Uma análise cultural da geofagia haitiana; a desconstrução do “biscoito de barro” da imprensa brasileira

Jhon Kelly Monacé, Temis Gomes Parente, Antonio José Pedroso Neto

Resumo


O artigo apresenta duas representações da geofagia no Haiti. Uma que a imprensa criou e divulgou; o “biscoito de barro” para saciar a fome. Assim, ela se referiu ao e ao seu consumo, de modo equivocado e sensacionalista. Em contraponto, o artigo apresenta análises de entrevistas com geófagos locais. Elas revelaram que os comedores de apreciam seu gosto, têm crenças em suas virtudes medicinais e aprendem este hábito alimentar do mesmo modo que outros hábitos.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2316882X34525

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Universidade Federal de Santa Maria - UFSM

Programa de Pós-Graduação em Comunicação

Departamento de Ciências da Comunicação

Cadernos de Comunicação

Av. Roraima, 1000 - Camobi  - Santa Maria - RS

Prédio 21, sala 5129 - Laboratório PUBLICA.

E-mail: cadernos@ufsm.br

ISSN Impresso: 1677-9061

ISSN Eletrônico: 2316-882X

Classificação Qualis-CAPES 2013-2016:

B4 - Comunicação e Informação

B2 - Linguística e Literatura

B2 - Educação

B2 - Planejamento Urbano e Regional / Demografia

B4 - Adminitração Pública de Empresas, Ciências Contáveis e Turismo

B4 - Direito

B4 - Sociologia

B4 - Ensino

B4 - Interdisciplinar

B5 - Geografia

Indexados em: Redib; Latindex; DOAJ; Sumários.org; Portcom;

e Diadorim;

DOI: HTTP://dx.doi.org/10.5902/

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.