Desfechos perinatais em gestantes com síndromes hipertensivas: revisão integrativa

Alexandra do Nascimento Cassiano, Ana Beatriz Ferreira Vitorino, Samara Isabela Maia de Oliveira, Maria de Lourdes Costa da Silva, Núbia Maria Lima de Souza, Nilba Lima de Souza

Resumo


Objetivo: identificar na literatura os desfechos perinatais em gestantes com síndromes hipertensivas. Método: trata-se de uma revisão integrativa com coleta de publicações indexadas na LILACS¸ PUBMED, SCOPUS e WEB OF SCIENCE, durante janeiro de 2017. Os descritores utilizados foram: hipertensão induzida pela gravidezassistência perinatal e neonatologia. Resultados: os desfechos perinatais de maior incidência foram: mortalidade perinatal, prematuridade, baixo APGAR no 1º e 5º minuto de vida, recém-nascidos pequenos para idade gestacional, admissão na unidade intensiva, restrição de crescimento intraútero e parto cesariano. Dentre as patologias investigadas, destacou-se a pré-eclampsia (80,6%) e 3% dos artigos abordaram a pré-eclampsia grave. Conclusões: a realização de investigações que analisem a exposição do feto/neonato à condição materna da pré-eclampsia grave e da hipertensão crônica sobreposta por pré-eclampsia, constitui-se como gaps de conhecimento.


Palavras-chave


Hipertensão induzida pela gravidez; Assistência perinatal; Neonatologia; Enfermagem; Revisão

Referências


American College of Obstetricians and Gynecologists (ACOG). Hypertension in pregnancy. Obstet Gynecol [Internet]. 2013 [acesso em 2016 out 04];122(5):1122-31. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/24150027

Oliveira CA, Lins CP, Sá RAM, Netto HC, Bornia RG, Silva NR, et al. Síndromes hipertensivas da gestação e repercussões perinatais. Rev Bras Saúde Mater Infant [Internet]. 2006 [acesso em 2016 mar 12];6(1):93-8. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-38292006000100011

Ministério da Saúde (BR), Departamento de Saúde e Vigilância de Doenças Não Transmissíveis. Painel de monitoramento da mortalidade materna. Óbitos maternos declarados. Causas obstétricas diretas (hipertensão) [Internet]. 2015 [acesso em 2016 jul 04]. Disponível em: http://svs.aids.gov.br/dantps/centrais-de-conteudos/paineis-de-monitoramento/mortalidade/materna/

Ministério da Saúde (BR), Departamento de Saúde e Vigilância de Doenças Não Transmissíveis. Painel de monitoramento da mortalidade infantil e fetal. Óbitos de causas evitáveis no período neonatal precoce. Óbitos reduzíveis por adequada atenção à mulher na gestação [Internet]. 2015 [acesso em 2016 jul 04]. Disponível em: http://svs.aids.gov.br/dantps/centrais-de-conteudos/paineis-de-monitoramento/mortalidade/infantil-e-fetal/

França EB, Lanskyl S, Rego MAS, Malta DC, França JS, Teixeira R, et al. Principais causas da mortalidade na infância no Brasil, em 1990 e 2015: estimativas do estudo de Carga Global de Doença. Rev Bras Epidemiol [Internet]. 2017 [acesso em 2019 out 09];20 Supl 1:46-60. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rbepid/v20s1/1980-5497-rbepid-20-s1-00046.pdf

Moura MDR, Castro MP, Margotto PR, Rugolo LMSP. Hipertensão arterial na gestação: importância do seguimento materno no desfecho neonatal. Comun Ciênc Saúde [Internet]. 2011 [acesso em 2016 jul 04];22 Supl 1:113-20. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/artigos/hipertensao_arterial_gestacao.pdf

Antunes MB, Demitto MO, Gravena AAF, Padovani C, Pelloso SM. Síndrome hipertensiva e resultados perinatais em gestação de alto risco. REME Rev Min Enferm [Internet]. 2017 [acesso em 2019 out 09];21:1-6. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/1195

Botelho LLR, Cunha CCA, Macedo M. O método da revisão integrativa nos estudos organizacionais. Gest Soc [Internet]. 2016 [acesso em 2016 mar 12];5(11):121-36. Disponível em: https://www.gestaoesociedade.org/gestaoesociedade/article/view/1220

Melnyk BM, Fineout-Overholt E. Making the case for evidence-based practice [Internet]. Philadelphia: Lippincot Williams & Wilkins; 2005 [acesso em 2019 out 09]; Evidence-based practice in nursing & healthcare. A guide to best practice. p. 3-24. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/281080516_Making_the_case_for_evidence-based_practice_and_cultivating_a_spirit_of_inquiry

Martins M, Monticelli M, Brüggemann OM, Costa RA. Produção de conhecimento sobre hipertensão gestacional na pós-graduação stricto sensu da enfermagem brasileira. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2012 [acesso em 2016 jul 04];46(4):802-8. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342012000400003

Gaiva MAM, Fujimori E, Sato APS. Mortalidade neonatal: análise das causas evitáveis. Rev Enferm UERJ [Internet]. 2015 [acesso em 2017 jan 12];23(2):247-53. Disponível em: http://www.facenf.uerj.br/v23n2/v23n2a17.pdf

Malta DC, Duarte EC, Almeida MF, Dias MAS, Morais Neto OL, Moura L, et al. Lista de causas de mortes evitáveis por intervenções do Sistema Único de Saúde do Brasil. Epidemiol Serv Saúde [Internet]. 2007 [acesso em 2016 jul 04];16:233-44. Disponível em: http://scielo.iec.gov.br/pdf/ess/v16n4/v16n4a02.pdf

Moura MDR, Margotto PR, Rugolo LMSS. Alterações do fluxo sanguíneo em artéria umbilical na síndrome hipertensiva gestacional e suas implicações nos resultados neonatais. Rev Bras Ginecol Obstet [Internet]. 2013 [acesso em 2017 jan 12];35(2):71–7. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0100-72032013000200006

Lima JC, Oliveira Júnior GJ, Takano AO. Fatores associados à ocorrência de óbitos fetais em Cuiabá, Mato Grosso. Rev Bras Saúde Matern Infant [Internet]. 2016 [acesso em 2016 jul 04];16(3): 363-71. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1519-38292016000300353&script=sci_arttext&tlng=pt

Oliveira ACM, Santos AA, Bezerra AR, Barros AMR, Tavares MCM. Fatores maternos e resultados perinatais adversos em portadoras de pré-eclâmpsia em Maceió, Alagoas. Arq Bras Cardiol [Internet]. 2016 [acesso em 2016 jul 04];106(2):113-20. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/abc/2016nahead/pt_0066-782X-abc-20150150.pdf

Gonzaga ICA, Santos SLD, Silva ARV, Campelo V. Atenção pré-natal e fatores de risco associados à prematuridade e baixo peso ao nascer em capital do nordeste brasileiro. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2016 [acesso em 2017 jan 12];(6):1965-74. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232016000601965&script=sci_abstract&tlng=pt

Jido TA. Ecalmpsia: maternal and fetal outcome. Afr Health Sci [Internet]. 2012 [acesso em 2017 jan 12];12(2):148-52. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3462530/

Zanette E, Parpinelle MA, Surita FG, Costa ML, Haddad SM, Souza MH, et al. Maternal near miss and death among women with severe hypertensive disorders: a Brazilian multicenter surveillance study. Reprod Health [Internet]. 2014 [acesso em 2016 jul 04];11(4):1-11. Disponível em: http://reproductive-health-journal.biomedcentral.com/articles/10.1186/1742-4755-11-4

Lanzillotti LS, Seta MH, Andrade CLT, Mendes Junior WV. Eventos adversos e outros incidentes na unidade de terapia intensiva neonatal. Ciênc Saúde Colet [Internet]. 2015 [acesso em 2017 mar 03];20(3):937-46. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csc/v20n3/pt_1413-8123-csc-20-03-00937.pdf

Henrique AJ, Borrozzino NF, Gabrielloni MC, Barbieri M, Schirmer J. Resultado perinatal em mulheres portadoras de hipertensão arterial crônica: revisão integrativa da literatura. Rev Bras Enferm [Internet]. 2012 [acesso em 2017 jan 12];65(6):1000-10. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/reben/v65n6/a17v65n6.pdf

Ministério da Saúde (BR), Secretária de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas e Estratégicas. Gestação de Alto Risco: manual técnico. 5ª ed. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2010; 302 p.

Amorim MMR, Souza ASR, Porto AMF. Indicações de cesariana baseadas em evidências: parte I. Femina [Internet]. 2010 [acesso em 2017 jan 12];38(8):415-22. Disponível em: http://bhpelopartonormal.pbh.gov.br/estudos_cientificos/arquivos/cesariana_baseada_evidencias_parte_I.pdf

Cunha RCML, Araújo GC, Borges MRMM, Queiroz MVF, Pimenta RS. Prevalência de sepse e fatores de risco em neonatos de unidade de terapia intensiva de referência em Palmas,Tocantins, Brasil. Rev Panam Infectol [Internet]. 2014 [acesso em 2017 mar 03];16(2):86-94. Disponível em: https://docplayer.com.br/33067560-Prevalencia-de-sepse-e-fatores-de-risco-em-neonatos-de-unidade-de-terapia-intensiva-de-referencia-em-palmas-tocantins-brasil.html

Chu A, Hageman JR, Caplan MS. Necrotizing enterocolitis: Predictive markers and preventive strategies. Neoreviews [Internet]. 2013 [acesso em 2017 jan 12];14(3):113-20. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/275622619_Necrotizing_Enterocolitis_Predictive_Markers_and_Preventive_Strategies

Vieira AA, David BBL, Lino RRG, Duarte LB, Bueno AC. Avaliação dos fatores perinatais que interferem na incidência de enterocolite necrosante em recém-nascidos de muito baixo peso. Rev Bras Ginecol Obstet [Internet]. 2013 [acesso em 2017 jan 12];35(8):363-7. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_abstract&pid=S0100-72032013000800005&lng=e&tlng=pt

Saini H, Puppala BL, Angst D, Gilman-Sachs A, Costello M. Upregulation of neutrophil surface adhesion molecules in infants of pre-eclamptic women. J Perinatol [Internet]. 2004 [acesso em 2017 jan 12];24:208–12. Disponível em: http://www.nature.com/jp/journal/v24/n4/full/7211056a.html?message=removeacesso

Siciarz A, Weinberger B, Witz G, Hiatt M, Hegyi T. Urinary thiobarbituric acid-reacting substances as potencial biomarkers of intrauterine hypoxia. Arch Pediatr Adolesc Med [Internet]. 2011 [ acesso em 2017 jan 12];155:718-22. Disponível em: http://jamanetwork.com/journals/jamapediatrics/fullarticle/190721

Freitas P, Matos CV, Kimura AF. Perfil das mães de neonatos com controle glicêmico nas primeiras horas de vida. Rev Esc Enferm USP [Internet]. 2010 acesso em 2017 fev 03];44(3):636-41. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342010000300012

Teng R, Wu TJ, Sharma R, Garrison RD, Hudak ML. Early neonatal hypotension in premature infants born to preeclamptic mothers. J Perinatol [Internet]. 2006 [acesso em 2017 jan 12];26:471–5. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/16775620

Barton JR, Barton LA, Istwan NB, Desch CN, Rhea DJ, Stanziano GJ, et al. Elective delivery at 37 to 36 weeks gestation and its impacto on neonatal outcomes in women with stable mild gestational hypertension. Am J Obstet Gynecol [Internet]. 2011 [acesso em 2016 jul 04];204(44):1-5. Disponível em: http://www.ajog.org/article/S0002-9378(10)01033-1/abstract




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769233476

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.