An overview of the theme of social innovation in the three sectors: a research in the studies of the gaucho universities

Manuela Rosing Agostini, Cássia Morás, Monalise D'Agostini, Laura Vitória Alves Carra

Abstract


Purpose – The Social Innovation (SI) theme is still considered new, however, in the last decades it has been treated with more importance, gaining prominence in the academic environment, and it has become an object of analysis in several researches. Thus, this paper aims to analyze the evolution of the SI theme in the academic scope of gaucho universities.

Design/methodology/approach – The research has a theoretical-empirical nature, a qualitative and quantitative approach. It establishes a systematic review on SI, analyzes the objectives and results of a sample of 76 dissertations and theses produced in Rio Grande do Sul universities, through a systematic review of the literature with meta-analysis.

Findings – After analyzing the data, we observed that the topic has become more widely addressed in recent years, however, there is still no single concept. It was identified that it is being used to address the most different issues related to innovations that modify a social relationship, being applied in the most different sectors or in an intersectoral way.

Originality/value (mandatory) – The paper presents an overview of the research and a framework with the characteristics present in the SI initiatives in the five sectors, presenting suggestions for future studies. Demonstrate that the concept of SI will be increasingly used because it is an important theme in the construction of a transformation of local realities, either by generating income, by seeking improvements in the quality of life or by new ways of thinking about global sustainability.


Keywords


Inovação Social, pesquisa, teses e dissertações, intersetorial

Full Text:

PDF

References


Agostini, M. R. (2017). O processo de Inovação Social como resposta aos vazios institucionais: uma análise multidimensional em diferentes contextos sociais. Tese (doutorado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Agostini, M. R. et al. (2017) An Overview On Social Innovation Research: Guiding Future Studies. Brazilian Business Review (v. 14, n. 4, p. 385–402).

André, I., & Abreu, A. (2007); Dimensões e espaços da inovação social. Finisterra: Revista portuguesa de geografia (v. 41, n. 81, p. 121-141).

Arruda, C. F. C. (2018). Inovação em organizações híbridas: estudo de caso do Serviço Social do Comércio (Sesc)- RS. Dissertação (mestrado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Assunção, D. M. (2016). Análise das contribuições da Inovação Social: Um estudo de caso sobre a Associação Cultural Vila Flores. Dissertação de Mestrado. Universidade Feevale. Novo Hamburgo.

Barcellos, S. C. B. (2018). Gestão Social da Política de Desenvolvimento Rural no âmbito de um conselho gestor municipal: análise da igualdade participativa. Dissertação Dissertação (mestrado UFPEL). Universidade Federal de Pelotas.

Benneworth, P., & Cunha, J. (2015). Universities’ contributions to social innovation: reflections in theory & practice ( pp. 508– 527) European Journal of Innovation Management,.

Bignetti, L. P. (2011). As inovações sociais: uma incursão por ideias, tendências e focos de pesquisa (v. 47, n. 1, p. 3-14). Ciências Sociais Unisinos.

Brandão, S. M., & Bruno-Faria, M. F. (2013). Inovação no setor público: análise da produção científica em periódicos nacionais e internacionais da área de administração (v. 47, n. 1, p. 227-248). Revista de Administração Pública.

Castor, B. V. J. (2007). Inovação social e desenvolvimento. In D. Farfus & M. C. S. Rocha (Orgs.). Inovações sociais. Curitiba: SESI/SENAI/IEL/ UNINDUS.

CENTRE FOR SOCIAL INNOVATION. (2014). Social innovation.

Cerveira, M. L. (2013). O microcrédito como instrumento de Inovação Social: o caso da instituição comunitária de crédito PORTOSOL. Dissertação (mestrado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Chagas, J. V. (2018). Capital Social Organizacional e Desenvolvimento Territorial em rotas de turismo rural. Dissertação (mestrado UFPEL). Universidade Federal de Pelotas.

Chais, C. (2019). Universidades empreendedoras e ambientes de inovação: uma proposta de sustentabilidade econômica para o ensino superior. Tese (doutorado UCS). Universidade de Caxias do Sul em associação ampla Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Cloutier, J. (2003). Qu’est ce que l’innovation sociale?Cahiers du CRISESQuebec.

Corseuil, L. (2018). Ações de Inovação Social no Terceiro Setor: O caso do Centro Cultural Escrava Anastácia. Dissertação (p. 135). Universidade do Sul de Santa Catarina, Florianópolis.

Costa, L. F. (2018). Sustentabilidade social como resultado da Inovação Social corporativa: análise a partir de práticas sociais realizadas por organizações do setor privado. Dissertação (mestrado UCS). Universidade de Caxias do Sul em associação ampla Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Durham, E.R. & Sampaio, H. (2000). O setor privado de ensino superior na América Latina (pp. 7-37). Cadernos de Pesquisa, 110.

Farfus, D., & Rocha, M. D. S. (2007). Inovação Social: um conceito em construção. In Federação das Indústrias do Estado do Paraná (pp. 13-32). Fiep. Coleção Inova - Inovações Sociais - Volume 2 (pp. 13-32). Curitiba: Federação das Indústrias do Estado do Paraná - Fiep.

Fischer, R. M. (2005). Estado, Mercado e Terceiro Setor: uma análise conceitual das parcerias intersetoriais Revista de Administração (v. 40, n. 1 pp. 5-18) . RAUSP, enero-marzo, Universidade de São Paulo.

Franzoni, G. B. (2015). Inovação Social e tecnologia social: o caso da Cadeia Curta de agricultores familiares e a alimentação escolar em Porto Alegre/RS. Dissertação (mestrado UFRGS). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Geiger, R. (1988) Public and private sectors in higher education: A comparison of international patterns (pp. 699-711). Higher Education 17.

Herrera, M. E. B. (2015). Creating competitive advantage by institutionalizing corporate social innovation. Journal of Business Research.

Holt, K. (1971). Social Innovations in Organizations. International Studies of Management e Organization (v1, n3, p. 135).

Horta, D. M. O. (2013). As especificidades do processo de difusão de uma Inovação Social: da propagação inicial à ressignificação. Tese (doutorado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Howaldt, J., & Schwarz, M. (2010). Social Innovation: Concepts, research fields and international trends Dortmund.

Kanitz, S. O que é o Terceiro Setor. Disponível em: . Acesso em: 05 out. 2020.

Karpouzas, A. (2006). Análise do processo de formação de estratégias em organizações do terceiro setor: um estudo de caso em duas ONG’s comunitárias. Dissertação (mestrado PUCRS). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Lencini, C. A. S. (2013). A implantação de Inovação Social por organizações participantes da matriz do empreendedorismo social. Dissertação (mestrado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Littell, J. H., & Corcoran, J., & Pillai, V. (2008). Systematic Reviews and Meta-Analysis. Oxford University Press Inc.

Luiz, A. J. B. (2002). Meta-análise: definição, aplicações e sinergia com dados espaciais. Cadernos de Ciência & Tecnologia (v.19, n. 3, pp.407-428) Brasília.

Maurer, A. M. (2011). As dimensões de Inovação Social em empreendimentos econômicos solidários do setor de artesanato gaúcho. Dissertação (mestrado UFRGS). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Maurer, A. M., & Silva, T. N. (2014). Dimensões analíticas para identificação de inovações sociais: evidências de empreendimentos coletivos (p. 127-150). BBR - Brazilian Business Review.

Menegotto, M. L. A. (2015). Relação das capacidades dinâmicas, Inovação Social e o desempenho organizacional na cadeia vitivinícola da Região da Serra gaúcha. Tese (doutorado UCS). Universidade de Caxias do Sul em associação ampla Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Montgomery, T. (2016). Are Social Innovation Paradigms Incommensurable? (pp. 1–22). Voluntas.

Oliveira, N. D. A. (2013). Desenvolvimento sustentável, inovação, tecnologia social e empreendedorismo coletivo em relacionamentos intercooperativos: Sistema CREDITAG e cooperativas de produção agrícola de Rondônia. Tese (doutorado UFRGS). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Ossani, A. (2013). A Inovação Social como processo e resultado da governança da colaboração interorganizacional: o caso do Canal Futura. Dissertação (mestrado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Patias, T. Z. (2017). Inovação Social e sustentabilidade em arranjos produtivos locais de agroindústria familiar. Tese Doutorado. Universidade Federal de Santa Maria. Santa Maria.

Pirotti, T. M. C. (2018). A influência das capacidades dinâmicas no processo de escalabilidade da Inovação Social. Dissertação (mestrado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Pol, E., & Ville, S. (2009). Social innovation: Buzz word or enduring term? (v. 38, n. 6, p. 880). The Journal of socio-economics.

Rotta, E. (2007). Desenvolvimento regional e políticas sociais no Noroeste do estado do Rio Grande do Sul. Tese (Doutorado PUCRS). Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul.

Santos, A. C. M. Z. (2012). O desenvolvimento da Inovação Social: inibidores e facilitadores do processo: o caso de um projeto piloto da ong parceiros voluntários. Tese (doutorado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Sawitzki, R. C. (2017). Cartografando gênero e inovação como uma prática social entrelaçada em multiterritórios. Tese (doutorado UFRGS). Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

Silva, D. H. T. (2012). Inovação Social na prática: um estudo de casos múltiplos em organizações que atuam através do modelo de franquias sociais. Dissertação (mestrado Unisinos). Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

Smith, D. H. (1991). Four sectors or five? Retaining the member-benefit sector. Nonprofit and Voluntary Sector Quarterly (v. 20, n. 2, pp. 137-150).

Taylor, J. B. (1970). Introducing Social Innovation. The Journal of Applied Behavioral Science (v. 6, n. 1, pp. 69–77).

Tondolo, R. R. P. (2013). Aspectos emergentes entre o terceiro setor e a inovação social: um olhar a partir do contexto brasileiro (pp.21– 36). Revista Brasileira de Gestão E Inovação, 1(1).

Van, Tulder, R., Seitadini, M.M., Crane, A. & Brammer.(2016). Enhancing the Impact of Cross-Sector Partnerships (pp.1–17). Journal Business Ethics 135.




DOI: https://doi.org/10.5902/1983465944270


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.

  

   

       

 

------

Revista de Administração da UFSM. Brazilian Journal of Management

Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, eISSN 1983-4659