A MODERNIZAÇÃO ECOLÓGICA PODE SER ADAPTADA AO BRASIL?

Gilivã Antonio Fridrich, Nelma Baldin, Amanda Carolina de Mello, Vanilda Galli

Resumo


Devido a constante poluição e degradação ambiental cada vez mais agressiva, no século XX começou-se a perceber que os recursos do planeta não eram infinitos e desde então várias propostas foram sendo criadas com o intuito de minimizar a degradação, dentre elas a Modernização Ecológica (ME). O objetivo do presente estudo foi discutir as limitações do Brasil, quais elementos da ME seriam passíveis de implementação considerando a realidade socioambiental brasileira e quais seus consequentes benefícios ao país. Como metodologia utilizou-se a leitura prévia e a análise crítica do artigo “Modernização ecológica no Brasil: limites e perspectivas” de autoria de Bruno Milanez, 2009, de maneira a discutir as principais limitações da ME e os benefícios da implementação desses elementos. Após a revisão da literatura constatou-se que a ME, apesar de trazer aspectos positivos, não irá resolver os problemas da sociedade brasileira. Existe, assim, a necessidade de se pensar numa nova política ambiental e aliada à questão governamental a participação de uma população ambientalmente conscientizada, em todas as esferas, de forma maciça e somente assim, poderemos cogitar a possibilidade de alcançar ações concretas, dentre essas, a efetivação da ME no Brasil e em diferentes cenários que venham beneficiar o meio ambiente.

 


Palavras-chave


ecológica, problemas ambientais, tecnologia limpa, conscientização, política ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130813531

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.