A TRAJETÓRIA DE EXÍLIO DE LUISA CARNÉS

Ana Paula Cabrera

Resumo


Neste trabalho apresentamos parte da tradução da obra inédita no Brasil de uma das escritoras espanholas esquecidas pela história – Luisa Carnés (Madrid,1905- México,1964). Considerada uma de “las sinsombrero” da chamada “Generación de las Modernas”, Luisa Carnés é parte de uma geração de grandes mulheres que protagonizaram a imagem do século XX espanhol. Um dos objetivos é criar um método de tradução para a obra de Luisa Carnés que privilegie a trajetória de exílio que a obra propõe. Para tanto, pretendemos apresentar de partes das obras:  De Barcelona a la Bretaña francesa (1939); El eslabón perdido (1957), que permaneceram nas sombras por quase cinquenta anos. Um resgate em forma de testemunho que analisa as dificuldades dos intelectuais no exílio mexicano. A justificativa de tal recorte baseia-se na importância de tornar conhecida a literatura de exílio espanhol de 1939, uma vez que o seu desconhecimento limita a compreensão de todo um período. Traduzir a obra de autores exilados constitui uma tarefa imprescindível que pode ajudar a delinear uma parte da literatura do século XX. Para esta pesquisa nossa proposta é trabalhar com teóricos como: Antonio Plaza Plaza, Seligamn-Silva, Iliana Olmedo.


Palavras-chave


Exílio Espanhol. Geração de 1939. Luisa Carnés.

Texto completo:

PDF

Referências


CARNÉS, Luisa. El eslabón perdido. (Biblioteca del Exilio. ed. Antonio Plaza) Sevilla: Renacimiento, 2002.

_____________. De Barcelona a la Bretaña francesa. (Biblioteca del Exilio). Renacimiento: Sevilla, 2014.

OLMEDO, Iliana. Itinerários de exilio. Sevillha: Editorial Renascimento, 2014.

PLAZA, Antonio Plaza. Carnés Caballero, Luisa, en Manuel Aznar Soler y José Ramón López García, eds., Diccionario biobibliográfico de los escritores, editoriales y revistas del exilio. vol.1, 1939, Renascimiento (Biblioteca del Exilio), Sevilla, 2017.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. Globalização, tradução e memória. In: Cadernos de Tradução: Florianópolis, EDUFSC/Núcleo de Tradução, vol. 04, 1996, p.151-166.

_______________. Narrar o trauma: A questão dos Testemunhos de catástrofes históricas. PSIC. CLIN, Rio de Janeiro, vol.20, n.1, 2008, p. 65-82.

SOMMER, Doris. Not just a Personal History: Women’s Testimonies and Plural Self. Bella Brodzki and Celeste Schenk, eds.: Ithaca, Cornell University Preess, 1988.




DOI: https://doi.org/10.5902/1516849239074

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores da revista L&C:

                                                                                          


Órgãos aos quais a revista L&C pertence:

 

                              

 

E-ISSN 2674-6921. Revista Qualis B3, área de Letras e Linguística, Classificações de Periódicos Quadriênio 2017-2020 (CAPES).