Gestão democrática: um processo em construção

Janice Saratt Ramburger, Lorena Inês Peterini Marquezam

Resumo


O presente artigo aborda o processo em construção de uma gestão democrática numa escola de São Luiz Gonzaga, RS. O objetivo é analisar as possibilidades e dificuldades da implantação da gestão democrática numa escola particular a partir da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional de 1996 e da Constituição Federal de 1988. Acredita-se que a educação é um processo social em que todos os gestores escolares devam participar e colaborar a partir da criação do projeto político-pedagógico buscando a qualidade do ensino embasado no princípio da democratização. Como metodologia utilizou-se da pesquisa documental e bibliográfica. O estudo apresenta uma crítica ao modelo de gestão que se diz democrática mas que não abre espaço para a participação da equipe escolar. Nesse processo o gestor se destaca como administrador e responsável pela permanência do paradigma tradicional da gestão conservadora da escola.

Palavras-chave: gestão democrática, gestor, coletividade.


Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hanna. A condição humana. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2000.

ARROYO, Miguel G. Imagens quebradas: trajetórias e tempos de alunos e mestres. Rio de Janeiro: Vozes, 2007.

BOBBIO, Norberto. O futuro da democracia. São Paulo: Paz e Terra, 2000.

BRASIL. Constituição de 1824, 1937 e 1988. Disponível em . Acesso em 4 dez. 2014.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Artigo 80. O Poder Público incentivará o desenvolvimento e a veiculação de programas de ensino a distância, em todos os níveis e modalidades de ensino, e de educação continuada. Disponível em . Acesso em 4 dez. 2014.

CHIZZOTTI, Antonio. Pesquisa em ciências humanas e sociais. São Paulo: Cortez, 2006.

LUCE, Maria Beatriz. Gestão democrática escolar. In: Salto para o futuro/TV Escola. Brasília: MEC, 2003.

LÜCK, Heloísa. Gestão educacional: uma questão paradigmática. Rio de Janeiro: Vozes, 2006.

LÜCK, Heloísa. Perspectivas da gestão escolar e implicações quanto à formação de seus gestores. Em Aberto, Brasília, v. 17, n. 72, p. 11-33.

LÜCK, Heloísa. Planejamento em orientação educacional. Petrópolis: Vozes, 2008.

LÜCK, Heloísa. Dimensões de gestão escolar e suas competências. Curitiba: Positivo, 2009.

LÜCK, Heloísa. Liderança em gestão escolar. Petrópolis: Vozes, 2012.

MATTOS, Francisco Gomes de. Empresa que pensa: educação empresarial - renovação contínua a distância. São Paulo: Makron Books, 1996.

MINAYO, Maria Cecília de. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 2002.

SOUZA, Ângelo Ricardo de. Explorando e construindo um conceito de gestão escolar democrática. Educação em Revista. Belo Horizonte, v. 25, n. 3, 2009, p.123-140.

WEBER, Max. Economia y sociedad: esbozo de sociologia comprensiva. México: FCE, 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2318133824559



Regae - Revista de Gestão e Avaliação Educacional

Contato: revistaregae@gmail.com - Fone: +55-55-99977-6371

Endereço: Avenida Roraima, 1000 - prédio 16 - 97105-900 - Santa Maria - RS - Brasil.

ISSN online 2318-1338

CC BY-NC-SA

 

Indexers, data base, catalogs


- Doaj.org - Redalyc - Latindex - Periódicos Capes - Diadorim Ibict - Redib

 

Patrocinadores - Sponsors

- Universidade Federal de Santa Maria