Educação em saúde com estomizados e seus familiares: possibilidade para melhor qualidade de vida

Camila Fernandes Wild, Natalia Barrionuevo Favero, Cléton Salbego, Michele Gonçalves de Vale, Jonatan da Rosa Pereira da Silva, Tierle Kosloski Ramos

Resumo


Objetivo: relatar a experiência de enfermeiros frente à realização de ações educativas com pacientes estomizados e seus familiares em uma Estratégia Saúde da Família da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul. Método: relato de experiências acerca da realização de ações educativas com um grupo de pacientes estomizados e seus familiares, desenvolvido no período de seis meses, pela equipe multiprofissional da Estratégia Saúde da Família. A proposta educativa ocorreu sob uma perspectiva de roda de conversas, o que propiciou o compartilhamento de saberes científicos e populares entre os envolvidos. Buscou-se incentivar o cuidado de si e a participação da família no processo. Resultados: no grupo educativo foram abordados assuntos relativos à alimentação, sexualidade, autocuidado e autoimagem, além dos cuidados básicos com a estomia e manejo da bolsa coletora. Considerações Finais: a proposta contribuiu para a melhoria da qualidade de vida desses pacientes, minimizando dúvidas pertinentes surgidas naturalmente pela sua condição. 


Palavras-chave


Educação em saúde; Estomia; Autocuidado; Estratégia saúde da família; Enfermagem.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769220071



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.