A construção midiática do “eldorado” lusitano a partir dos novos fluxos migratórios de brasileiros para Portugal

Elaine Javorski Souza, Juliana Chatti Iorio

Resumo


As ligações históricas entre Brasil e Portugal ajudaram a traçar uma rota migratória entre os dois países com distintas direções ao longo da história. O interesse dos brasileiros pelo país europeu teve início no final dos anos 1980 com um movimento limitado de contracorrente que ganhou um fluxo significativo na década seguinte e início do século XXI. Na última década, mais especificamente após a crise político-económica brasileira desencadeada ao partir do impeachment da ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, em 2016, percebe-se um novo fluxo de brasileiros para Portugal. É no sentido de compreender como são construídas as notícias sobre essa nova fase migratória que esse artigo se apresenta. Foram analisadas 13 matérias jornalísticas publicadas em sites dos jornais de referência de ambos os países, Diário de Notícias (Portugal) e Folha de São Paulo (Brasil), no ano de 2017, selecionadas por mecanismos de busca. A base teórico-metodológica situa-se no contexto da Análise Crítica do Discurso (ACD), formulada por Teun Adrianus van Dijk. A revisão bibliográfica versa sobre a evolução das teorias das migrações, bem como as alterações nos fluxos e representação midiática da imigração brasileira em Portugal, de forma a contextualizar os conceitos que constituem a base desse estudo.


Palavras-chave


Construção midiática; Análise crítica do discurso; Migrações contemporâneas; Brasil; Portugal

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, R. L. S. Associativismo, Capital Social e Mobilidade: Contributos para o estudo da participação associativa de descendentes de imigrantes africanos lusófonos em Portugal. 2008. 581 p. Dissertação (Doutorado em Sociologia) Universidade Aberta, Especialidade de Sociologia das Migrações, Lisboa, 2008.

AMARAL, I. Redes sociais na internet: sociabilidades emergentes. Covilhã: LabCom, 2016.

BAÑÓN, A. H. Discurso e Inmigración: propuesta para el debate de un análisis social. Murcia: Universidad de Murcia, 2003.

BASTOS, C. Trânsitos Atlânticos sem Caravelas ou Bússolas. In: Encontro Ciência 2017, Centro de Congressos de Lisboa, Portugal, 3 a 5 de julho de 2017.

CARVALHO, M. D. A construção da imagem dos imigrantes e das minorias étnicas pela imprensa portuguesa: uma análise comparativa de dois jornais diários. Dissertação (Mestrado em Comunicação, Cultura e Tecnologias da Informação). Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa, Lisboa, 2007.

CASTELO, C. O modo português de estar no mundo. O luso-tropicalismo e a ideologia colonial portuguesa (1933-1961). Porto: Edições Afrontamento, 1998.

CHATTI-IORIO, J. La movilidad internacional de los estudiantes de educación superior brasileños para Portugal. Ra Ximhai, v.10, n.1, p. 213-235, 2014.

CUNHA, I. F. Mundos imaginados: as brasileiras e os media em Portugal. In: XXVIII Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, Rio de Janeiro, Brasil, 5 a 9 de Setembro de 2005.

DE FARIA, L. S. P. A emigração e a auto-estima do brasileiro: um olhar através das revistas Veja e Istoé. Think, Porto Alegre, v.4, n. 2, p. 18-28, 2006.

FAIST, T. The crucial mesolevel. In: MARTINELLO, M.; RATH, J. (org.) Selected studies in international migration and immigrant incorporation. Amsterdam: Amsterdam University Press, 2013, p. 59-90.

GIDDENS, A. Consequências da Modernidade. São Paulo: Unesp, 1991.

GÓIS, P.; MARQUES, J.C. Processos de admissão e de integração de imigrantes altamente qualificados em Portugal e a sua relação com a migração circular. Estudo 54, Lisboa: ACIDI, 2014.

KOIFMAN, F. Imigrante ideal. O Ministério da Justiça e a entrada de estrangeiros no Brasil (1941-1945). Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2012.

LEE, E. S. A theory of migration. In: JACKSON, J. A. (org.) Migration. Cambridge: Cambridge University Press, p. 282-297, 1969.

LISBOA, W. T. Reminiscências coloniais e sentidos midiáticos: a identidade brasileira em Portugal. Perspectivas de la Comunicación, Chile, v.1, n.2, p.30-38, 2008.

MACHADO, I. Dentistas brasileiros em Portugal (Entrevista). In: ComCiência, Revista Eletrônica de Jornalismo, Campinas, v.17, 2000. Disponível em http://www.comciencia.br/dossies-1-72/entrevistas/igor.htm. Acesso em 26 set. 2018.

MACHADO, I. J. de R. Cárcere público: processos de exotização entre imigrantes brasileiros no Porto, Portugal. Dissertação (Doutorado em Antropologia). Unicamp: Campinas, 2003.

MACHADO, I. J. de R. Imigrantes brasileiros no Porto. Aproximação à perenidade de ordens raciais e coloniais portuguesas. Lusotopie, Paris, v. 2004, n°11, p. 121-140, 2004.

MALHEIROS, J. (Org.). Imigração brasileira em Portugal. Lisboa: ACIDI, 2007.

MASSEY, D. S.; ARANGO J.; HUGO, G; KOUAOUCI, A.; PELLEGRINO, A; TAYLOR, J. E. Theories of international migration: a review and appraisal. Population and Development Review, v.19, n.3, p. 431-466, 1993.

OLIVEIRA, C. R.; GOMES, N. Indicadores de Integração de Imigrantes 2017: Relatório Estatístico Anual. Lisboa: ACM, IP, 2017.

OLIVEIRA, C. R. S.; SALVIATO-SILVA, A.C. Análise de Conteúdo da Imagem do Brasil Obtida Através da Divulgação Oficial da Embratur. In: CONVIBRA-Congresso Virtual Brasileiro de Administração, São Paulo, Brasil, 2 a 4 de Dezembro de 2011.

PEIXOTO, J.; CRAVEIRO, D; MALHEIROS, J.; OLIVEIRA, I. T. (Orgs). Migrações e Sustentabilidade Demográfica – Perspetivas de evolução da sociedade e economia portuguesas. Lisboa: Fundação Francisco Manuel dos Santos, 2017.

PINHO, F. A imprensa na construção do processo migratório: a constituição de Portugal como destino plausível da emigração brasileira. In: MALHEIROS, J. (Org.). Imigração brasileira em Portugal. Lisboa: ACIDI, 2007, p. 59-86.

PÓVOA NETO. H. A imagem da imprensa sobre a emigração brasileira. Estudos Avançados, São Paulo, v.20, n.57, p. 25-39, 2006.

RAVENSTEIN, E. G. The Laws of Migration. Journal of the Statistical Society of London, v. 48, n. 2, p. 167-235, 1885.

RIBEIRO, A. M.; DOS PRAZERES, L. L. G. A produção da subalternidade sob a ótica pós-colonial (e decolonial): algumas leituras. Temáticas, v. 23, n.45/46, p. 25–52, 2015.

SALAZAR, N. B. The Power of Imagination in Transnational Mobilities. Identities, Global Studies in Power and Culture, v.18, n.6, p.576-598, 2012.

SEF – Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo (RIFA) 2016.

SILVA E. R. da. Imagem dos imigrantes brasileiros em dois jornais portugueses - 2007-2010. Dissertação (Mestrado em Ciências da Educação). Universidade de Aveiro, Aveiro, 2011.

SILVA, J. C. J; GÓIS, P. A imigração e a mídia. Entre a utopia da invisibilidade social e os direitos humanos universais. Revista de Estudos Internacionais, v.8, n.3, p.22-34, 2017.

SIQUEIRA, S. Sonhos, sucesso e frustrações na migração de retorno Brasil/Estados Unidos. Belo Horizonte: Argumentum, 2009.

VAN DIJK, T. A. Discurso y dominación: 25 años de análisis crítico del discurso. In: Lección inaugural de la Facultad de Ciencias Humanas. Universidad Nacional de Colombia, Bogotá, 17 de Fevereiro de 2004.

VAN DIJK, T. A. Discurso e poder. São Paulo: Contexto, 2010.

VENÂNCIO, R. P. Presença portuguesa: de colonizadores a imigrantes. Brasil: 500 anos de povoamento. Rio de Janeiro: IBGE, 2000, p. 61-77.

ZAPATA BARRERO, R. Política del discurso sobre inmigración en España: discurso re-activo y discurso pro-activo en los debates parlamentarios. Discurso & Sociedad, v. 1, n.2, p. 317-369, 2007.




DOI: https://doi.org/10.5902/2236672535676



 

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.