A REUTILIZAÇÃO DE RECIPIENTES PLÁSTICOS DE USO DOMÉSTICO NA CONFECÇÃO DE SACOLAS

Luciane da Silva Vicente, Elza de Fátima Bedani

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/223613084428

Os resíduos sólidos domésticos são uma fonte potencial de problemas ambientais. Ao serem descartados em lugares inapropriados, muitas vezes entopem as galerias de águas pluviais ocasionando nas épocas de chuvas intensas, enchentes e outros transtornos como alagamentos menos invasivos. Materiais plásticos, como garrafas PET e sacolas distribuídas no comércio em geral, são os maiores vilões entre os resíduos sólidos de um modo geral, pois levam anos para se decompor na natureza e criam uma espécie de barreira para o fluxo de água. Diante do uso constante e do descarte inadequado desses materiais se faz necessário uma intervenção para solucionar – em parte – esse problema ambiental. Esse estudo tem por objetivo propor uma alternativa para minimizar o problema em questão: a transformação dos resíduos plásticos de uso doméstico em sacolas de uso diversificado, que além práticas podem substituir – facilmente – sacolas plásticas nas compras cotidianas.

Palavras-chave


meio ambiente, resíduos sólidos, recipientes plásticos, reutilização, sacolas.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/223613084428

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.