O discurso organizacional sobre comunicação face a face e o silenciamento corporativo

Ana Maria Dantas de Maio

Resumo


Este artigo propõe um olhar crítico para o discurso sobre a comunicação face a face e busca desvendar o uso que se faz de suas propriedades positivas para sustentar interesses organizacionais. Com suporte teórico-metodológico da análise de discurso da escola francesa, o objetivo é avaliar a apropriação das vantagens dessa modalidade de comunicação por parte das organizações. A corporação em análise é a norte-americana Yahoo, que em 2013 proibiu a prática do home-office, procurando estimular a convivência face a face entre seus empregados. O discurso organizacional é estudado em sintonia com o discurso jornalístico que divulgou a informação. Além dos gêneros discursivos, o trabalho avalia os silenciamentos da mídia e da organização.

Palavras-chave


Comunicação face a face; comunicação organizacional; Yahoo

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2175497728369 ';





 

Apoio

Universidade Federal de Santa Maria

Programa de Pós-graduação em Comunicação

Animus recebe apoio financeiro do edital

PRÓ-REVISTAS 2017 nº 11/2017

 

ANIMUS - Revista Interamericana de Comunicação Midiática

e-mail: revistaanimus@ufsm.br

Classificação Qualis-CAPES: A3

Temática classificada CNPQ: Comunicação: 6.09.00.00-8

DOI: 10.5902/21754977

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.


Indexada em:

Compartilhe Revista Animus