Representações sociais de adultos soropositivos sobre vírus da Imunodeficiência Humana e Aids

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/2179769268006

Palavras-chave:

Percepção social, HIV, Síndrome de imunodeficiência adquirida, Adulto, Enfermagem

Resumo

Objetivo: identificar as representações sociais de adultos soropositivos acerca do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) e da Aids. Método: pesquisa de campo, do tipo exploratório-descritiva, com abordagem qualitativa, fundamentada na Teoria das Representações Sociais, realizada de 2017 a 2018, na cidade do Recife, Pernambuco, Brasil, aplicados 129 questionários de evocações livres com adultos vivendo com HIV e 30 entrevistas semiestruturadas. Utilizou-se da análise prototípica e lexical. Resultados: observaram-se conteúdos representacionais atrelados ao início da epidemia, como preconceito e morte, refletindo sobre a base histórica destes, como conteúdos relacionados a uma perspectiva de normalidade da doença. Conclusão: demonstrou-se existência de processo de mudança nas representações, inicialmente ligadas à morte, porém, posteriormente, visão de normalidade, provavelmente como consequência da convivência com a doença, por meio do novo contexto que possibilita maior sobrevida.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rebeca Coelho de Moura Angelim, Universidade de Pernambuco

Enfermeira. Doutora em Enfermagem pelo Programa Associado de Pós-graduação em Enfermagem UPE/UEPB.

Sérgio Corrêa Marques, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Enfermeiro, Doutor em Enfermagem, Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Denize Cristina de Oliveira, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Enfermeira, Doutora em Saúde Pública, Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), Rio de Janeiro, RJ, Brasil

Regina Celia de Oliveira, Universidade de Pernambuco

Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Universidade de Pernambuco (UPE), Recife, PE, Brasil

Daniela de Aquino Freire, Universidade de Pernambuco

Enfermeira, Doutoranda em Enfermagem, Universidade de Pernambuco (UPE), Recife, PE, Brasil

Fátima Maria da Silva Abrão, Universidade de Pernambuco

Enfermeira, Doutora em Enfermagem, Universidade de Pernambuco (UPE), Recife, PE, Brasil

Referências

Joint United Nations Programme on HIV/AIDS. Estatísticas [Internet]. 2021 [acesso 2021 mar 02]. Disponível em: https://unaids.org.br/estatisticas/

Brasil. Ministério da Saúde. Boletim Epidemiológico - HIV Aids [Internet]. 2020 [acesso 2021 mar 21]. Disponível em: http://www.aids.gov.br/pt-br/pub/2020/boletim-epidemiologico-hivaids-2020

Jesus GJD, Oliveira LBD, Caliari JDS, Queiroz AAFL, Gir E, Reis RK Difficulties of living with HIV/Aids: Obstacles to quality of life. Acta Paulista de Enfermagem. 2017;30(3):301-307. doi: https://doi.org/10.1590/1982-0194201700046

Bain LE, Tarkang EE, Ebuenyi ID, Kamadjeu R. The HIV/AIDS pandemic will not end by the year 2030 in low and middle income countries. The Pan African medical jornal. 2019;32:67. doi: 10.11604/pamj.2019.32.67.17580

Angelim RCM, Brandão BMGM, Oliveira DC, Abrão FMS. Public policies awareness toward the AIDS combat under the perspective of health professionals. Rev. pesqui. cuid. fundam.(Online). 2018; 913-918. doi: https://doi.org/10.9789/2175-5361.2018.v10i4.913-918.

Jodelet D. Representações sociais um domínio em expansão. In: D. Jodelet (Org.). As representações sociais. Rio de Janeiro: EDUERJ, 2001.

Oliveira DC, Gomes AMT, Marques SC, Penna LHG, Sá CP, Wolter RMCP, et al. As Transformações do Cuidado de Saúde e Enfermagem em Tempos de AIDS: estrutura ambulatorial, representações sociais e memórias de enfermeiros e profissionais de saúde no Brasil. Projeto de Pesquisa. Rio de Janeiro; 2009.

Ferreira SES, Brum JLR. As representações sociais e suas contribuições no campo da saúde. Rev Gaúch Enferm [Internet]. 2000 [acesso 2020 mar 02];20(esp.):5-14. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/RevistaGauchadeEnfermagem/article/view/4323/2282

Moscovici S. Representações sociais: investigações em psicologia social. 11ª ed. Petrópolis (RJ): Vozes; 2017.

Bertoni LM, Galinkin AL. Teoria e métodos em representações sociais. In: Mororó LP, Couto MES, Assis RAM, orgs. Notas teórico-metodológicas de pesquisas em educação: concepções e trajetórias [online]. Ilhéus, BA: EDITUS, 2017, pp. 101-122. doi: 10.7476/9788574554938.005

Gomes AMT, Silva EMP, Oliveira DC. Social representations of AIDS and their quotidian interfaces for people living with HIV. Rev. Latino-Am. Enfermagem. 2011;19(3). doi: https://doi.org/10.1590/S0104-11692011000300006

Souza MAR, Wall ML, Thuler ACMC, Lowen IMV, Peres AM. The use of IRAMUTEQ software for data analysis in qualitative research. Rev Esc Enferm USP. 2018;52:e03353. doi: https://doi.org/10.1590/S1980-220X2017015003353

Abric JC. L'organisation interne des representations sociales: système central et système périphérique. In C. Guimelli (Org.). Structures et transformations des Representations Sociales. Neuchâtel: Delachaux et Niestlé. 1994.

Lobo ALDSF, Santos AAP, Pinto LMTR, Rodrigues STC, Barros LJD, Lima MGT. Women social representations in face to HIV diagnosis disclosure. Rev Fun Care Online. 2018;10(2):334-342. doi: http://dx.doi.org/10.9789/2175-5361.2018.v10i2.334-342

Oliveira DC. Construction and transformation of social representations of AIDS and implications for health care. Rev Latino-Am Enfermagem. 2013;21(spe):276-86. doi: https://doi.org/10.1590/S0104-11692013000700034

Souza IS. Representações sociais da aids: estudo com pessoas vivendo com HIV atendidas em unidades da rede de atenção primária em saúde do município do Rio de Janeiro. 144f. 2020. Dissertação (Mestrado em Enfermagem). Faculdade de Enfermagem da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Rio de janeiro.

Moreira AS, França Junior I, Jacob M, Cabral A, Martirani LA. Commensal meetings strategies regarding youth orphaned by HIV/AIDS in São Paulo, SP, Brazil. Interface Comun Saúde Educ. 2017;22(64):141-52. doi: https://doi.org/10.1590/1807-57622016.0425

Bezerra EO, Pereira MLD, Maranhão TA, Monteiro PV, Brito GCB, Chaves ACP et al. Structural analysis of social representations on aids among people living with human immunodeficiency virus. Texto & Contexto Enferm. 2018;27(2):e6200015. doi: https://doi.org/10.1590/0104-070720180006200015

Angelim RCM, Brandão BMGM, Freire DA, Abrão FMS. Processo de morte/morrer de pessoas com HIV/AIDS: perspectivas de enfermeiros. Rev Cuid. 2017;8(3):1758-66. doi: http://dx.doi.org/10.15649/cuidarte.v8i3.414

Góis ARS, Brandão BMGM, Oliveira RC, Costa SFG, Oliveira DC, Abrão FMS. Death/dying of people with HIV: from the nursing point of view. Revista de Enfermagem UFPE on line. 2018;12(12): 3337-43. doi: https://doi.org/10.5205/1981-8963-v12i12a236255p3337-3336-2018

Araújo SNOD, Nascimento VC, Santos FKD, Marques SC, Oliveira DCD. Representações sociais da terapia antirretroviral para pessoas vivendo com HIV. Rev. enferm. UFSM. 2021;11(e54):1-18. doi: 10.5902/2179769263378

Brandão BMGM, Angelim RCM, Marques SC, Oliveira DC, Oliveira RC, Abrão FMS. Social representations of the elderly about HIV/AIDS. Rev. Bras. Enferm. 2019;72(5):1349-55. doi: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2018-0296

Domingues JP, Oliveira DC, Marques SC. Quality of life social representations of people living with HIV/AIDS. Texto & Contexto Enferm. 2018;27(2):e1460017. doi: https://doi.org/10.1590/0104-070720180001460017

Magalhães FC. Representações sociais de futuros docentes sobre a Teoria da Evolução darwinista. Revista de Educação Pública. 2018;27(66):839-857. doi: https://doi.org/10.29286/rep.v27i66.4286

Prust ML, Banda CK, Callahan K, Nyirenda R, Chimbwandira F, Kalua T et al. Patient and health worker experiences of differentiated models of care for stable HIV patients in Malawi: A qualitative study. PLos ONE. 2018;13(7):e0196498. doi: 10.1371/journal.pone.0196498

Silva CD, Júnior CAOM, Inada JF. Psicologia Social, Representações Sociais e AIDS. Revista de Ensino, Educação e Ciências Humanas. 2017;18(4):458-463. doi: https://doi.org/10.17921/2447-8733.2020v21n1p2-7

Koff A, Goldberg C, Ogbuagu O. Condomless sex and HIV transmission among serodifferent couples: current evidence and recommendations. Ann Med. 2017;49(6):534-544. doi: 10.1080/07853890.2017.1320423

Publicado

2022-08-16 — Atualizado em 2022-08-16

Versões

Como Citar

Angelim, R. C. de M., Marques, S. C., Oliveira, D. C. de, Oliveira, R. C. de, Freire, D. de A., & Abrão, F. M. da S. (2022). Representações sociais de adultos soropositivos sobre vírus da Imunodeficiência Humana e Aids. Revista De Enfermagem Da UFSM, 12, e39. https://doi.org/10.5902/2179769268006

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)