Estresse psicossocial e resiliência: um estudo em profissionais da enfermagem

Andréia Barcellos Teixeira Macedo, Liliana Antoniolli, Thayane Martins Dornelles, Leandro Augusto Hansel, Juliana Petri Tavares, Sonia Beatriz Cocaro de Souza

Resumo


Objetivo: verificar presença de estresse psicossocial e escores de resiliência nos profissionais da enfermagem que cuidam de adultos com germes multirresistentes. Método: estudo transversal, realizado em uma unidade de internação para adultos, em um hospital universitário. A amostra foi intencional, composta por 39 profissionais da enfermagem, com dados coletados de janeiro a maio de 2014 por meio dos questionários Desequilíbrio Esforço-Recompensa e Escore de Resiliência. Resultados: a média de idade foi de 39,2±9,0 anos. Observou-se que 69,23% (27) dos profissionais apresentaram elevado estresse psicossocial e 56,41% (22) baixa resiliência. A correlação entre o estresse psicossocial e a resiliência foi de r= 0,3 (p= 0,001). Conclusão: identificou-se elevado percentual de profissionais com estresse psicossocial e com baixa resiliência, indicando risco de adoecimento psicoemocional e físico. Este resultado reforça a importância de revisar a organização do trabalho, estimulando a implementação de programas para aumento dos escores de resiliência. 


Palavras-chave


Saúde do trabalhador; Estresse psicológico; Resiliência psicológica; Equipe de enfermagem

Referências


Goh J, Pfeffer J, Zenios S. Exposure to harmful workplace practices could account for inequality in life spans across different demographic groups. Health Aff [Internet]. 2015 [acesso em 2018 jul 10];34(10):1761–8. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/26438754

Moreira IJB, Horta JA, Duro LN, Chaves J, Jacques CS, Martinazzo K, et al. Aspectos psicossociais do trabalho e sofrimento psíquico na estratégia de saúde da família. Rev Epidemiol Controle Infecção [Internet]. 2017 [acesso em 2018 jul 10];7(1):2238–3360. Disponível em: https://online.unisc.br/seer/index.php/epidemiologia/article/viewFile/6927/5486

Siegrist J, Wege N, Pühlhofer F, Wahrendorf M. A short generic measure of work stress in the era of globalization: effort–reward imbalance. Int Arch Occup Environ Health [Internet]. 2009 [acesso em 2019 abr 03];82(8):1005–13. Disponível em: http://link.springer.com/10.1007/s00420-008-0384-3

Lee TY, Cheung CK, Kwong WM. Resilience as a positive youth development construct: a conceptual review. ScientificWorldJournal [Internet]. 2012 [acesso em 2019 ago 28];12:1–9. Disponível em: http://www.hindawi.com/journals/tswj/2012/390450/

McEwen K. Building personal resilience as a geoscientist. Applied Earth Science (Trans Inst Min Metall B) [Internet]. 2012 [acesso em 2019 set 07];121:155–62. Disponível em: http://workingwithresilience.com.au/wp-content/uploads/2016/04/GeoscienceResilienceArticle.pdf

Sousa VFS, Araújo TCCF. Estresse ocupacional e resiliência entre profissionais de saúde. Psicol Ciênc Prof [Internet]. 2015 [acesso em 2019 jun 09];35(3):900–15. Disponível em: https://dialnet.unirioja.es/servlet/articulo?codigo=6122628

Martinez MC, Latorre MRDO, Fischer FM. Estressores afetando a capacidade para o trabalho em diferentes grupos etários na enfermagem: seguimento de 2 anos. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2017 [acesso em 2018 nov 04];22(5):1589–600. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-81232017002501589&lng=pt&tlng=pt

Graça CC, Zagonel IPS. Estratégias de coping e estresse ocupacional em profissionais de enfermagem: revisão integrativa. Espaç Saúde [Internet]. 2019 [acesso em 2020 jan 14];20(2):67–77. Disponível em: http://espacoparasaude.fpp.edu.br/index.php/espacosaude/article/view/622/pdf

Silva SM, Borges E, Abreu M, Queirós C, Baptista PCP, Felli VEA. Relação entre resiliência e burnout: promoção da saúde mental e ocupacional dos enfermeiros. Rev Port Enferm Saúde Mental [Internet]. 2016 [acesso em 2020 jan 14];(16):41-8. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1647-21602016000300006

Stumpfs DJ, Souza SBC, Konkewicz LR, Lovatto CG, Silva CF, Farias CF, et al. The impact of a single ward for cohorting patients with infection due to multidrug-resistant organisms. Infect Control Hosp Epidemiol [Internet]. 2013 [acesso em 2018 maio 16];34(08):864–5. Disponível em: https://www.cambridge.org/core/product/identifier/S0195941700033592/type/journal_article

Macedo ABT, Junges M, Mello DB, Lovatto CG, Souza SBC. Unidade para Portadores de Germes Multirresistentes: elaboração de um protocolo de atendimento de pacientes. Rev Enferm Atual In Derme [Internet]. 2017 [acesso em 2018 maio 16];83:61. Disponível em: https://revistaenfermagematual.com.br/index.php/revista/issue/view/12

Macedo ABT, Souza SBC, Funcke LB, Magalhães AMM, Riboldi CO. Sistematização de um instrumento de classificação de pacientes em um hospital universitário. REME Rev Min Enferm [Internet]. 2018 [acesso em 2019 maio 16];22:e-1152. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1285

Macedo ABT. Avaliação da carga de trabalho, estresse psicossocial e resiliência nos profissionais de enfermagem em uma unidade de internação para adultos portadores de germes multirresistentes [dissertação]. Porto Alegre: Universidade Federal do Rio Grande do Sul; 2013 [acesso em 2019 maio 13]. Disponível em: https://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/90196

Pesce RP, Assis SG, Avanci JQ, Santos NC, Malaquias JV, Carvalhaes R. Adaptação transcultural, confiabilidade e validade da escala de resiliência. Cad Saude Publica [Internet]. 2005 [acesso em 2018 jul 11];21(2):436–48. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2005000200010&lng=pt&tlng=pt

Trettene AS, Andrade CS, Kostrich LM, Tabaquim MLM, Razera APR. Estresse em profissionais de enfermagem atuantes em um hospital especializado. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]. 2016 [acesso em 2019 nov 22];10(12):4450-8. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/11509/13387

Araújo TM, Mattos AIS, Almeida MMG, Santos KOB. Aspectos psicossociais do trabalho e transtornos mentais comuns entre trabalhadores da saúde: contribuições da análise de modelos combinados. Rev Bras Epidemiol [Internet]. 2016 [acesso em 2019 nov 22];19(3):645–57. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1415-790X2016000300645&lng=pt&tlng=pt

Dalri RCMB, Silva LA, Mendes AMOC, Robazzi MLCC. Carga horária de trabalho dos enfermeiros e sua relação com as reações fisiológicas do estresse. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2014 [acesso em 2018 out 28];22(6):959–65. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v22n6/pt_0104-1169-rlae-22-06-00959.pdf

Medeiros PB, Assunção GA, Kniess JM, Dutra K, Preis LC, Lessa G . Resiliência e enfermagem: atributos adquiridos durante a profissão [Internet]. In: 3º Forum de Direitos Humanos e Saúde Mental; 2017 jun 29-30; Florianópolis. Florianópolis: ABRASME; 2017 [acesso em 2018 jul 12]. Disponível em: http://www.direitoshumanos2017.abrasme.org.br/resources/anais/8/1491012697_ARQUIVO_resumo_resiliencia_forum(1).pdf

Oliveira B, De Martino MMF. Análise das funções cognitivas e sono na equipe de enfermagem nos turnos diurno e noturno. Rev Gaúch Enferm [Internet]. 2013 [acesso em 2018 out 28];34(1):30–6. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1983-14472013000100004&lng=pt&tlng=pt

Martinez MC, Latorre MRDO, Fischer FM. Testando o modelo da casa da capacidade para o trabalho entre profissionais do setor hospitalar. Rev Bras Epidemiol [Internet]. 2016 [acesso em 2018 jul 12];19(2):403–18. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S1415-790X2016000200403&lng=en&nrm=iso&tlng=pt

Rodrigues AL, Barrichello A, Morin EM. Os sentidos do trabalho para profissionais de enfermagem: um estudo multimétodos. RAE Rev Adm Empresas [Internet]. 2016 [acesso em 2019 nov 23];56(2):192–208. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rae/article/view/60322

Galvão APFC, Pinto JR. Resiliência em profissionais de enfermagem que atuam no setor de urgência e emergência psiquiátrica. J Manag Prim Health Care [Internet]. 2017 [acesso em 2019 nov 23];8(1):39–48. Disponível em: http://www.jmphc.com.br/jmphc/article/view/297/426

Guo YF, Luo YH, Lam L, Cross W, Plummer V, Zhang JP. Burnout and its association with resilience in nurses: a cross-sectional study. J Clin Nurs [Internet]. 2018 [acesso em 2018 jul 14];27(1–2):441–9. Disponível em: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/28677270

Ramalisa RJ, Du Plessis E, Koen MP. Increasing coping and strengthening resilience in nurses providing mental health care: empirical qualitative research. Health SA [Internet]. 2018 jul [acesso em 2018 jul 14]12;23:1094. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/31934384




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769235174

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.