Na trilha do Monde Diplomatique: uma internacionalização da imprensa à francesa

Juliana Sayuri Ogassawara

Resumo


Ancorado na história dos intelectuais, na história política e na história do tempo presente, este artigo aborda o processo de internacionalização do periódico francês Le Monde Diplomatique, destacando como seus jornalistas e intelectuais contribuíram para a consolidação da linha editorial da publicação. Fundado em 1954, em Paris, por Hubert Beuve-Méry, Le Monde Diplomatique teve suas ideias alastradas por diversos países – em fevereiro de 2013, o magazine tinha mais de 40 edições internacionais, entre versões impressas e estritamente eletrônicas, considerado um fenômeno único na imprensa internacional. Ao longo de sua trajetória, Le Monde Diplomatique teve sua linha editorial historicamente marcada por diretrizes politizadas, declaradamente antiimperialistas e antineoliberais.


Palavras-chave


le monde diplomatique; imprensa; intelectuais

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2175497718268 ';



 

Apoio

Universidade Federal de Santa Maria

Programa de Pós-graduação em Comunicação

Animus recebe apoio financeiro do edital

PRÓ-REVISTAS 2017 nº 11/2017

 

ANIMUS - Revista Interamericana de Comunicação Midiática

e-mail: revistaanimus@ufsm.br

Classificação Qualis-CAPES 2015: B1

Temática classificada CNPQ: Comunicação: 6.09.00.00-8

DOI: 10.5902/21754977

Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 


Indexada em:

Compartilhe Revista Animus