Incidência da tuberculose e a correlação entre a realização do tratamento e a cura

Jhenifer de Souza, Keurilene Sutil de Oliveira, Thaís Tania Ávila, Samia Regina de Quadros, Adriana Zilly, Reinaldo Antonio Silva-Sobrinho

Resumo


Objetivo: analisar a taxa de incidência da tuberculose, proporção de doentes e de casos curados nos municípios prioritários do estado do Paraná. Método: estudo ecológico baseado em dados secundários do período de 2001-2012, dos municípios prioritários para controle da tuberculose no estado do Paraná. Resultados: verificou-se um total de 15.053 casos novos de tuberculose no período analisado, 11.538 foram curados, sendo que quatro cidades não conseguiram atingir a meta de cura de 85% dos casos e 3.239 casos realizaram o Tratamento Diretamente Observado. Dois municípios apresentaram uma correlação forte (Curitiba r=0,7 e São José dos Pinhais com r=0,8). Conclusão: o estudo reforça a importância da atenção básica no controle da tuberculose, com a finalidade de contribuir para a diminuição da transmissão da doença, a partir da melhoria da adesão ao tratamento, reduzindo assim as taxas de abandono e o surgimento de cepas resistentes.

Palavras-chave


Tuberculose; Incidência; Saúde Pública.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179769230534

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.