No meio dos escombros, a memória. Shoah e o trauma na Queda

Jehnifer Penning, Helano Jader Cavalcante Ribeiro

Resumo


A literatura e a história possuem muitas afinidades. Por ambas serem constituídas como narrativas, possuem a arte de contar histórias. Em vista disso, com este trabalho, almeja-se defender que é igualmente possível estudar e refletir acerca de algum fato histórico através do gênero literário como se fossem duas margens que se tocam e se mesclam. Assim, elenca-se como objeto de estudo o romance publicado em 2011, de autoria de Michel Laub, intitulado Diário da Queda. A obra em questão traz os conflitos dos personagens e sua relação com o trauma e a memória, em consequência das exposições ao choque vivido pelos personagens na Segunda Guerra. A proposta da pesquisa é refletir sobre esse período, cujas ruínas ainda pulsam no tempo-de-aqui-agora. Finalmente, tenciona-se responder a esses questionamentos no decorrer desta pesquisa, sobretudo, com base nas teorias de Gagnebin (2009), Arendt (2012) e Adorno (1995). Conclui-se, através das discussões apresentadas, que existe a necessidade de discutir a Shoah no Brasil, uma vez que essa atrocidade aparece como mancha à história de todo ocidente e também porque no pós-guerra muitos imigrantes judeus vieram reconstituir suas vidas em território brasileiro, havendo, assim, a precisão de discutir seus passados e criar vínculos entre o ontem e o hoje.


Palavras-chave


Segunda Guerra; Literatura de Testemunho; Memória

Texto completo:

PDF 67-78

Referências


ADORNO, Theodor. Educação e Emancipação. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra [recurso eletrônico], 1995.

AMARAL, Jorge Fernando Barbosa do. A memória conflituosa em “Diário da Queda”. LING. – Est. e Pesq. Catalão-GO, vol. 18, n. 1, p. 79-88, jan./jun. 2014.

ARENDT, Hannah. Origens do Totalitarismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2012.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. (Obras Escolhidas v. 1) – 8ª ed. revista – São Paulo: Brasiliense, 2012.

DUFOURMANTELLE, Anne. Anne Dufourmantelle convida Jacques Derrida a falar Da Hospitalidade. / Jacques Derrida [Entrevistado]; Anne Dufourmantelle. Trad. de Antonio Romane. São Paulo: Escuta, 2003.

DUNKER, Christian Ingo Lenz. Estrutura e personalidade da neurose: a metapsicologia do sintoma à narrativa do sofrimento. Instituto de Psicologia da USP. São Paulo, v. 25, n. 1. p. 77-96, 2014.

GAGNEBIN, Jeanne Marie. Lembrar, escrever, esquecer. São Paulo: Editora 34, 2009.

HEINEBERG, Ilana. Dois olhares sobre a Shoah na literatura brasileira: uma leitura dos contos “O Retrato”, de Jacó Guinsburg, e “Na minha cabeça suja, o Holocausto”,

de Moacyr Scliar. WebMosaica. Revista do Instituto Cultural Judaico Marc Chagall. Porto Alegre/RS – vol. 3, n. 2, jul/dez, 2011.

LAUB, Michel. Diário da Queda. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

MENDA, Leniza Kautz. Diário da Queda: a força da transmissão entre gerações e a transgeracionalidade. WebMosaica. Revista do Instituto Cultural Judaico Marc Chagall. Porto Alegre/RS – vol. 5, n. 2, p. 20-30, jul./dez., 2013.

PARADISO, Silvio Ruiz. Identidade pós-moderna judaica na literatura de Holocausto. Uma análise em Moacyr Scliar. In: VI ENCONTRO INTERNACIONAL DE PRODUÇÃO CIENTÍFICA CESUMAR, 2009, Paraná, Anais. Paraná, VI EPCC, 2009.

SELIGMANN-SILVA, Márcio. A história como trauma. In: Arthur Nestrovski, Márcio Seligmann-Silva (Orgs.) Catástrofe e representação: ensaios. São Paulo: Escuta, 2000. p. 73-98.

TAVARES, GONÇALO. Uma menina está perdida no seu século à procura do pai. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

WALDMAN, Berta. Entre a lembrança e o esquecimento: a Shoá na literatura brasileira. Arquivo Maaravi – Revista Digital de Estudos Judaicos da UFMG. Belo Horizonte/MG, v. 9, n. 17. 2015.




DOI: https://doi.org/10.5902/1679849X63295

 

CONTATO:

E-mail: revista.la.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Prédio 16 - Centro de Educação - PPG Letras
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8477

Link: https://periodicos.ufsm.br/LA


ISSN: 1679-849X

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1679849X

Qualis/Capes: Linguística e Literatura B2


Periodicidade – Semestral

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.

 

     

https://mjl.clarivate.com:/search-results?issn=1679-849X&hide_exact_match_fl=true&utm_source=mjl&utm_medium=share-by-link&utm_campaign=search-results-share-this-journal

Resultado de imagem para DOAJ

https://doaj.org/toc/1679-849X

https://www.latindex.org/latindex/ficha?folio=19485

http://diadorim.ibict.br/handle/1/1018

 

 

http://oaji.net/journal-detail.html?number=6577

http://ezb.uni-regensburg.de/searchres.phtml?bibid=AAAAA&colors=7&lang=de&jq_type1=QS&jq_term1=Literatura+e+Autoritarismo

 

https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=491293

BASE Logo

https://www.base-search.net/

http://journalseeker.researchbib.com/view/issn/1679-849X

https://www.worldcat.org/title/literatura-e-autoritarismo/oclc/1002237522&referer=brief_results

https://scholar.google.com.br/citations?user=cnXbenUAAAAJ&hl=pt-BR

 

https://www.tib.eu/en/search/id/TIBKAT%3A894744321/Literatura-e-autoritarismo/

https://portal.issn.org/resource/ISSN/1679-849X

 

http://www.i2or.com/8.html (Nr. 763)

https://index.pkp.sfu.ca/index.php/browse/index/2374

http://miar.ub.edu/issn/1679-849X

https://clasificacioncirc.es/resultados_busqueda?_pag=1&_busqueda2=Literatura%20e%20Autoritarismo

https://reseau-mirabel.info/revue/6394/Literatura_e_autoritarismo

 

https://www.sumarios.org/revista/literatura-e-autoritarismo