FERTILIZANTE DE LIBERAÇÃO LENTA NO DESENVOLVIMENTO DE MUDAS DE Anadenanthera peregrina (L.) Speg. (ANGICO-VERMELHO) E Schinus terebinthifolius Raddi (AROEIRA-VERMELHA)

Überson Boaretto Rossa, Alessandro Camargo Angelo, Danielle Janaina Westphalen, Fernando Esteban Montero de Oliveira, Frederico Fonseca da Silva, João Célio de Araujo

Resumo



http://dx.doi.org/10.5902/1980509820582

Com o objetivo de avaliar o desenvolvimento de duas espécies arbóreas nativas - Anadenanthera peregrina (angico-vermelho) e Schinus terebinthifolius (aroeira-vermelha) - submetidas a doses de fertilizante de liberação lenta na formulação 13-06-16, conduziu-se um experimento em viveiro utilizando uma mistura de matérias-primas com composto orgânico, vermiculita e Plantmax® para compor substrato base. O experimento foi conduzido no delineamento experimental inteiramente casualizado com seis tratamentos em quatro repetições. Os tratamentos foram: T1–0 kg (testemunha); T2–2 kg; T3–4 kg; T4–6 kg; T5–8 kg e T6–10 kg de fertilizante de liberação lenta por metro cúbico de substrato base. Avaliou-se aos 189 dias após a semeadura a altura total, diâmetro do colo, biomassa fresca da parte aérea, biomassa seca da parte aérea, biomassa seca da raiz, biomassa seca total, relação entre altura e diâmetro do colo e o índice de qualidade de Dickson. Os resultados evidenciam que a aplicação de fertilizante de liberação lenta leva a ganhos significativos de crescimento em ambas as espécies, sendo as melhores doses 6,68 a 5,54 kg m-3 para a espécie Anadenanthera peregrina, e 8,38 a 14,42 kg m-3 para Schinus terebinthifolius.

 


Palavras-chave


viveiro; substrato florestal; fertilização de mudas; qualidade de mudas.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, S.L. et al. Crescimento de mudas de Jacaranda puberula Cham. em viveiro submetidas a diferentes níveis de luminosidade. Ciência Florestal, Santa Maria, v.15, n.3, p.323-329, 2005

AUBERT, E.; OLIVEIRA-FILHO, A.T. Análise multivariada da estrutura fitossociológica do sub-bosque de plantios experimentais de Eucalyptus spp. e Pinus spp. em Lavras. Revista Árvore, Viçosa, v. 18, n.3, p.194-214, 1994.

BARBIZAN, E.L. et al. Produção de mudas de cafeeiro em tubetes associada a diferentes formas de aplicação de fertilizantes. Ciência agrotécnica, Lavras edição Especial, p. 1471-1480, dezembro, 2002.

BENNETT, E. Slow-release fertilizers. Virginia Gardener Newsletter, Blacksburg, v. 11, n. 4., 1996. Disponível em: . Acesso em 27-04-2009.

BINOTTO, A.F. Relação entre variáveis de crescimento e o índice de qualidade de Dickson em mudas de Eucalyptus grandis W. Hill ex Maid e Pinus elliottii var. elliottii – Engelm. 2007. 53 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, RS, 2007.

BOCKMAN, O. C.; OLFS, H. W. Fertilizers, agronomy and N2O. Nutrient Cycling in Agroecosystems, Dordretcht, v.52, n.2/3, p.165-170, 1998.

BRACHTVOGEL, E.L. et al. Efeitos do uso de um fertilizante de lenta disponibilidade e do volume do recipiente na formação de mudas de Peltophorum dubium. Scientia Agraria Paranaensis, Marechal Cândido Rondon, v.5, n.1, p. 67-71, 2006.

BRONDANI, G.E. et al. Fertilização de Liberação Controlada no Crescimento Inicial de Angico-branco. Scientia Agraria, Curitiba, v.9, n.2, p. 167-176, 2008.

CALDEIRA, M.V.W. et al. Composto orgânico na produção de mudas de aroeira-vermelha. Scientia Agraria, v. 9, n. 1, p. 27-33, 2008.

CARNEIRO, J.G. de A.; Produção e qualidade de mudas florestais. Curitiba: UFPR/FUPEF; Campos: UENF, 1995. 451 p, p.57 – 92.

CARVALHO, P.E.R. Espécies Arbóreas Brasileiras. Brasília: Embrapa Informação Tecnológica; Colombo, PR: Embrapa Florestas, 1 v., 2003. 1039 p.

CECONI, D.E. et al. Exigência nutricional de mudas de erva-mate (Ilex paraguariensis A. St.-Hil.) à adubação fosfatada. Revista Ciência Florestal, Santa Maria, v.17, n.1, p.25-32, 2007.

CSIZINSZKY, A.A. Yield response of ell epper and tomato to controlled-release fertilizers on sand. Journal of plant nutrition, v. 17, n. 9, p. 1535-1549, 1994.

DICKSON, A.; LEAF, A.L.; HOSNER, J.F. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forest Chronicle, v. 36, p.10-13, 1960.

FONSECA, E.P. Padrão de qualidade de mudas de Trema micrantha (L.) Blume., Cedrela fissilis Vell. E Aspidosperma polyneuron Müll. Arg. produzidas sob diferentes períodos de sombreamento. 2000. 113f. Tese (Doutorado em Ciências Agrárias) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Jaboticabal, SP, 2000.

FONSECA, E.P. et al. Padrão de qualidade de mudas de Trema micrantha (L.) Blume., Produzidas sob diferentes períodos de sombreamento. Revista Árvore. Viçosa – MG, v. 26, n. 4, p.515 – 523, 2002.

GOMES, J.M.; PAIVA, H.N. Viveiros florestais – propagação sexuada. 3. ed. Viçosa: UFV, 2004. 116 p.

HEFNER S.G.; TRACY P. W.; The effect of nitrogen quantity and application timing on furrow-irrigated rice. Journal of production agriculture, v. 4, n. 4, p. 541-546, 1991.

JOSE, A.C.; DAVIDE, A.C.; OLIVEIRA, S.L. Efeito do volume do tubete, tipo e dosagem de adubo na produção de mudas de aroeira (Schinus terebenthifolia RADDI). Agrarian, v.2, n.3, p.73-86, jan./mar.2009.

JOSE, A.C.; DAVIDE, A.C.; OLIVEIRA, S.L. Produção de mudas de aroeira Schinus terebinthifolia Raddi para recuperação de áreas degradadas pela mineração de bauxita. Cerne, vol.11, n.2, p.187-203, 2005.

LANG, A. Efeitos da aplicação de fertilizante de liberação lenta no estabelecimento de mudas de ipê roxo e angico branco em área de domínio ciliar. 1998. 70 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Universidade Estadual do Oeste do Paraná – UNIOESTE, Marechal Cândido Rondon, PR, 1998.

VON LISINGEN, L. et al. Composição florística do Parque Estadual do Cerrado de Jaguariaíva, Paraná, Brasil. Acta Biológica Paranaense, Curitiba, 35 (3-4): p. 197-232, 2006.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Nova Odessa: Plantarum, v. 2, 1992. 352p.

LORENZI, H. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. 2 ed. Nova Odessa, São Paulo: Plantarum, v. 2, 1998. 352p.

MARANA, J.P. et al. Índices de qualidade e crescimento de mudas de café produzidas em tubetes. Ciência Rural, Santa Maria, v. 38, n.1, p. 39-45, jan-fev, 2008.

MARQUES, V.B. Efeito de fontes e doses de nitrogênio sobre o crescimento de angico-vermelho (Anadenanthera macrocarpa (Benth.) Brenan), Jacarandá-da-Bahia (Dalbergia nigra (Vell.) Fr. All. ex Benth.) e sabiá (Mimosa caesalpiniaefolia Benth.). 2004. 97 p. Dissertação (Mestrado em Ciência Florestal). Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, MG, 2004.

MEDEIROS, A.C.S.; ZANON, A. Conservação de sementes de aroeira-vermelha (Schinus terebenthifolius Raddi). Boletim de Pesquisa Florestal, Colombo, n.36, p.11-20, jan./jun. 1998.

MELO, B.; MENDES, A.N.G.; GUIMARAES, P.T.G. Doses crescentes de fertilizantes de liberação gradual na produção de mudas de cafeeiro (Coffea arabica L.). Bioscience J., Uberlândia, v. 17, n. 1, p. 97-113, junho 2001.

MORAES NETO, S.P. et al. Fertilização de mudas de espécies arbóreas nativas e exóticas. Revista Árvore, v. 27, n. 2, p. 129 – 137, Viçosa, MG, 2003a.

MORAES NETO, S.P. et al. Produção de mudas de espécies arbóreas nativas com combinações de adubos de liberação controlada e prontamente solúveis. Revista Árvore, Viçosa, v. 27, n. 6, p. 779-789, 2003b.

NASCIMENTO, A.R.T.; FELFILI, J.M; MEIRELLES, E.M. Florística e estrutura da comunidade arbórea de um remanescente de Floresta Estacional Decidual de encosta, Monte Alegre. Acta Botanica brasileira, 18(3): 659-669, 2004.

PEZZUTTI, R.V; SCHUMACHER, M.V; HOPPE, J.M. Crescimento de mudas de Eucalyptus globulus em resposta à fertilização NPK. Ciência Florestal, v.9, n.2, p.117-125, 1999.

RODERJAN, C.V. et al. As unidades fitogeográficas do estado do Paraná. CiênciaeAmbiente, Santa Maria, n. 24, p. 75-92, jan/jun 2002.

SCIVITTARO, W.B.; OLIVEIRA, R.P.; RADMANN, E.B. Doses de fertilizante de liberação lenta na formação do porta-enxerto ‘Trifoliata’. Revista Brasileira de Fruticultura, Jaboticabal, v. 26, n. 3, p. 520-523, 2004.

SGARBI, F. et al. Influência da aplicação de fertilizante de liberação controlada na produção de mudas de um clone de Eucalyptus urophylla. In: SIMPÓSIO SOBRE FERTILIZAÇÃO E NUTRIÇÃO FLORESTAL, 1999, Piracicaba. Anais. Piracicaba: IPEF, 4p.

SHAVIV, A. Preparation methods and release mechanisms of controlled release fertilizers: agronomic efficiency and environmental significancy. Proc. Int. Fertil. Soc., York, UK, n.41, p.1-35, 1999.

SHAVIV, A.; SMADAR, R.; ZAIDEL, E. Model of diffusion release from polymer coated granular fertilizers. Environmental Science and Technology 37, 2251-2256. 2003.

SHOJI, S. Innovative use of controlled availability fertilizers with high performance for intensive agriculture and environmental conservation. Science in China Ser. C. Life Sciences 48, 912-920. 2005.

ZHANG, M. Effect of coated controlled-release fertilizer on yield increase and environmental significance. (Chinese) Ecology and Environment. 2007.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509820582

Licença Creative Commons