Ética, comunicação em contextos organizacionais e a defesa do consumo consciente.

Luiz Peres-Neto

Resumo


Este artigo propõe uma reflexão acerca das construções discursivas enunciadas por organizações e consumidores acerca da noção de consumo consciente. Partimos do debate sobre ética, comunicação organizacional e consumo para analisar a polissemia que permeia as definições sobre o que seriam as práticas de consumo consciente. A partir deste quadro teórico realizamos um estudo empírico no qual analisamos discursos de quatro empresas e de 10 consumidores entrevistados. Além de sinalizar algumas das premissas éticas implicadas nos discursos sobre o consumo consciente, verificamos como estas se convertem em um importante valor para a comunicação organizacional enquanto se atribui aos sujeitos/consumidores a principal “responsabilidade moral” pelas práticas de consumo que melhoram o bem estar geral.

http://dx.doi.org/10.5902/2175497710722


Palavras-chave


Ética; comunicação organizacional; consumo consciente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2175497710722 ';





 

Apoio

Universidade Federal de Santa Maria

Programa de Pós-graduação em Comunicação

Animus recebe apoio financeiro do edital

PRÓ-REVISTAS 2017 nº 11/2017

 

ANIMUS - Revista Interamericana de Comunicação Midiática

e-mail: revistaanimus@ufsm.br

Classificação Qualis-CAPES: A3

Temática classificada CNPQ: Comunicação: 6.09.00.00-8

DOI: 10.5902/21754977

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.


Indexada em:

Compartilhe Revista Animus