Breve panorama da divulgação científica brasileira no YouTube e nos podcasts

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2316882X63121

Palavras-chave:

Divulgação científica, Podcast, YouTube, Internet

Resumo

A partir da análise do contexto histórico da ciência no país, essa pesquisa exploratória quali-quantitativa investiga o panorama de iniciativas de divulgação científica no YouTube e nos podcasts. Os métodos empregados foram a pesquisa bibliográfica e análise documental, com dados sistematizados no software Tableu Public. Foi constatado que os canais com maior número de visualizações e inscritos se dedicam à divulgação científica de temas gerais e de interesse multidisciplinar. Os canais institucionais, por sua vez, são os que mais publicam vídeos. Também foi constatado um movimento de profissionalização dos podcasts, pois a maioria possui site, descrição e está ancorado em uma plataforma de distribuição. Enquanto no YouTube a maioria dos divulgadores são homens do Sudeste, os podcasts têm mais diversidade.

Biografia do Autor

André Azevedo da Fonseca, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR

Professor adjunto no Centro de Educação, Comunicação e Artes (CECA) da Universidade Estadual de Londrina (UEL). Doutor em História (Unesp) com pós-doutorado no Programa Avançado de Cultura Contemporânea (UFRJ).

Leonardo Mendes Bueno, Universidade Estadual de Londrina, Londrina, PR

Estudante de Jornalismo na Universidade Estadual de Londrina. Bolsista de Iniciação Científica (CNPq).

Referências

ARANHA, Carolina Pereira et al. O YouTube como Ferramenta Educativa para o ensino de ciências. Olhares & Trilhas, v. 21, n. 1, p. 10-25, 2019.

CARVALHO Mariela Costa. Divulgação científica no Youtube: narrativa e cultura participativa nos canais Nerdologia e Peixe Babel. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 39. 2016, São Paulo. Anais... São Paulo: Intercom, 2016. p.1-12. Disponível em: https://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-2014-1.pdf. Acesso em: 4 set. 2020.

FONSECA, André Azevedo da. Do horror tecnocrático ao encanto da máquina: imagens e mitos do fascínio tecnológico. Eikon: Journal on Semiotics and Culture, Covilhã, v. 1, n. 6, p.7-16, dez. 2019a. Disponível em: http://ojs.labcom-ifp.ubi.pt/index.php/eikon/article/view/710. Acesso em: 31 jan. 2020.

____________________. Não são os professores que estão doutrinando jovens. São os gurus de redes sociais. Observatório da Imprensa. São Paulo, n. 1032. 5 fev. 2019b. Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/dilemas-contemporaneos/nao-sao-os-professores-que-estao-doutrinando-jovens-sao-os-gurus-de-redes-sociais. Acesso em 31 jan. 2020.

____________________. Youtubers já são mais influentes do que jornalistas. Observatório da Imprensa. São Paulo, n. 1033, 16 abr. 2019c. Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/internet/youtubers-ja-sao-mais-influentes-do-que-jornalistas. Acesso em: 31 jan. 2020.

____________________. Comunicação das universidades ainda despreza interesse público. Observatório da Imprensa. São Paulo, n.1042, 18 jun. 2019d. Disponível em: http://observatoriodaimprensa.com.br/ciencia/comunicacao-das-universidades-ainda-despreza-interesse-publico. Acesso em: 31 jan. 2020.

GUMS, Elyson; IOSCOTE, Fabia; SPENASSATTO, Gabriel; JOHN, Valquiria Michela. Pesquisa exploratória de podcasts brasileiros voltados à Divulgação Científica. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO SUL, 20. 2019, Porto Alegre. Anais... Porto Alegre: Intercom, 2019. p.1-14. Disponível em: https://portalintercom.org.br/anais/sul2019/resumos/R65-1708-1.pdf. Acesso em: 04 set. 2020.

BOTTENTUIT JUNIOR, J. B.; Coutinho, C. P. Podcast em Educação: um contributo para o estado da arte. In. CONGRESSO INTERNACIONAL GALEGO PORTUGUÊS DE PSICOPEDAGOGIA, 9. 2007, Coruña. Actas... Coruña: 2007b, p.837-846. Disponível em: https://repositorium.sdum.uminho.pt/bitstream/1822/7094/1/pod.pdf. Acesso em: 04 set. 2020.

LIMA, Telma Cristiane Sasso de; MIOTO, Regina Célia Tamaso. Procedimentos metodológicos na construção do conhecimento científico: a pesquisa bibliográfica. Revista Katálysis, v. 10, n. SPE, p. 37-45, 2007.

LUIZ, Lúcio; ASSIS, Pablo de. O Podcast no Brasil e no Mundo: um caminho para a distribuição de mídias digitais. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 33. 2010, Caxias do Sul. Anais... São Paulo: Intercom, 2010. p.1-15. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2010/resumos/R5-0302-1.pdf. Acesso em: 04 set. 2020.

MASSARANI, Luisa; MOREIRA, Ildeu de Castro. Science communication in Brazil: A historical review and considerations about the current situation. Anais da Academia Brasileira de Ciências, v. 88, n. 3, p. 1577-1595, 2016.

MENDES, Lênio Bronzeado. Contribuições da linguagem radiofônica em podcast de divulgação científica: o caso do programa "Oxigênio". 2019. 1 recurso online (149 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.

MORAIS, J. I. de; ABONIZIO, H. Q.; TAVARES, G. M.; FONSECA, A. A. da; BARBON JUNIOR, S. Deciding among fake, satirical, objective and legitimate news: a multi-label classification system. In: BRAZILIAN SYMPOSIUM ON INFORMATION SYSTEMS, 15, 2019, Aracaju. Proceedings of the XV Brazilian Symposium on Information Systems. Porto Alegre: Sbc, 2019. p. 1-8.

MOREIRA, I. C.; MASSARANI, L. Aspectos históricos da Divulgação Científica no Brasil. In: MASSARANI, L.; MOREIRA, I. C.; BRITO, F. Ciência e Público. Caminhos da Divulgação Científica no Brasil. Rio de Janeiro, Casa da Ciência/UFRJ: Editora UFRJ, 2002. p. 43-64.

RAMOS, Vanessa Likoski. YouTube e a disseminação de conteúdo científico na Internet: perspectivas sobre critérios de qualidade em vlogs. Porto Alegre, 2017.

REALE, Manuella Vieira; MARTYNIUK, Valdenise Leziér. Divulgação Científica no Youtube: a construção de sentido de pesquisadores nerds comunicando ciência. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO, 39. 2016, São Paulo. Anais... São Paulo: Intercom, 2016. p. 1-15. Disponível em: https://portalintercom.org.br/anais/nacional2016/resumos/R11-0897-1.pdf. Acesso em: 04 set. 2020.

REALE, Manuella Vieira. O sabor do saber: divulgação científica em interação no YouTube. 2018. 165 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação e Semiótica) - Programa de Estudos Pós-Graduados em Comunicação e Semiótica, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo, 2018.

RIEDER, Bernhard. YouTube Data Tools (Version 1.11) [Software]. Disponível em: https://tools.digitalmethods.net/netvizz/youtube/. Acesso em: 18 ago. 2020.

SILVA, A. C. P.; NASCIMENTO, F. C.; FONSECA, A. A. da; RODRIGUES, I. A História no Youtube: democratização, vulgarização e falsos problemas para o conhecimento histórico. Outras Fronteiras: revista discente do programa de pós-graduação em história da UFMT. Cuiabá, v.5, n. 2, p.143-158, 2019. Disponível em: http://ppghis.com/outrasfronteiras/index.php/outrasfronteiras/article/view/339. Acesso em 31 jan. 2020.

VELHO, Raphaela Martins Guedes de Azevedo. O papel dos vídeos de ciência na divulgação científica: o caso do projeto ScienceVlogs Brasil. 2019. 1 recurso online (174 p.). Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Campinas, SP.

VOGT, Carlos. A espiral da cultura científica. Revista ComCiência, v. 45, 2003. Disponível em: http://www.comciencia.br/dossies-1-72/reportagens/cultura/cultura01.shtml. Acesso em: 23 mar. 2020.

Downloads

Publicado

2021-10-29

Como Citar

Fonseca, A. A. da, & Mendes Bueno, L. (2021). Breve panorama da divulgação científica brasileira no YouTube e nos podcasts. Cadernos De Comunicação, 25(2). https://doi.org/10.5902/2316882X63121

Edição

Seção

Artigos