A influência do toque no cuidado às crianças especiais

Magali Zilá Vitória Soares, Julia Vargas de Oliveira Vargas Bitencourt, Alexander Garcia Parker, Ana Maria Fernandes Borges, Mara Ambrosina de Oliveira Vargas, Soraia Dornelles Schoeller

Resumo


Objetivo: identificar a influência de toque no cuidado às crianças com necessidades especiais na percepção dos trabalhadores. Método: pesquisa qualitativa em que fizeram parte da investigação oito profissionais de um Centro de Integração à Criança Especial do Município de Porto Alegre, Rio Grande do Sul. Para interpretação dos dados, utilizou-se a análise de conteúdo. Resultados: originaram-se as categorias percepção dos cuidadores em relação à influência do toque como instrumento de comunicação entre a criança especial e o profissional; percepção dos cuidadores em relação à influência do toque no bem-estar da criança especial e percepção dos cuidadores em relação à influência do toque na reabilitação da criança especial. Conclusões: os resultados evidenciaram que o toque é uma ferramenta que influencia no bem-estar das crianças e caracteriza-se por ser um instrumento de comunicação alternativa e, modo de aproximação entre o profissional e a criança, possibilitando a criação de um vínculo positivo e consequentemente, favorecendo o processo de reabilitação.


Palavras-chave


Crianças com deficiência; Cuidado da criança; Pessoal de saúde

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769210036



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.