhadores dos Setores Público e Privado e Desigualdade no Brasil”. In: Economia Aplicada, v. 18, n. 4, 2014, pp. 603-623, 2014.

MELLY, B. Public-private sector wage differentials in Germany: evidence from quantile regressions. In: Empirical Economics, vol.30, p. 505–520, 2005

MELO, M.R.B.; MONTE, P. A. do. “Rendimentos e Desigualdade de Renda no Brasil: 2004-2012”. In: Revista Econômica, v. 16, n. 1, 2015.

NERI, M. e CAMARGO, J. M. “Distributive Effects of Brazilian Structural Reforms”. Rio de Janeiro, PUC - Departamento de Economia. Texto para Discussão, n° 406, 1999.

PANIZZA, U.; QIANG, C. Z. Public-private wage differential and gender gap in Latin America: spoiled bureaucrats and exploited women? In: The Journal of Socio Economics, v. 34, p. 810-833, 2005.

RAMOS, L. e REIS, J. G. A. "Salário mínimo, distribuição de renda e pobreza no Brasil". In: Pesquisa e Planejamento Econômico, Rio de Janeiro, v. 25, n° 1, pp. 99-114, 1995.

ROCHA, S. “O Declínio Sustentado da Desigualdade de Renda no Brasil entre 1997-2009”. In: Revista Economia. Brasília, v. 13, n. 3a, p. 629 – 645, 2012.

SALDANHA, R.; MAIA, R.; CAMARGO, J. M. Emprego e salário no setor público federal. Texto para Discussão, n. 5. Brasília: Ministério do Trabalho, 1988.

SALM, C. "Sobre a Recente Queda da Desigualdade de Renda no Brasil: Uma Leitura Crítica". In:

BARROS, R., FOGUEL, M. e ULYSSEA, G. (orgs.), Desigualdade de Renda no Brasil: uma Análise da Queda Recente. Rio de Janeiro, IPEA, pp. 279-297, 2007.

SMITH, S. P. Pay differentials between federal government and private sector workers. In: Industrial and Labor Relations Review. n. 29: p. 179-197, 1976.

SMITH, S. P. Government wage differentials. In: Journal of Urban Economics. v. 4: p. 248-271, 1977.

SOARES, S. S. D. Distribuição de renda no Brasil de 1976 a 2004 com ênfase no período entre 2001 e 2004. Texto para Discussão n. 1166. Brasília: IPEA, 2006.

SOUZA, P. H. G. F. de; CARVALHAES, F. A. de O. “Estrutura de classes, educação e queda da desigualdade de renda (2002-2011)”. In: Revista de Ciências Sociais, v. 57, n. 1, p. 101-128, 2014.

SOUZA, P. H. G. F. de; MEDEIROS, M. “Diferencial salarial público-privado e desigualdade de renda per capita no Brasil”. In: Estudos Econômicos (São Paulo), v. 43, n. 1, p. 05-28, 2013.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1414650925857

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.