Percepção ambiental de alunos da modalidade de educação de jovens e adultos em assentamento rural

Cristiano Cunha Costa, Maria Vanda dos Santos

Resumo


O  presente trabalho teve como objetivo objetivo conhecer a percepção ambiental dos alunos da modalidade de Ensino de Jovens e Adultos (EJA) do Assentamento Rural Moribundo município de Tobias Barreto – SE, no sentido de promover a sensibilidade dos indivíduos, estimulando a mudança de hábitos, costumes e valores, estimulando a relação harmônica entre o homem e o meio ambiente e a qualidade de vida. Para isso, foi aplicado um questionário semi-estruturado com os alunos, abrangendo perguntas a respeito do perfil dos estudantes e percepção ambiental. Percebeu-se que a maioria dos estudantes nunca participaram de um projeto de educação ambiental, porém tem interesse em participar e que a escola não realiza atividades de educação ambiental. Portanto, a escola deve adotar projetos de educação ambiental como forma de envolver a participação dos estudantes na discussão dos problemas identificados pelos mesmos durante o estudo, no sentido de procurar alternativas de minimizar tais problemas ambientais oriundos da ação antrópica.


Palavras-chave


Percepção ambiental; Educação ambiental; Assentamento rural; Estudantes

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, M. I. O. (2004). A universidade e a formação de professores para a educação para a educação ambiental.

Revista Brasileira de Educação Ambiental, Brasília, 0, 71-78.

COSTA, C. C. ; GOMES, L. J. ; FERREIRA, R. A. (2005). Percepção Ambiental Com Professoras de

Ensino Fundamental como Ferramenta de Educação Ambiental para Restauração de Mata Ciliar.

In: VII Congresso de Ecologia do Brasil, Caxambu/MG.

COSTA, C. C. (2008). Monitoramento participativo da qualidade da água na barragem da Ribeira

(Cajaíba), município de Itabaiana, SE: uma proposta de intervenção em educação ambiental.

Monografia de Especialização. Universidade de São Paulo, São Carlos.

COSTA, C. C.; MAROTI, P. S. (2008). Utilização de recursos hídricos como estudo de percepção

ambiental de alunos. Encontro sergipano de educação ambiental, 1-17.

COSTA, C. C. ; MAROTI, P. S. (2013a) . Percepção Ambiental de Docentes em Escola Rural no Estado

de Sergipe. Revista Monografias Ambientais, 11, 2379-2388.

COSTA, C. C. ; MAROTI, P. S. (2013b). Percepção ambiental e estudo do meio como ferramentas de

educação ambiental formal. Educação Ambiental em Ação, XII(45). 12-27.

COSTA, C. C. ; COSTA, C. C. (2013). Percepção ambiental em escola rural de Sergipe. Educação

Ambiental em Ação, 46, 01-19.

COSTA, C. C. ; MAROTI, P. S. ; SANTOS, L. M. de J. ; REIS, F. T. dos S. ; ALVES. I. R. dos S. ; COSTA,

D. N. (2011). As Expedições Científicas Estudantis (ECE) e o estudo da paisagem no ensino de

Ciências Ambientais na região nordeste do Brasil. Educação Ambiental em Ação, 37, 37-50.

COSTA, C. C. ; MAROTI, P. S. (2009). Expedições Científicas com Alunos de uma Escola Rural:

Educação Ambiental em Recursos Hídricos. Educação Ambiental em Ação, 1, 29 - 42.

COSTA, C. C. ; GOMES, L. J. ; FERREIRA, R. A. (2007). Metodologia para Avaliação e

Monitoramento de Atividades de Educação Ambiental para o Ensino Fundamental. Caderno de

Cultura do Estudante (UFS), 06, 56-62.

COSTA, C. C. (2013). Percepção ambiental em unidades de conservação. Clube dos autores.

COSTA, C. C. (2015). Percepção ambiental dos acadêmicos de Engenharia Florestal pela Universidade

Federal de Sergipe. Revista Educação Ambiental em Ação. 13(51), 1-18.

DIAS, G.F. (2003). Educação ambiental: princípios e práticas. 8ª ed. São Paulo: Gaia.

DURA FLORA S.A. (1992). Educação Ambiental em Florestas - O projeto PIC-NIC na Floresta, na

Dura Flora S.A. In: 2º Congresso Nacional sobre Essências Nativas, São Paulo, 1112-1117.

FAGGIONATO, Sandra. (2005). Disponível em: http://educar.sc.usp.br/biologia/textos/m_a_txt4.html.

Acesso em: 01 de maio de 2015.

FELIZOLA, M. P. M. (2007). Projetos de Educação Ambiental nas Escolas Municipais de Aracaju/SE.

(Dissertação de mestrado). Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão.

FERRARA, L. D. A. (1993). Olhar periférico: Informação, Linguagem, Percepção Ambiental. São Paulo:

Edusp.

FIORI, A. de. (2002). Ambiente e Educação: Abordagens Metodológicas da Percepção Ambiental

Voltadas a uma Unidade de Conservação. Dissertação de Mestrado. Universidade Federal de São

Carlos, São Carlos.

GUARIM, V. L. M. dos S. (2002). Barranco Alto: uma experiência em Educação Ambiental. Cuiabá,

UFMT.

GUIMARÃES, M. A (1995). Dimensão ambiental na educação. 1ª ed.Campinas,SP : Papirus.

HIGUCHI, M. I. G.; AZEVEDO, G.C. de. (2004). Educação como processo na construção da cidadania

ambiental. Revista Brasileira de Educação Ambiental, Brasília, 0, 63-70.

JACOBI, C. M.; FLEURY, L. C.; ROCHA, A. C. C. L. (2004). Percepção ambiental em unidades de

conservação: experiência com diferentes grupos etários no Parque Estadual da Serra do Rola Moça,

MG. Anais do 7º Encontro de Extensão da Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte.

KRASILCHIK, M. (1986). Educação ambiental na escola brasileira – passado, presente e futuro. Revista

Ciência e Cultura, Rio de Janeiro, 38, 1958-1961.

LOUREIRO, C. F. B. (2004). Trajetória e fundamentos da educação ambiental. São Paulo: Cortez.

MARINHO, A. M. S. A (2004). Educação ambiental e o desafio da interdisciplinaridade. Dissertação de

mestrado. Universidade católica de Minas Gerais. Programa de Pós-Graduação em Educação.

OLIVEIRA, E. M. de (2000). Educação ambiental uma possível abordagem. Brasília: ed. IBAMA.

PASSOS, E. M. dos ; RIBEIRO, G. T. ; PODEROSO, J. C. M. ; COSTA, C. C. ; GOMES, L. J. (2011) . Os

Insetos Concepção dos Alunos e Professores de Ciências de Diferentes Realidades no Município de

Itabaiana-SE. Educação Ambiental em Ação, 36.

REIGOTA, M. (2002). Meio ambiente e representação social. 5ª ed. São Paulo, Cortez.

RUSCHEINSKY, A. (2002). Educação ambiental: abordagens múltiplas. Porto alegre: Artmed.

SANTOS, C.S. dos (2006). Tipificação do Lixo Visando Estratégias de Educação Ambiental no Parque

Nacional Serra de Itabaiana, 2006. 49p. (Monografia para conclusão de curso de graduação em

Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Sergipe, São Cristóvão.

SOUZA, R. F. (2003). Uma experiência em Educação Ambiental: Formação de valores sócioambientais. Dissertação de Mestrado. Departamento de Serviço Social da PUC-Rio.

SATO, C. S. (2007). Parque Nacional Serra do Cipó, MG: Percepção Ambiental e Estabelecimento de

Áreas para Educação. Dissertação de Mestrado.

TRISTÃO, M. (2004). Saberes e fazeres da educação ambiental. Revista Brasileira de Educação

Ambiental, Brasília, 0, 47-55.

ZANARDI, B. N. (2010). Concepções de educação ambiental de graduandas de Pedagogia.

Monografia de graduação. Universidade Pesbiteriana mackenzie.

WWF Brasil (2003). Manual de ecoturismo de base comunitária: ferramentas para um planejamento

responsável. [Organização: Sylvia Mitraud]. WWF Brasil. Brasília.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130818063

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.