“Nós estamos grávidos”: rituais de cuidado desenvolvidos por famílias durante o processo gestacional

Lisie Alende Prates, Natália da Silva Gomes, Carolina Heleonora Pilger, Ana Paula de Lima Escobal, Jussara Mendes Lipinski, Lúcia Beatriz Ressel

Resumo


Objetivo: conhecer os rituais de cuidado desenvolvidos pelas famílias durante o processo gestacional. Método: pesquisa etnográfica, desenvolvida com três famílias que vivenciavam o processo gestacional, em um município da região central do estado do Rio Grande do Sul. Adotou-se o modelo de Observação-Participação-Reflexão. A análise fundamentou-se na análise de dados da etnoenfermagem. Resultados: os rituais de cuidado desenvolvidos pela família estão ligados à revelação da gestação, à alimentação, à utilização de homeopatia e chás, à reorganização da família, à preparação do quarto do bebê, às vestimentas do bebê, ao chá de fraldas, às escolhas futuras da criança, ao apadrinhamento e ao registro da gestação. Conclusão: os rituais de cuidado constituem elementos culturais essenciais para o cuidado à saúde da família grávida. Eles integram os familiares, mantém a sua identidade, fortalecem a cultura familiar e renovam os elementos que compõem a família.


Palavras-chave


Saúde da mulher; Relações familiares; Comportamento ritualístico; Cultura; Enfermagem.

Referências


Wilhelm LA, Cremonese L, Castiglione CM, Souza MHT, Schimith MD, Ressel LB. Participação da família na gestação: revisão integrativa. Rev Enferm UFSM. 2017;7(3):516-26. doi: 10.5902/2179769224723

Sabogal LMU, Rodríguez LM. Cuidado desde la perspectiva cultural en mujeres con embarazo fisiológico: una meta-etnografía. Invest Educ Enferm. 2019;37(1):20-9. doi: 10.17533/udea.iee.v37n1e03

Watts MCNC, Liamputtong P, McMichael C. Early motherhood: a qualitative study exploring the experiences of African Australian teenage mothers in greater Melbourne, Australia. BMC Public Health. 2015;15:873. doi: 10.1186/s12889-015-2215-2

Geertz C. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC; 2011.

Gennep AV. Os ritos de passagem. Petrópolis: Vozes; 2011.

Helman C. Culture, health and illness: an introduction for health professionals. 2ª ed. Bristol, London, Boston: Butterworth; 2014.

Antonini FO, Boehs AE, Lenardt MH, Budó MLD, Monticelli M. Enfermagem e cultura: características das teses e dissertações produzidas na pós-graduação da enfermagem brasileira. Rev Enferm UFSM. 2014;4(1):163-71. doi: 10.5902/217976929724

Prates LA, Possati AB, Timm MS, Cremonese L, Scarton J, Ressel LB. Care rituals operated by families during the gestational process: an ethnographic study. Online Braz J Nurs. 2016;15(Suppl):509-11. doi: 10.17665/1676-4285.20165571

Leininger M. Culture care diversity and universality: a worldwide nursing theory. Sudbury: Jones & Bartlett Learning; 2006. Culture care diversity and universality theory and evolution of the ethnonursing method.

Simas FB, Souza LV, Scorsolini-Comin F. Significados da gravidez e da maternidade: discursos de primíparas e multíparas. Psicol Teor Prat [Internet]. 2013 [acesso em 2017 nov 11];15(1):19-34. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/ptp/v15n1/02.pdf

Nunes GP, Sena FG, Costa CC, Kerber NPC, Zanchi M, Gonçalves CV. Gestante adolescente e seu sentimento acerca do apoio familiar. Rev Enferm UFSM. 2018;8(4):731-43. doi: 10.5902/2179769227161

Laraia RB. Cultura: um conceito antropológico. Rio de Janeiro: Zahar; 2011.

Van der Sand IC, Ressel LB, Monticelli M, Souza IEO, Schirmer J. “A ‘dieta’ é tempo de cuidados”: práticas de autoatenção no puerpério no cenário rural. Rev Enferm UFSM. 2018;8(4):794-811. doi: 10.5902/2179769229045

Arzoaquoi SK, Essuman EE, Gbagbo FY, Tenkorang EY, Ireneous S, Laar AK. Motivations for food prohibitions during pregnancy and their enforcement mechanisms in a rural Ghanaian district. J Ethnobiol Ethnomed. 2015;11:59. doi: 10.1186/s13002-015-0044-0

Ekwochi U, Osuorah CDI, Ndu IK, Ifediora C, Asinobi IN, Eke CB. Food taboos and myths in South Eastern Nigeria: The belief and practice of mothers in the region. J Ethnobiol Ethnomed. 2016;12:7. doi: 10.1186/s13002-016-0079-x

Van der Sand ICP, Ressel LB, Monticelli M, Schirmer J. Autoatenção na gravidez para mulheres residentes no campo: um estudo etnográfico. Texto Contexto Enferm. 2016;25(4):e2510015. doi: http://dx.doi.org/10.1590/0104-07072016002510015

Pio DAM, Capel MS. Os significados do cuidado na gestação. Rev Psicol Saúde [Internet]. 2015 [acesso em 2019 dez 01];7(1):74-81. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rpsaude/v7n1/v7n1a10.pdf

Santos SC, Kreutz CM. O envolvimento do pai na gestação do primeiro filho. Pensando Fam [Internet]. 2014 [acesso em 2019 dez 01];18(2):62-76. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/penf/v18n2/v18n2a06.pdf

Prates LA, Timm MS, Wilhelm LA, Cremonese L, Oliveira G, Schimith MD, et al. Natural nascer em casa: rituais de cuidado para o parto domiciliar. Rev Bras Enferm. 2018;71(Suppl 3):1247-56. doi: 10.1590/0034-7167-2017-0541

Feyer ISS, Monticelli M, Boehs AE, Santos EKA. Rituais de cuidado realizados pelas famílias na preparação para a vivência do parto domiciliar planejado. Rev Bras Enferm. 2013;66(6):879-86. doi: https://doi.org/10.1590/S0034-71672013000600011

Ribeiro CR, Gomes R, Moreira MCN. A paternidade e a parentalidade como questões de saúde frente aos rearranjos de gênero. Ciênc Saúde Colet. 2015;20(11):3589-98. doi: 10.1590/1413-812320152011.19252014

Widyawati W, Jans S, Utomo S, Dillen JV, Janssen ALM. A qualitative study on barries in the prevention of anaemia during pregnancy in public health centres: perceptions of Indonesian nurse-midwives. BMC Pregnancy Childbirth. 2015;15:47. doi: 10.1186/s12884-015-0478-3

Ganle JK, Dery I. “What men don’t know can hurt women’s health”: a qualitative study of the barriers to and opportunities for men’s involvement in maternal healthcare in Ghana. Reprod Health. 2015;12:93. doi: 10.1186/s12978-015-0083-y

Ribeiro JP, Gomes GC, Silva BT, Cardoso LS, Silva PA, Strefling ISS. Participação do pai na gestação, parto e puerpério: refletindo as interfaces da assistência de enfermagem. Espaç Saúde [Internet] 2015 [acesso em 2017 nov 11];16(3):73-82. Disponível em: http://http://espacoparasaude.fpp.edu.br/index.php/espacosaude/article/view/398

Barreto MJ, Rabelo AA. A família e o papel desafiador dos pais de adolescentes na contemporaneidade. Pensando Fam [Internet]. 2015 [acesso em 2019 dez 05];19(2):34-42. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/penf/v19n2/v19n2a04.pdf

Alves CN, Wilhelm LA, Barreto CN, Santos CC, Meincke SMK, Ressel LB. Cuidado pré-natal e cultura: uma interface na atuação da enfermagem. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2015;19(2):265-71. doi: https://doi.org/10.5935/1414-8145.20150035




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769240818

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.