Entre o humano e o animal – considerações sobre territórios em isolamento

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2595523365885

Palavras-chave:

Performance Animal, Zoobiopolítica, Corpo, Território,

Resumo

Este ensaio aborda as relações espaciais cotidianas a partir dos protocolos de isolamento impostos pela pandemia do vírus COVID-19 ao refletir sobre inversões de perspectiva entre territórios humanos e animais. Observamos como as noções de ocupação, territorialização e transgressão se deram a partir dos corpos de animais “invasores” para questionar como percebemos as justaposições espaciais e territoriais sob uma perspectiva não antropocêntrica? Perguntamos afinal o que o animal desveste em nós e nos revela quando da condição de uma reversão de sentidos sobre o aprisionamento?

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mateus Scota, Universidade do Estado de Santa Catarina

Artista, doutorando em Teorias e Práticas do Teatro pelo Programa de Pós-graduação em Teatro (UDESC/PPGT, SC, Brasil - 2019), mestre em Arte Contemporânea pelo Programa de Pós-graduação em Artes Visuais - PPGART (UFSM/PPGART, RS, Brasil - 2016/2018), graduado como Bacharel em Artes Cênicas - habilitado em Interpretação Teatral pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM, RS, Brasil - 2011/2014), integrante do Grupo de Pesquisa Corpo, Imagem e Imaginação (CNPq, 2014), do Grupo de Pesquisa em Artes: Momentos Específicos (CNPq, 2016) e do Grupo de Pesquisa Intertextos (CNPq, 2020). É pesquisador na área de artes com campo de atuação na intersecção entre artes da cena e artes visuais, desenvolvendo pesquisa em Arte Contemporânea com ênfase na arte da performance e nos estudos humano-animais (atravessamentos, entrecruzamentos, intersecções humano-animal). Site: mateusscota.wordpress.com

Bianca Scliar Cabral Mancini, Universidade do Estado de Santa Catarina

Bianca Scliar é artista multimídia e trabalha com performance e vídeo nas intersecções entre a dança e as artes visuais. Doutora em Artes e Filosofia pela Concordia University (Montreal/Canadá) atua entre a pesquisa e a criação, investigando processos pedagógicos e de composição. Suas principais áreas de interesse são artes performátivas em espaços não convencionais, processos colaborativos, práticas interdisciplinares e objetos coreográficos. É pesquisadora associada ao SenseLab (Instituto Hexagram/ Concordia University), onde atua como membro do conselho editorial do periódico Inflexions- a Journal of Research Creation. É professora de técnicas corporais e danças no Curso de Teatro da UDESC, Universidade Estadual de Santa Catarina e no programa de Pós graduação em Artes Cênicas. Diretora do Lab.Ei, Laboratório de Ensaios e Imprevistos , ajuntamento para a pesquisa-criação que une artistas, filósofos, professores que investigam as intersecções entre a dança site specific e a filosofia, através da produção de eventos híbridos e processos interdisciplinares, unindo teoria e ação e sistematizando processos de improvisação. No LabEi são pesquisadas condições para a improvisação, incluindo práticas e reflexões sobre pedagogias processuais, arte relacional e filosofia do organismo. Interessadas na partilha que não se vê (o intangível-sensível), dedica-se à criar e acolher o imprevisto, em composições ou em práticas de estudo onde Repartir, transduzir o comum, tornar possíveis ocasiões sitiadas a partir de coreografias que são condições permissivas para invocar sintonia de afetos é o centro dos seus estudos e experimentos criativos.

Referências

CALVINO, Ítalo. O castelo dos destinos cruzados. Tradução: Ivo Barroso. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.

DERRIDA, Jacques. O animal que logo sou. Tradução Fábio Landa. São Paulo: Editora UNESP, 2002.

LESTEL, Dominique. A animalidade, o humano e as “comunidades hibridas”. In: Pensar / Escrever o animal: Ensaios de zoopoética e biopolítica. Org. Maria Esther Maciel. Florianópolis: Editora da UFSC, 2011.

ANIMAIS selvagens encorajados se aventuram em cidades fechadas em todo o mundo. The Guardian, 2020. Disponível em: https://www.theguar-dian.com/world/2020/mar/22/animals-cities-coronavirus-lockdowns-deer racco-ons?fbclid=IwAR2IYvYGfmmb85r4ct2GZFiXp0y6WiN_ZfgSKmy1Pv7o1plON1TfsJ8Lbjw. Acesso em: 28 mar. 2020.

BANHA, Ana Tereza. Animais. “Sem presença humana” é natural que procurem as cidades. Jornal I, 2020. Disponível em: https://ionline.sapo.pt/artigo/691455/animais-sem-presenca-humana-e-natural-que-procurem-as-cidades-?seccao=Mundo_i. Acesso em: 07 abr. 2020.

BASQUET, Jérôme. COVID-19: o século XXI começa agora. N-1 Edições, 2020. Disponível em: https://n-1edicoes.org/017?fbclid=IwAR0X7BBFqIFE5VvqvA9eobtoU_lmNmB8S3TnFkM6LUHBhMDWMPHnGmeu1rA. Acesso em: 09 abr. 2020.

BICHOS ganham as ruas durante quarentena humana. BBC News, 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/internacional-52158352 Acesso em: 04 abr. 2020.

COM praias vazias, 97 tartarugas-de-pente nascem em Pernambuco. UOL, 2020. Disponível em: https://bit.ly/3mDRbL1 . Acesso em: 30 mar. 2020.

CORONAVÍRUS: sem turistas, tartarugas retornam em massa para fazer seus ninhos nas costas indianas. Revista Pazes, 2020. Disponível em: https://www.revistapazes.com/coronavirus-sem-turistas-tartarugas-retornam-em-massa-para-fazer-seus-ninhos-nas-costas-indianas/?fbclid=IwAR0zA5TqvlaBHgYaBucCnRGq1AuQcHL2WN_9eXfohahwi2xiM2qDgnG15rU. Acesso em: 02 abr. 2020.

DUTRA, Mari. Animais selvagens ocupam cidades em quarentena pelo mundo. Hypeness, 2020. Disponível em: https://www.hypeness.com.br/2020/03/animais-selvagens-ocupam-cidades-em-quarentena-pelo-mundo/ . Acesso em: 05 abr. 2020.

HATTON, Celia. Coronavírus: elefantes da Tailândia podem morrer de fome com o colapso do turismo. BBC News, 2020. Disponível em: https://www.bbc.com/portuguese/geral-52146638 . Acesso em: 09 abr. 2020.

KVINTA, Paul. A quarentena pode ser boa para os animais – mas não por muito tempo. Go Outside, 2020. Disponível em: https://gooutside.com.br/a-quarentena-pode-ser-boa-para-os-animais-mas-nao-por-muito-tempo/. Acesso em: 03 abr. 2020.

MAAKAROUN, Berta. "O modo de funcionamento da humanidade entrou em crise", opina Ailton Krenak. Estado de Minas, 2020. Disponível em: https://www.em.com.br/app/noticia/pensar/2020/04/03/interna_pensar,1135082/funcionamento-da-humanidade-entrou-em-crise-opina-ailton-krenak.shtml?fbclid=IwAR0XXHXqX-sr8zMx7o7z-Z8rOOCo0r_ehXX0mgpxxqH5NXgUBYF_GrEO8Tw. Acesso em: 06 abr. 2020.

NATUREZA dá sua resposta para os tempos de quarentena. O Povo, 2020. Disponível em: https://www.opovo.com.br/jornal/vidaearte/2020/03/30/natureza-da-sua-resposta-para-os-tempos-de-quarentena.html. Acesso em: 07 abr. 2020.

“NOSSO desrespeito pelos animais causou esta pandemia”, diz primatologistas. ANDA – Agência de Notícias de Direitos Animais, 2020. Disponível em: https://www.anda.jor.br/2020/04/nosso-desrespeito-pelos-animais-causou-esta-pandemia-diz-primatologista/?fbclid=IwAR0ZKv3P5JgachQ-AHebXidzgBYBtcIh0dKrgoAJGHILsyTY30f7skcGLMA. Acesso em: 14 abr. 2020.

ROMANZOTI, Natasha. Cabras da peste: “gangue” de cabras selvagens domina as ruas de uma cidade em quarentena. Hypescience, 2020. Disponível em: https://hypescience.com/gangue-de-cabras-selvagens-domina-as-ruas-de-uma-cidade-em-quarentena/. Acesso em: 02 abr. 2020.

ROMANZOTI, Natasha. Coronavírus: 10 fotos mostrando animais recuperando espaços humanos. Hypescience, 2020. Disponível em: https://hypescience.com/coronavirus-10-incriveis-fotos-mostrando-animais-ocupando-espacos-humanos/. Acessado em: 04 abr. 2020.

SARAIVA, Jacqueline. Coronavírus afasta turistas e grupos de macacos lutam por comida. Metrópoles, 2020. Disponível em: https://www.metropoles.com/mundo/meio-ambiente-mundo/coronavirus-famintas-gangues-de-macacos-brigam-por-comida?fbclid=IwAR3MPgWVm4KfByhAA1CjDgJa_nJEifiqYiSPVk8_qtkyHQfMk5Pu4ZVUpww. Acesso em: 28 mar. 2020.

TAVARES, Gonçalo M. Diário da Peste. O humano é um animal que sabe esperar. Expresso, 2020. Disponível em: https://expresso.pt/opiniao/2020-04-30-Diario-da-Peste.-O-humano-e-um-animal-que-sabe-esperar. Acesso em: 20 mai. 2020.

Downloads

Publicado

2022-03-07 — Atualizado em 2022-03-14

Versões

Como Citar

Scota, M., & Mancini, B. S. C. (2022). Entre o humano e o animal – considerações sobre territórios em isolamento. Contemporânea - Revista Do PPGART/UFSM, 4(7), e9. https://doi.org/10.5902/2595523365885 (Original work published 7º de março de 2022)

Edição

Seção

Artigos